SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quarta-feira, 24 de abril de 2019

OS NÚMEROS DA PESQUISA PARA PREFEITO EM GARANHUNS


Pesquisa realizada em Garanhuns pelo Instituto Contexto, entre os dias 7 e 10 deste mês de abril, mostra que o prefeito Izaías Régis terá dificuldades para fazer o seu sucessor, no próximo ano, principalmente se o candidato da situação for o vice Haroldo Vicente.

Tanto na pesquisa espontânea como na estimulada (quando é apresentado um cartão com o nome dos possíveis candidatos) o deputado estadual Sivaldo Albino aparece na liderança, à frente dos principais adversários.

Os percentuais, no entanto, não apontam ainda um grande favorito, embora uma hipotética união dos pré-candidatos da oposição possa aumentar a vantagem dos que defendem mudanças no município.

Contexto entrevistou 462 pessoas, na cidade, distritos e zona rural, levando em conta o peso de cada reduto eleitoral.

Intervalo de confiança da pesquisa é de 95%, com margem de erro de 4,5%.

ESPONTÂNEA – A pesquisa espontânea (sem o uso de cartão), apresentou os seguintes números:

Sivaldo Albino – 15,58%
Zaqueu Lins – 12, 12%
Fernando Rodolfo – 7,79%
Silvino Duarte – 7,79%
Haroldo Vicente – 4,33%
Luizinho Roldão – 1, 73%
Alfredo Gois – 1,30%
Helder Carvalho – 1,30%
Izaías Régis – 1, 30%

Outros nomes ficaram com percentual abaixo de 1%. Segundo o diretor do Contextto, Olívio Barros, o baixo percentual de Izaías pode ser explicado pelo fato da maior parte da população saber que ele não é mais candidato. “A maioria tem conhecimento que o nome a ser apoiado pelo prefeito é o vice Haroldo Vicente”, frisou.

ESTIMULADA – Pesquisa estimulada foi feita em mais de um cenário. No principal deles foram colocados 12 nomes. Sivaldo Albino novamente ficou à frente, desta feita somando 25,11% das intenções de votos.

Depois aparecem com potencial os seguintes pré-candidatos:

Zaqueu Lins – 16,88
Fernando Rodolfo – 12,99%
Silvino Duarte – 11,69
Haroldo Vicente – 7,36
Givaldo Calado – 3,46
Luizinho Roldão – 3,03
Alfredo Gois – 3,03,
Hélder Carvalho – 1,30

REJEIÇÃO – Contexto também procurou saber o índice de rejeição dos pré-candidatos. Quando perguntado em quem o eleitor não vota de maneira nenhuma ele se manifestou assim:
Pedro Falcão – 0,87%
Eduardo Miranda – 1,30%
Fernando Rodolfo – 1,73%
Luizinho Roldão – 3,46%
Hélder Carvalho – 3,46%
Zaqueu Lins – 4,33%
Silvino Duarte – 6,93%
Alfredo Gois – 6,93%
Coronel Campos – 7, 79%
Sivaldo Albino – 8,66
Haroldo Vicente – 9,09%
Givaldo Calado – 9,09%
Como o leitor pode perceber, nenhum dos nomes está com a rejeição muito alta. Normalmente os diretores dos institutos de pesquisa só consideram inviável uma candidatura quando a rejeição ultrapassa os 20%.
AVALIAÇÃO DO PREFEITO – Na pesquisa do Instituto Contexto, foi feita uma avaliação da administração de Izaías Régis. Os números foram positivos. Gestor tem 40,26% de ótimo e bom; 43, 29% de regular e apenas 16,45% de ruim e péssimo.
AVALIAÇÃO DO GOVERNADOR – Já o governador Paulo Câmara, está precisando melhorar muito sua imagem em Garanhuns. Socialista teve apenas 10,39% de bom e ótimo, 30,30 de regular e 54,11% de ruim e péssimo.
AVALIAÇÃO DO PRESIDENTE – Presidente também está sendo reprovado pela população de Garanhuns. Segundo a pesquisa do Contextto, Bolsonaro obteve 15,58% de ótimo e bom; 18,61% de regular e 61,90% de ruim e péssimo.
Claro que ainda é cedo para definir quem é favorito para vencer a eleição em Garanhuns em 2020. Sivaldo, que hoje está na frente, para avançar mais e chegar a um percentual que lhe garanta a vitória não poderá colar demais sua imagem a do governador, a não ser que esse melhore o seu desempenho e seja mais bem avaliado pelos eleitores do município.
De todo modo, a oposição, que já foi insignificante, hoje está com potencial para chegar ao poder.
Já o prefeito Izaías Régis, apesar de ter feito uma boa primeira gestão, tem uma aprovação menor do que já teve. O seu vice, que está na mídia  diariamente e recebendo todo apoio do grupo do petebista, ainda não caiu no gosto do povo. Para vencer o pleito e chegar ao gabinete principal do Palácio Celso Galvão terá de ter mais desenvoltura e habilidade.

O número de indecisos da pesquisa foi considerada por alguns pré-candidatos como muito baixo. Mais quando somados os que não têm candidato, com quem não soube responder, pretende votar em branco ou anular o voto o percentual chega perto de 13%

Um comentário:

  1. Tendo como base a enorme quantidade de candidatos (12), constata-se que, é muito alta a REJEIÇÃO de Haroldo e Givaldo e muito preocupante a de ALBINO...

    P.S.: - Em todos os cenários quem está bem na fita é Zaqueu.

    ResponderExcluir