Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

ARMANDO DUARTE NÃO TEM PRESSA EM DEFINIR CANDIDATO


Armando Duarte (PTB) prefeito de Caetés, ainda não definiu quem será o candidato do seu grupo à sucessão municipal, no próximo ano.

Eleito numa disputa apertada em 2012, o petebista foi reeleito com folga em 2016.

Nas eleições estaduais, foi majoritário em 2014 e 2018, com seus candidatos a deputado, ao senado, governador e presidente.

Assim, Armando é sem sombra de dúvida o maior líder político de Caetés da atualidade e o candidato que tiver seu apoio terá boas chances de ser eleito.

Dentre os nomes do seu grupo  cotados como pré-candidatos estão o diretor do hospital, Nivaldo Martins (Tirri); Gilvan Alves, secretário de obras; Lucivalter Bernardo (Galego), secretário de agricultura; o vereador Irmão Naldinho, ex-presidente da Câmara, além do vice-prefeito Severino Gordo. Este último, porém, enfrenta resistências dos correligionários do gestor por não ter seguido o prefeito em alguns momentos.

Armando, contudo, no momento não sinaliza pra ninguém, como também não veta nenhum dos companheiros.

Possivelmente escolherá aquele que tiver a preferência popular, baseado em pesquisas de opinião pública.

Uma coisa já se sabe: O prefeito de Caetés não quer saber de “laranjas”, porque o município já teve essa experiência e não foi uma coisa positiva.

Assim, quem receber o apoio se vencer a eleição será o prefeito.

Armando Duarte certamente sabe a máxima de Maquiavel: “Ninguém governa o governante”.

Na política da região, muita raposa política já “quebrou a cara” elegendo o sucessor pensando que continuaria mandando.

Quando o um novo prefeito senta na cadeira e pega na caneta ele sabe quem é o governante. Isso não significa que não se possa ter uma boa relação com o antecessor.

Em Calçado, por exemplo, Nogueira se elegeu com o apoio de José Elias e mantém excelente relacionamento com o ex-prefeito.

Armando Duarte, que é prudente, pode querer seguir essa linha e assim, quando tiver de deixar o poder,  será sempre lembrado como um dos melhores prefeitos da história política de Caetés.

Como o prefeito ainda tem dois anos de trabalho pela frente, não deve,  no momento,   está priorizando a política. 

O ex-governador Marco Maciel dizia muito "que quem tem tempo não tem pressa". 

Conhecendo esse pensamento,  Armando vai continuar cuidando de sua administração e no momento certo irá definir - ouvindo as pessoas influentes do grupo e a população -  quem será o melhor nome para representar o seu projeto político na próxima eleição.

*Foto: Portal UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário