SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

CEARENSE DE CIDADE PEQUENA SE CONSAGRA COMO VENCEDOR EM CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA

O escritor com Mulher e filho

Mailson Furtado, 27 anos, que reside em Varjota (município de 17 mil habitantes), no interior do Ceará, foi a grande surpresa de 2018 do Prêmio Jabuti, criado há 60 anos e maior honra literária do Brasil.

Com “À Cidade”, Mailson ganhou dois jabutis: O de melhor livro de poesia e o de melhor livro do ano.

Obra do cearense, que até agora sobrevivia apenas como dentista, mas sempre sonhou em ser escritor, foi feita originalmente à mão, tendo o autor feito até o desenho da capa.

Somente por um dos prêmios, Mailson Furtado recebeu R$ 100 mil, além de ter sido destaque até no site da BBC Brasil e notícia nos principais veículos de comunicação do país.

“À Cidade” é o primeiro livro independente a conquistar o Jabuti, desde que o prêmio foi instituído há mais de meio século.

Escritor é um rapaz simples, tímido, que ficou desnorteado e surpreso ao vencer um concurso literário do qual participaram nomes consagrados da literatura nacional.

Casado com Yane Cordeiro, Mailson tem um filho, Fernando, de dois anos de idade.

Ele virou celebridade nacional neste mês de novembro e,  ao ser duplamente premiado em São Paulo, ao retornar à cidadezinha onde mora (que não tem nem livraria), foi recebido com toda honra, famoso tal qual um jogador de futebol que chegou à seleção brasileira.

Uma das referências de Mailson Furtado na literatura é o escritor Ariano Suassuna, natural da Paraíba, mas que viveu a maior parte de sua vida em Pernambuco.

“A Pedra do Reino”, de Ariano, foi um dos livros que fez a cabeça do escritor cearense. Ele prova, com seu talento, ser desnecessário morar num grande centro para saber das coisas, adquirir consciência ou se tornar um escritor de renome.

Em tempo: Ariano, Carlos Drummond de Andrade e o colombiano Gabriel Garcia Márquez, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura, nasceram, como Mailson, em cidades pequenas.

*Foto: BBC Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário