terça-feira, 20 de março de 2018

FESTA DE SÃO JOSÉ EM CAPOEIRAS FOI UM SUCESSO




Por Junior Almeida

Terminou ontem, dia de São José, também dia do aniversário de quarenta e dois anos da Paróquia de Capoeiras e dos vinte e sete anos de ordenação do pároco local, Monsenhor José Augusto, a tradicional festa de São José, santo padroeiro do município e da Diocese de Garanhuns, e num primeiro balanço, os festejos religiosos foram um sucesso.

A igreja esteve sempre lotada em todas as celebrações nos dez dias da festa, a procissão motorizada da abertura, fez-nos lembrar das chamadas “Santas Missões” de Frei Damião na cidade, quando era costume que centenas de veículos acompanhassem o carro do frade capuchinho da Vila Araçá até Capoeiras, dando-lhe as boas vindas.

O ponto alto das celebrações foi a enorme procissão de encerramento como há muito não se via no município, tão grande era o número de pessoas que acompanharam a caminhada.  A novidade deste ano foi que o cortejo religioso seguiu por vias da cidade onde as pessoas nunca tinham visto uma procissão de São José em sua rua. Em homenagem ao padroeiro muitas pessoas enfeitaram suas casas com altares improvisados.

A missa de encerramento foi campal. A frente da igreja foi tomada por milhares de pessoas, que depois da celebração ficaram pra assistir a boa apresentação do cantor Antônio Cardoso, que emocionou as pessoas com suas palavras de fé e fez todo mundo cantar as suas composições e de outros cantores católicos, como por exemplo, o Padre Zezinho.

É consenso na cidade que êxito da festa se deve a união do povo de Capoeiras. Todo mundo ajudou para que a festa fosse um sucesso, sem levar em conta raça, poder aquisitivo ou bandeira partidária, que costuma dividir muito as pessoas em cidades pequenas como Capoeiras. Esse ano se uniu paróquia, os dez casais de presidentes da festa, as prefeituras de Capoeiras e Caetés, Polícia Militar e Civil, as equipes de liturgia, associações religiosas, agricultores, criadores, e todo o povo em geral, e fizeram uma festa para São José, como nunca se viu na cidade. Era tanta gente querendo ajudar, que muitos procuraram as pessoas ligadas à igreja se oferecendo para trabalhar no que fosse necessário.

Monsenhor José Augusto e Padre Emerson, são uma alegria só, bem como presidentes e quem trabalhou voluntariamente na festa. Fica agora a expectativa já para o outro ano, que pelo que se comenta,  tem tudo para ser uma festa  muito maior do que foi esse ano.

*Fotos: 1- Frente da Matriz de São José durante a missa campal; 2- Monsenhor José Augusto e o cantor Antônio Cardoso; 3- Prefeita Neide Reino, que deu as boas vindas ao artista em nome do povo de Capoeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário