Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

segunda-feira, 10 de junho de 2019

JORNALISTA AMERICANO ABALA A REPÚBLICA DE CURITIBA


Um jornalista americano, Glenn Greenwald, publicou três reportagens num site denominado The Intercept de conteúdo altamente explosivo.
Com base em áudios que captaram conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, repórter mostra nas reportagens que esses dois personagens, que chegaram a ser tidos como heróis na Operação Lava Jato, tiveram na verdade um comportamento criminoso, afrontando a Lei, combinando jogadas para prejudicar a então presidenta Dilma e o ex-presidente Lula e fazendo armações dignas de políticos rasteiros para prejudicar o Partido dos Trabalhadores.
Áudios desnudam Moro e Dallagnol desde o período pré-impeachment, até a eleição de 2018, quando o ex-juiz de Curitiba também armou para impedir a vitória de Fernando Haddad.
Sérgio Moro, como se sabe, terminou sendo premiado pelo trabalho sujo com o cargo de Ministro da Justiça do Governo Bolsonaro.
Tivesse o Brasil uma democracia sólida, fosse um país tão sério quanto a França, os Estados Unidos, a Alemanha ou a Itália, Moro hoje não seria mais ministro e tanto ele quanto Deltan Dallagnol poderiam ser presos.
Os fatos divulgados são tão sérios que se realmente a justiça do país funcionasse Lula seria solto hoje mesmo, já que reportagens e áudios comprovam que o próprio procurador sabia da inocência do ex-presidente e forjou a culpa, em combinação com o então juiz.
O STF, se tivesse peito, anularia a eleição. O Supremo Tribunal de Justiça e o TSE também poderiam fazer isso.
Como estamos no Brasil, porém, não duvidem que o escândalo pode acabar em pizza.
* Até o momento o único integrante do Supremo Tribunal Federal a se pronunciar foi o ministro Marco Aurélio. Ele disse que a colaboração entre Moro e Dallagnol coloca em dúvida, principalmente ao olhar do leigo, a imagem da justiça brasileira.
Jornalista Glenn Greenwald avisou desde ontem que vem mais por aí: além do procurador e do ex-juiz, mais gente deve aparecer nos áudios. Políticos, outros agentes do judiciário e profissionais de imprensa devem aparecer na trama. Os que fazem a Rede Globo devem estar pisando em ovos.

3 comentários:

  1. E esse jornalista arrombado lá tem credibilidade pra merda nenhuma!

    ResponderExcluir
  2. O Sindicato dos ladrões que venera o seu BANDIDO DE ESTIMAÇÃO tenta a todo custo manter os sindicalistas imundos infiltrados no judiciário e no Ministério Público. Como afirma o bom jornalista Guilherme Fiuza: "Isso mantém elevado o MORAL da tropa IMORAL"...

    P.S1.: - Forçosamente e apelando ou aplicando FAKE NEWS, a putada petralha há muito que tenta fugir da pexa de ladrão saindo pela tangente ou procurando a famosa VÁLVULA DO ESCAPISMO, mas nada dar certo, só leva tromba...

    P.S2.: - Não sabe essa bandidagem (ou se faz que não sabe), que o seu BANDIDO DE ESTIMAÇÃO já foi condenado em uma ladroagem nas três instâncias e responde por mais 4 processos e seis inquéritos e tem tudo para pegar 100 anos de cadeia, mas só puxará 30 anos de xilindró. Quer dizer, deve sair da prisão comemorando o aniversário de 103 velinhas... Se não se suicidar antes... PEGA, LADRÃO CÍNICO, FARSANTE E DESCARADO!!!

    ResponderExcluir
  3. Neste Brasil tudo é possível.. Daqui a pouco vão dizer que fizeram um complô no céu contra o diabo e, o culpado foi Bolsonaro. Tudo se faz, se arma no Brasil. A maioria da imprensa quer por quer tirar a culpa da bandidadgem do PT e dos outros partidos e o único que não presta é Bolsonaro e seguidores. Digo uma coisa. Neste meu Brasil é mais fácil encontrar um ladrão honesto que um político honesto. Como diz Chico Buarque em sua Música "ACORDA AMOR"... e Ele canta .... "CHAME O LADRÃO". Quem sabe um ladrão decente não resolva os problemas deste país..

    ResponderExcluir