ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

FILHO DE BOLSONARO PODE ASSUMIR COMUNICAÇÃO


O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), deve nomear o próprio filho, Carlos Bolsonaro, para o cargo de Secretário de Comunicação do Governo, com status de ministro.

Caso confirmado, será  o primeiro presidente do Brasil, desde a redemocratização, a indicar familiares próximos para o primeiro escalão da administração federal.

Bolsonaro, que seu elegeu falando em honestidade e prometendo maior segurança para os brasileiros, sem atender a barganhas partidárias, está montando uma equipe formada por militares, políticos investigados pela justiça – três deles do DEM e um juiz, Sérgio Moro, que rasgou a Constituição de 1988 para atender a interesses ideológicos.

O quadro não é muito animador. Não só para os 89 milhões de brasileiros que não votaram no capitão, mas também para muitos que acreditaram ser ele uma opção diferenciada à velha política.

Enquanto isso, Temer, sintonizado com o seu sucessor, vai acabando com os programas sociais criados por Lula e Dilma.

Os recursos do Bolsa Família foram cortados pela metade e com isso serão prejudicadas as famílias, o dono da padaria de bairro, a farmácia, os feirantes, as pequenas lojas e mercadinhos.

Muito dinheiro será tirado de circulação e a situação econômica do Brasil tende a piorar a partir de janeiro.

A imprensa está fazendo estardalhaço com irregularidades no Bolsa Família. É claramente uma estratégia para esconder os cortes. Dá perfeitamente para eliminar os desvios de finalidade sem precisar detonar um projeto que tanto ajudou as pessoas em situação de vulnerabilidade.

O futuro governo parece talhado para acabar com todas as conquistas da Era Fernando Henrique e das gestões de Lula e Dilma: Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Mais Médicos,  todos esses programas estão sob ameaça.

Aumenta o desemprego, cai o poder aquisitivo, as liberdades estão ameaçadas, enquanto interesses estrangeiros, das grandes corporações e dos patrões estão sendo atendidos. 

Os trabalhadores perdem cada vez mais direitos e muitos ou muitas ficarão tão fragilizados que voltarão a uma posição de semiescravos.

O pior é que para muita gente as coisas agora estão no rumo certo. E a Globo está aí para aplaudir as mudanças (a maioria delas negativas), como fez com os generais pós 64, Collor, Sarney e FHC.

Passamos a ser um país de quinta categoria, governado para atender aos interesses da elite, com a miséria aumentando, os direitos humanos sendo desrespeitados, ficando isolados das nações civilizadas e fortes economicamente, perdendo o respeito de americanos, europeus e de países de outros continentes.

O Brasil, cada vez mais, vira piada para os portugueses, de quem num passado não tão distante vivíamos a tirar “sarro”.

Mas tudo talvez se resolva com um slogan, ou uma frase de efeito: "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Um comentário:

  1. A ministra das comunicações tem tudo para ser ANA AMÉLIA, uma excelente escolha. Tive a honrar de votar, no primeiro turno, nesta mulher que considero a pessoa política mais honrada da atualidade. Se o RECRUTA ZERO convidar a jornalista Ana Amélia para ministra está fazendo um golaço comunicativo!!!

    ResponderExcluir