VOX POPULI CONFIRMA ASCENSÃO DE FERNANDO HADDAD



Pesquisa do Instituto Vox Populi, contratada pela CUT,  confirma aproximação do candidato Fernando Haddad (PT) em relação ao candidato de extrema-direita, Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo o Vox Populi, o representante da direita lidera com 44% das intenções de voto, contra 39% do candidato progressista. A diferença, que no Ibope caiu de 22 para 14, agora, por esse instituto, ficou em 5%. Levando em consideração apenas os votos válidos, o placar é de 53 a 47%.

Uma coisa é certa: o clima nas ruas e redes sociais, esta semana, somado às pesquisas, mostra o crescimento da candidatura de Haddad e queda do seu oponente.

Isso pode estar acontecendo pela insistência do PT em mostrar absurdos ditos por Bolsonaro, durante a sua vida pública, demonstrando não gostar de negros, nordestinos, fazer apologia a tortura,  além de menosprezar mulheres e homossexuais.

Reportagem da Folha de São Paulo denunciando um esquema ilegal na campanha de 1º turno, por parte do PSL, envolvendo acordo com empresários e gasto de milhões,  para influenciar os eleitores,  também pegou mal para quem se dizia honesto.

Para completar, seguidores de Bolsonaro fizeram ameaças à jornalista que escreveu a reportagem e ao próprio jornal, que pediu garantias à Polícia Federal para proteger seus funcionários.

Outro ponto negativo da campanha da direita, nos últimos dias, estão ligados às revelações de que Eduardo Bolsonaro, filho do candidato a presidente, demonstrou pouco apreço ao Supremo Tribunal Federal, dizendo que bastava mandar um cabo e um soldado para fechar a mais alta corte do país.

Com postura mais equilibrada, Fernando Haddad ganhou apoio de setores da classe média e do povão, e hoje, segundo o Ibope, está na frente de Jair Bolsonaro na cidade de São Paulo, onde perdeu no primeiro turno.

Haddad recebeu o apoio de políticos conhecidos nacionalmente, como o ex-presidente Fernando Henrique, a candidata da Rede no primeiro turno, Marina Silva, o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman (PSDB), o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) e o senador eleito por Pernambuco,  Jarbas Vasconcelos (MDB).

Haddad, que estava um tanto isolado, no segundo turno, nos últimos dias parece ter sido abraçado pelos setores democráticos, o que está levando a eleição para ser decidida no dia. Possivelmente quem vencer não será por uma grande diferença.

Na pesquisa do Vox Populi de hoje 12% dos entrevistados revelam desejo de votar branco ou nulo e outros 5% não souberam responder. As entrevistas foram realizadas nos dias 22 e 23, segunda e terça-feira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário