SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

EU VI A CARA DA MORTE - Por Kitty Lopes

Meus amigos pessoais ou virtuais, aos quais tenho tanto carinho, quero aqui agradecer a cada um de vocês que se preocuparam comigo, que rezaram, que procuraram saber de mim. Recebi tanta atenção de vocês nesses últimos dias que só posso ter a certeza de que sou muito abençoada por Deus por ter amigos e amigas tão especiais em minha vida.

No último sábado (16/06) ao cair da tarde, depois de um dia tranquilo, estava num momento que me traz tanto prazer, que é arrumar meus cabelos no salão Alexandre Santana, onde encontrei com tantas pessoas queridas e amáveis.

Ao terminar a habitual escova comecei sentir meu coração acelerar e a respiração cansada, de imediato fui para minha casa e tomei com duas horas de antecedência meu remédio pra taquicardia, que já faço uso há dois anos, me deite  para esperar a crise passar, infelizmente minha pressão começou a baixar e um mal estar terrível tomou conta do meu corpo.

Chamei meus filhos Larissa e Hugo, que de imediato vieram ao meu encontro. Eles acionaram meu cardiologista, Dr. Lamberto Neto, mas o mesmo estava em viagem, então não pensaram duas vezes e chamaram o SAMU. Daí dois anjos que atendem pelo nome de Renata França e Ruber Ivo, chegaram e  para minha sorte fui levada a emergência do Hospital Dom Moura, e aqui faço um registro ao governador Paulo Câmara pelas boas condições que se encontra o hospital, lá recebi toda assistência do mundo pela equipe dos médicos Jonhson e Carminha e todas as enfermeiras, além do cirurgião Rômulo Nunes Maia.

Meu amigo particular, o médico Ulisses Pereira, foi acionado pelo meu namorado o também médico Silvino Duarte, e junto com a equipe da CTI do Dom Moura fez todos os procedimentos necessários para que eu saísse da crise. Também chegaram em meu socorro os meus sobrinhos médicos,  Danyelle Rego Barros  e Brunno Lopes, ele  acompanhou e participou dos procedimentos.

Quando o quadro se agravou se cogitou a necessidade de uma transferência para uma UTI cardiológica no Recife e Ulisses Pereira tratou de providenciar tudo, no entanto a Misericórdia de Deus pela intercessão de Nossa Senhora, de quem sou muito devota, se fez presente e meu quadro começou a reverter, essa confirmação foi precisa com o resultado do exame de sangue que descartou a suspeita de infarto, esse exame foi repetido a cada duas horas.

As 22 horas minha pressão que chegou ao mínimo suportável começou a estabilizar, e a meia noite os remédios começaram a ser suspensos. As 7 horas da manhã do domingo eu fui liberada para voltar ao aconchego do meu lar de onde sai sem a certeza de voltar.

A Deus todo poderoso que não permitiu que hoje meus irmãos, familiares e amigos estivessem lamentando a perda de dois, já que hoje faz exatamente 60 dias do falecimento do meu irmão, Adolfo Lopes, todo meu louvor e agradecimento. Ter uma nova chance é maravilhoso.

Um comentário:

  1. Mesmo sem conhecê-la, Kitty, sempre tive admiração por você! - Agora, fique você sabendo que quem intercedeu em seu favor foi São José! - Pois, meu santo protetor não iria permitir que VOCÊ morresse no dia do meu aniversário... Ah, isso nem pensar... Eu estava aqui festejando meu aniversário, mas São José estava de olhos bem vivos e abertos olhando pra você! - E assim, eu fiquei mais velho e você ficou mais VIVA AINDA! - Forte abraço pra VOCÊ! PARABÉNS e continue desfrutando do seu bem-estar, em todos os dias da sua VIDA! – (Com ou sem escova nos seus belos cabelos!) /.

    ResponderExcluir