sábado, 28 de novembro de 2015

SANDRA REGINA - A FILHA QUE O REI PELÉ ABANDONOU SEM DÓ NEM PIEDADE

"Quando contava com sete anos de idade, minha mãe me deu ciência de que era filha de Pelé. Para mim, não fez diferença[...]. O que importava mesmo era saber eu tinha um pai!"

Sandra Regina Machado foi uma política e escritora brasileira, nascida em agosto de 1964, fruto do relacionamento extraconjugal do jogador Pelé com a dona de casa Anísia Machado. Sandra não tinha consciência do que significava ser filha de Pelé. Em seu livro "A Filha que o Rei Não Quis", relata: para ela, o mais mágico de tudo sempre foi ter a certeza de ter um pai.

No entanto, logo no primeiro contato, Sandra foi rejeitada por Pelé, e tentou-se abafar a história para evitar o escândalo. A moça foi criticada por tê-lo procurado e o colocado na justiça após a rejeição, mas isso foi uma recomendação do próprio Pelé: “Se diz que é minha filha, então manda pro pau”. Sandra reviveu toda a angústia da infância e adolescência, da certeza de ter um pai, e da repulsa dele em acolhe-la.

Sandra foi eleita duas vezes como vereadora da cidade de Santos, e na Câmara, conseguiu que o exame de DNA fosse gratuito para usuários da rede pública. A lei municipal logo foi estendida nacionalmente. Só em 1996 confirmou-se a legítima paternidade de Pelé, que recorreu treze vezes no processo e nunca se aproximou de Sandra. A justiça negou a ela o pedido de retratação por danos morais causados pela falta de paternidade, de apoio moral, material e psicológico durante a infância.


Lutando com um câncer de mama por mais de um ano, Sandra faleceu em outubro de 2006, por metástase pulmonar. Pelé não compareceu ao enterro em Santos, mesmo estando em São Paulo, e enviou uma coroa de flores. Sandra é um exemplo do abandono paterno, tão comum no Brasil, do qual o "rei" do futebol foi protagonista, e nunca fez absolutamente nada a respeito. 

(Fonte: Página do Facebook "As Mina da História").

Do Blog

Enquanto Pelé nunca quis saber de Sandra Regina, que tem todos os seus traços e o exame de DNA provou ser mesmo sua filha, o queridinho do Rei, o ex-goleiro Edinho, “filho amado de sua majestade", se envolveu com drogas, foi preso, fez Edson Arantes do Nascimento chorar, envergonhou a realeza. Se existe essa história de “castigo”, como acreditam alguns, um dia Pelé precisa pagar pela crueldade, quase crime, de rejeitar da maneira que fez um ser humano com toda sua carga genética.

O maior atleta do Século XX foi tão infeliz que não foi nem o enterro da filha, como informa o texto acima.

O Rei dos gramados de futebol entristece o Brasil com o seu egoísmo e desumanidade.

Deve ter achado tão bom ir pra cama com a dona de casa Anísia Machado, a mãe de Sandra. 

Mas é só fazer o filho ou filha? Como Pai, Pelé merece uma nota 0, pois se revelou nessa história como um verdadeiro cafajeste.

4 comentários:

  1. E NOSSO PAI SUPREMO JÁ DEU UNS PUXÕES DE ORELHA NO REI PELÉ.ATRAVÉS DE PROBLEMAS DE SAÚDE HAVENDO O MESMO SOFRIDO ALGUMAS INTERNAÇÕES HOSPITALARES MOMENTOS QUE O CITADO DEVERIA USAR PARA REFLEXÕES E EXAMES DE CONSCIÊNCIA.

    ResponderExcluir
  2. Um filho para atacar o pai e a família subiu no palanque várias e inúmeras vezes e alto e bom som blasfemava com evangélico," pai não é o que faz e sim o que cria". Mas o povão aplaudia e pouco não se elege vereador.Ainda bem que essas coisas não acontecem somente em Santos São Paulo aqui bem pertinho da gente acontece a mesma coisa e até pior.

    ResponderExcluir
  3. José Fernandes Costa28 de novembro de 2015 12:43

    Na verdade, o negro Pelé é rei da cafajestagem! Pelé NUNCA serviu de exemplo pra nada! - Só os alienados do futebol deram e dão valor àquele moleque! - Sandra Regina era humilde, mas com reputação acima de qualquer suspeita! - Lutou por um direito legítimo. E ganhou. Lutou contra o câncer. E perdeu. Coisa natural. A paternidade de Sandra foi dada por sentença judicial, embasada nas provas concretas! – 2. Seria estranheza se Pelé houvesse ido aos funerais de Sandra. E a coroa de flores que ele enviou, deveria ele ter guardado para os funerais dele mesmo. - Um indivíduo de características tão mórbidas, deve contentar-se com o passado ignóbil que lhe foi dado. - E com o futuro muito sombrio que, a cada dia, dele mais se aproxima. - Pelé é cancro metastático que deve ter o fim de tantos outros cancros que infestam o nosso país. - É ISSO. /.

    ResponderExcluir
  4. AQUI SE FAZ, AQUI SE PAGA.

    ResponderExcluir