Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Governo de Pernambuco

SIVALDO ALBINO REVELA QUE GOVERNO PASSADO DEIXOU GARANHUNS ENDIVIDADO E NO SPC

Gláucio Costa entrevistou o prefeito

Entrevistado por Gláucio Costa, na Rádio Marano FM, o prefeito Sivaldo Alvino revelou hoje pela manhã que encontrou o município com sete pendências, uma delas no valor de R$ 12 milhões. Por conta dos débitos, a prefeitura de Garanhuns está no Cauc, que é uma espécie de Serasa ou SPC das prefeituras.

Quem tem pendências como as do município de Garanhuns, fica impedido de receber recursos federais.

Quando estava para deixar o governo, o prefeito Izaías Régis informou que deixou em conta em torno de R$ 15 milhões, mais de R$ 10 milhões na saúde, R$ 1 milhão na educação e mais de R$ 2 milhões na assistência social.

Sivaldo confirmou que ficaram recursos nas contas, mas também saldos a pagar.

Somente um pagamento com os professores, referente principalmente às férias, que não foram pagas pela gestão anterior, supera os R$ 2 milhões. Segundo o novo prefeito, os docentes estarão recebendo o que é de direito nos próximos dias.

De maneira bastante tranquila, didática até,  Sivaldo Albino respondeu todas as perguntas do comunicador e dos ouvintes, que encaminharam diversas questões via WhatsApp.

Ele confirmou que a vacinação contra a Covid em Garanhuns começa na quinta-feira, dia 21, assegurando que hoje a Secretaria de Saúde estará inteiramente preparada para iniciar o trabalho de imunização.

Uma das perguntas feitas ao prefeito, foi a respeito da transferência de médicos e enfermeiras de um posto de saúde para outro.

O gestor explicou que é um processo natural, alguns profissionais estão numa mesma unidade de saúde oito anos ou mais, o que às vezes gera acomodação. Seu pensamento é de que quem realiza um bom trabalho num local, não terá dificuldade de fazer o mesmo em outro. “Nenhum médico é dono do posto de saúde, o PSF é da comunidade”, deixou claro o prefeito.

Sivaldo explicou que o governo é de mudanças, como foi pregado durante a campanha política e pessoas que nunca tiveram vez poderão ter agora. Ele lembrou que o mesmo grupo político dominou o município 24 anos e com a sua eleição outras pessoas precisam ter vez na vida pública.

Socialista foi muito claro que o compromisso da gestão é com as pessoas,  no sentido de promover mudanças para melhor. A recomendação a cada secretário, diretor ou servidor é atender a população da melhor maneira possível.

Já no final do programa, Gláucio Costa fez pergunta sobre as feiras livres e indicações dos vereadores para os cargos públicos.

Sivaldo Albino lembrou que a empresa que administrava as feiras deixou a cidade no final do governo passado sem dar satisfação ou passar dados. Mesmo assim a prefeitura vem fazendo a sua parte e garantindo que as atividades continuem normalmente na Oliveira Lima, Ceaga, Boa Vista, Cohab I, Cohab II e outros locais.

Com relação às indicações de cargos pelos vereadores, garantiu que não serão na proporção do que acontecia antes. “Tinha vereador que tinha 150 indicados na prefeitura. Isso não vai acontecer na nossa gestão”, frisou.

Prefeito disse que a prefeitura de Garanhuns tinha em torno de três mil servidores, por conta do grande número de contratados, e que a meta é enxugar os gastos. Ele pretende reduzir o número de contratados pelo menos em 500, de modo que fique mais recurso para investimento.

3 comentários:

  1. Interessante: não se ouviu um pio ou NADICA DE NADA a respeito da Orquestra Manoel Rabelo que Izaías cuidou tão bem nos últimos 8 anos...

    P.S.: - Givaldo Calado, cadê você, hein?!?!?! Pronuncie-se a respeito... Eu boto fé no seu taco!!!

    ResponderExcluir
  2. Certíssimo prefeito Sivaldo Albino temos esperança que fará um bom governo pra nossa Cidade Garanhuns Pernambuco.

    ResponderExcluir
  3. PAULO CAMELO: Independente das razões e justificativas de ambas as partes, vamos assistir e presenciar um disse me disse político por um bom período entre dois políticos de Direita, ou seja: Izaías e Sivaldo. Lembrando que toda semana o prefeito Sivaldo vai inventar alguma coisa para o entretenimento da população e mídia. Já se foram: aeroporto diante de um governo estadual mal pagador + reforma na Prefeitura + Construção de novo prédio da Prefeitura + a vacina que chegou, mas não se inicia a vacinação + etc. Agora durmam com esse besteirol.

    ResponderExcluir