SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

UM CORONEL DESTEMIDO NA POLÍTICA DE GARANHUNS


Por Wando Pontes

Escrever uma análise política por mais simples que seja, já não é muito fácil, e, quando tem no seu contexto uma pessoa amiga a complexidade aumenta muito mais. Porém, o meu faro de marqueteiro político me aguça os sentidos toda vez que as notícias são públicas e dão conta de missões ao meu ver quase impossíveis, assumidas por pessoas que militam na política partidária.

Ouvi numa emissora de rádio de Garanhuns que o Coronel PM  Marcos Campos de Albuquerque, natural de Bom Conselho, aliado de primeira hora do Deputado Federal Luciano Bivar, principal liderança política de Pernambuco  do presidente Jair Bolsonaro (PSL) , foi uma das poucas pessoas do Agreste Meridional a participar no domingo 26/08 do ato público Pro-Bolsonaro realizado em Recife.

Ainda na mesma emissora, o programa de cunho jornalístico, ampliava a mátria sobre o coronel que foi o coordenador da campanha eleitoral do atual  Deputado  Bivar no Agreste Meridional,  dando conta do início da articulação política entre o presidente da legenda em Pernambuco,  Luciano Bivar e o atual superintendente do INCRA, Marcos Campos, com vistas a eleição do próximo ano em Garanhuns.

Noticiava o âncora do jornalístico que, era dado como certo o nome do Coronel Campos (PSL), para concorrer a eleição vindoura na Cidade das Flores, como o candidato a prefeito da legenda a levantar a bandeira e o projeto político do Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, e, desta forma,  chegar ao Palácio Celso Galvão sede do Governo Municipal.

Confesso que imediatamente a minha experiência de muitas campanhas eleitorais realizadas e as  inúmeras pesquisas analisadas para montar os planos das campanhas que já fiz na região, me trouxeram uma inquietude que me fez reanalisar o último levantamento de opinião pública sobre o desempenho do Messias do PSL e do seu Governo, que o Coronel vai utilizar como base para montar o seu plano de governo para apresentar à população de Garanhuns e convencê-la a votar nele para prefeito.

A saber: A pesquisa divulgada no último dia 26/08, pelo Instituto MDA em parceria com a CNT (Confederação Nacional do Transporte), aponta que, o Governo de Bolsonaro é considerado RUIM E PÉSSIMO para 39,5% da população. Em apenas 5 meses a reprovação ao modo de governar do PSL, saiu dos 19% para os atuais 39,5%, houve uma elevação meteórica da reprovação do governo Bolsonaro. Usando um termo técnico de análise no marketing político, diz-se que, os números da pesquisa indicam que o governo do PSL está derretendo. 

O levantamento ainda aponta para um resultado ainda pior para Bolsonaro e consequentemente para o modo de governar do PSL. A reprovação ao desempenho pessoal do Presidente também disparou, de 28,2% no mês de fevereiro para 53,7% em agosto deste ano. Assim, como os dados apontam números pra lá de negativos para a gestão, e, ainda mais negativos para o gestor, podemos também, dizer tecnicamente que, o Presidente Jair Bolsonaro está derretendo.

Assim, entendo que não necessariamente precisa ser um marqueteiro ou analista político para identificar uma missão quase impossível para Coronel Campos chegar a se eleger Prefeito de uma população politizada como é o caso da sociedade de Garanhuns, tendo como seu espelho político o Presidente Jair Messias Bolsonaro e, como base principal do seu projeto de governo para Garanhuns, as mesmas linhas da gestão Federal que a nação brasileira ainda não conseguiu identificar como um plano nacional de governança.

Por fim, afirmo que o amigo Coronel Campos na política é no mínimo destemido, e, como tem excelente formação Militar, bom nível intelectual e habilidade no lidar com gente, diante do atual momento de alta reprovação do modo de governar do seu partido PSL, principalmente na Região Nordeste,  não vai deixar seu plano de governo para o futuro de Garanhuns com as mesas bases do plano do atual Governo Federal, hoje, altamente reprovado pela opinião pública, como também, não vai deixar a sua imagem ser atrelada a imagem do Presidente Bolsonaro que derrete nas pesquisas.

No mais, resta-me desejar boa sorte ao coronel, Marcos Campos Albuquerque, na sua missão política em Garanhuns.

*Wando Pontes é radialista e marqueteiro político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário