SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 28 de março de 2016

FARMACÊUTICOS DE LAJEDO SE UNEM CONTRA O MOSQUITO AEDES AEGYPTI


Em Lajedo todos os profissionais ligados ao ramo de farmácia do município se uniram e fizeram um movimento para combater o aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, a zika e a chikungunya.
Os participantes se concentraram em frente à CEALA, durante a semana e a população que compareceu recebeu a principal ferramenta de combate ao mosquito: a informação.
Chamada de “Farmacêutica em ação” e encabeçada por Ismael Rocha de Melo (Central de Abastecimento Farmacêutico), essa campanha levou orientações sobre os repelentes que devem ser usados de acordo com a faixa etária, e também distribuição de repelentes caseiros, quais os medicamentos que podem ser usados durante a infecção, sinais e sintomas das doenças (Chikungunya, Zika e Dengue), como o cidadão pode se tratar, possíveis exames, dicas de prevenção, distribuição de hipoclorito e métodos preventivos e como combater os focos.
“Ainda sob estudo, o vírus Zika pode ser transmitido pela saliva, sangue ou até mesmo relação sexual, preservativos também foram distribuídos, uma vez que a camisinha pode prevenir o contágio e a gravidez nesse período de surto”, informaram as farmacêuticas Carla Melo e Marianne Monteiro.
Em todo o Brasil também foi realizado o Dia Nacional de Mobilização, com o diferencial do dia a critério dos municípios incentivados pelo Ministério da Saúde. O Conselho Federal de Farmácia capacitou os farmacêuticos da CAF para prestar os esclarecimentos mais atuais e verídicos.
De acordo com o Ministério, existem 90 mil farmácias no Brasil e mesmo recebendo orientações dos profissionais, muitas pessoas estão tomando remédio por conta própria e causando efeitos colaterais negativos devido ao quadro de Chikungunya, da Zika ou Dengue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário