quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

SISTEMA JORNAL DO COMMERCIO DEMITE EM MASSA


Muita gente lamentando, principalmente através das redes sociais, a demissão em massa de funcionários do Sistema Jornal do Commercio, de propriedade do empresário João Carlos Paes Mendonça.

Na Rádio Jornal Recife foram demitidos profissionais experientes, alguns com mais de 20 anos de casa.

Entre os que receberam o ingrato presente de Natal e Ano Novo estão Carlos Moraes, Rafael Carneiro, André Luiz Cabral, José Silvério e Leonardo Boris.

Mas,  segundo se comenta pelo Twitter e um colega jornalista confirmou agora há pouco, em todo o sistema foram em torno de 80 radialistas e jornalistas que ficaram sem emprego.

Na Rádio Jornal Garanhuns, há poucos dias, foi demitida a recepcionista. A política da empresa, segundo dá a entender o blogueiro Wellington Araújo, em manifestação por uma rede social, é substituir os mais antigos, de melhores salários, por estagiários que vão receber em torno de R$ 900,00. (Ver ilustração).

Em Garanhuns, segundo descobrimos, a Rádio Jornal, antiga Difusora, perdeu as características de “rádio do povo”, que lhe renderam tanto prestígio no tempo de Aluízio Alves.

Hoje, não se pode nem entregar mais um documento perdido na emissora, porque ordens de cima não permitem mais a prestação de serviço que se fazia em tempos passados.

Pessoas carentes que recebiam cadeiras de rodas, dificilmente agora conseguem uma pela rádio jornal.

O clima é muito diferente tanto na capital quanto aqui em Garanhuns. E alguns, para se manter no emprego, viraram puxa saco dos patrões.

“Em Garanhuns começaram tirando o indiozinho. Depois derrubaram mais um monte de gente”, comentou, triste, um ex-funcionário do Sistema Jornal do Commercio.

Nós queremos, neste momento, nos solidarizar com todos os demitidos, vítimas da política da empresa e da reforma trabalhista, que tornou muito mais fácil a vida do patrão, principalmente quando quer botar empregados no olho da rua para arranjar mão de obra mais barata.

5 comentários:

  1. Como diria Dilma é só fazer um curso no Pronatec!

    ResponderExcluir
  2. Na rede Bompreço fizeram a mesma coisa! Demitiram em massa os mais antigos pra pagar menos aos novatos...

    ResponderExcluir
  3. Isso se chama crise que o PT deixou de herança.

    ResponderExcluir
  4. É lamentável a demissão de profissionais dedicados e competentes.

    ResponderExcluir
  5. É lamentável a demissão de profissionais dedicados e competentes.

    ResponderExcluir