ALEPE

ALEPE
ALEPE

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

VOX POPULI CONFIRMA ASCENSÃO DE FERNANDO HADDAD



Pesquisa do Instituto Vox Populi, contratada pela CUT,  confirma aproximação do candidato Fernando Haddad (PT) em relação ao candidato de extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo o Vox Populi, o representante da direita lidera com 44% das intenções de voto, contra 39% do candidato progressista. A diferença, que no Ibope caiu de 22 para 14, agora, por esse instituto, ficou em 5%. Levando em consideração apenas os votos válidos, o placar é de 53 a 47%.

Uma coisa é certa: o clima nas ruas e redes sociais, esta semana, somado às pesquisas, mostra o crescimento da candidatura de Haddad e queda do seu oponente.

Isso pode estar acontecendo pela insistência do PT em mostrar absurdos ditos por Bolsonaro, durante a sua vida pública, demonstrando não gostar de negros, nordestinos, fazer apologia a tortura,  além de menosprezar mulheres e homossexuais.

Reportagem da Folha de São Paulo denunciando um esquema ilegal na campanha de 1º turno, por parte do PSL, envolvendo acordo com empresários e gasto de milhões,  para influenciar os eleitores,  também pegou mal para quem se dizia honesto.

Para completar, seguidores de Bolsonaro fizeram ameaças à jornalista que escreveu a reportagem e ao próprio jornal, que pediu garantias à Polícia Federal para proteger seus funcionários.

Outro ponto negativo da campanha da direita, nos últimos dias, estão ligados às revelações de que Eduardo Bolsonaro, filho do candidato a presidente, demonstrou pouco apreço ao Supremo Tribunal Federal, dizendo que bastava mandar um cabo e um soldado para fechar a mais alta corte do país.

Com postura mais equilibrada, Fernando Haddad ganhou apoio de setores da classe média e do povão, e hoje, segundo o Ibope, está na frente de Jair Bolsonaro na cidade de São Paulo, onde perdeu no primeiro turno.

Haddad recebeu o apoio de políticos conhecidos nacionalmente, como o ex-presidente Fernando Henrique, a candidata da Rede no primeiro turno, Marina Silva, o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman (PSDB), o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) e o senador eleito por Pernambuco,  Jarbas Vasconcelos (MDB).

Haddad, que estava um tanto isolado, no segundo turno, nos últimos dias parece ter sido abraçado pelos setores democráticos, o que está levando a eleição para ser decidida no dia. Possivelmente quem vencer não será por uma grande diferença.

Na pesquisa do Vox Populi de hoje 12% dos entrevistados revelam desejo de votar branco ou nulo e outros 5% não souberam responder. As entrevistas foram realizadas nos dias 22 e 23, segunda e terça-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário