SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

segunda-feira, 29 de julho de 2019

FILHOS DE VICE-PREFEITO SÃO ACUSADOS DE LATROCÍNIO


Dois filhos do vice-prefeito de Canhotinho, Erinaldo Santos (PSD), Erinaldo Júnior, conhecido como Juninho, e Erick Barbosa, estão sendo acusados de tentativa de latrocínio (assalto seguido de morte) contra moradores do município. O ocorrido se deu na madrugada desta segunda-feira (29.07). A denúncia foi registrada na delegacia de plantão de Lajedo, cidade vizinha, no Agreste Meridional.
De acordo com relato das vítimas, identificadas como Danilo e Neto, os irmãos os abordaram quando eles passavam, de moto, pela entrada de Canhotinho. Aos gritos, os filhos do vice, que também estavam numa motocicleta, anunciaram a ação criminosa. As vítimas, entretanto, aceleraram e entraram na Rua Benjamim Constant, pegaram a André Miranda e seguiram até o Bar Pimentel. A ideia era intimidar os criminosos, uma vez que o estabelecimento estava movimentado, contando ainda com a presença de clientes.
Porém, Juninho e Erick mantiveram a perseguição. No bar, mesmo reconhecidos, deram continuidade à ação. Juninho atacou e feriu Neto com uma foice. Já Erick entrou em luta corporal com Danilo. Foi então que os frequentadores, vendo as agressões e ouvindo os gritos “ladrões” proferidos pelas vítimas, saíram em defesa dos atacados. Erick acabou linchado, mas Juninho consegui escapar e se encontra foragido.
Ferido, Neto foi levado ao Hospital de Canhotinho. Também machucado, Erick foi atendido na mesma unidade hospitalar, sendo transferido, depois, para Garanhuns.
HISTÓRICO – É importante destacar que não é a primeira vez que os filhos de Erinaldo Santos se envolvem em episódios criminosos. Juninho têm histórico de agressões. Circula pela internet um vídeo em que ele destrata, xinga, intimida e desafia moradores de Canhotinho. Curiosamente, o registro foi feito em frente ao mesmo Bar Pimentel.
Por sua vez, Erick foi preso em outubro de 2018, às vésperas do primeiro turno da eleição, por invadir, armado, uma casa em que era realizada uma festa, na Zona Rural de Canhotinho. Intimidados com a postura do rapaz, moradores acionaram a Polícia Militar que acabou por prender e conduzir o filho do vice-prefeito para a Delegacia de Canhotinho.
Erick, como divulgado na época, tem histórico de envolvimento em assalto, estupro, tentativa de homicídio, entre outros crimes. Ele, inclusive, foi solto recentemente e seu alvará de soltura não lhe dava permissão para circular em bares à noite.
Há que se ressaltar que a liberação de Erick da prisão foi viabilizada por ação do advogado Marcílio Amorim Albuquerque. No meio político de Canhotinho Marcílio é considerado o pré-candidato a prefeito do grupo de liderado por Erinaldo Santos.
É relevante observar também que entre os moradores de Canhotinho o que se comenta é que o vice-prefeito, sempre que os filhos se envolvem em crimes, age para evitar que eles sejam punidos. Chega até mesmo a negociar com vítimas para que sejam inocentados.
RESPOSTA
Em contato com o blog, a família afirmou que foi vítima de agressões e não o contrário e que o escrivão da cidade está recebendo todas as informações para dar prosseguimento às investigações que comprovarão a inocência dos citados.
*Fonte: Blog de Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário