Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Governo de Pernambuco

SEIS PESSOAS DA PREFEITURA PODEM TER FURADO A FILA DE VACINAÇÃO EM JUPI



Caso ocorrido em Jupi, quando o fotógrafo da prefeitura, Guilherme JG, furou a fila de vacinação contra a Covid e se exibiu nas redes sociais, teve repercussão nacional. A notícia se espalhou na internet, viralizou nas redes sociais, foi destaque nos blogs da região, na imprensa da capital pernambucana e foi parar no Jornal Folha de São Paulo e Portal UOL.

 

Por conta da repercussão negativa, a Prefeitura de Jupi divulgou uma nota de esclarecimento e depois informou que Marcos Patriota (DEM) afastou Guilherme e a Secretária de Saúde, Nadir Ferro, que foi conivente com o erro.

 

Em Jupi, embora nenhum vereador faça oposição ao prefeito Marcos Patriota, o assunto tomou conta das ruas e moradores da cidade, que não participam do governo, informaram que mais pessoas foram vacinadas fora dos grupos prioritários, formado por orientação do Ministério da Saúde por idosos e quem trabalha na linha de frente contra a Covid.

 

De acordo com informações repassadas ao blog,   ontem à noite, foram vacinados na frente dos idosos e profissionais de saúde as seguintes pessoas:

 

Luciano Benvindo - motorista da secretária de saúde de Jupi

Evânia Claudia - auxiliar administrativo da prefeitura 

Flavio Quintino - irmão da primeira dama 

Nadir Ferro – secretaria de saúde

Guilherme JG – fotógrafo da prefeitura

Miriã Meyre - coordenadora de vigilância epidemiológica da prefeitura.

 

Pessoas da cidade fizeram memes (como o da imagem acima), explorando o episódio e foram criadas paródias para criticar a situação.

 

A Secretaria de Saúde de Pernambuco solicitou ao Ministério Público investigação sobre o episódio que aconteceu em Jupi, no dia em que começou a vacinação no estado.


2 comentários:

  1. Isso é o retrato cagado e cuspido do povo brasileiro. Quer dizer, tirar vantagem em tudo...

    P.S.: - Ô POVINHO!!!

    ResponderExcluir
  2. Jupi está ficando conhecida nacionalmente da pior maneira possível.
    Já se comenta a possibilidade de o governador Paulo Câmara decretar intervenção no município.
    Que essa providência seja tomada imediatamente, pois a pouca vergonha pode se alastrar com as novas remessas de doses.

    ResponderExcluir