ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

terça-feira, 17 de novembro de 2015

RODÍZIO DOS PADRES CAUSA CHOQUE E CHORO

Com as mudanças feitas na Diocese de Garanhuns, divulgadas hoje pelo bispo Dom Paulo Jackson, dois sacerdotes muito queridos entre os católicos devem voltar ao Agreste Meridional. São eles os padres Aldo Mariano e Edson Viana (foto), que passaram aos últimos anos em Santa Catarina.

Padre Edson é natural de Capoeiras, foi pároco na Igreja de São Sebastião, na Boa Vista, e quando retornar vai cumprir sua missão religiosa na cidade de Lajedo.

Já o padre José Aldo Mariano nasceu em Venturosa, foi vigário geral da Diocese de Garanhuns e pároco em São Bento do Una. Lá se tornou tão querido que virou prefeito, se elegendo duas vezes com votações excepcionais.

Padre Aldo vai exercer suas funções em Itaíba, município próximo ao Sertão pernambucano.

O rodízio entre padres sempre causa um choque e alguns não querem aceitar tranquilamente a decisão do bispo.


Nesses dias, numa das igrejas de Garanhuns, um padre durante a celebração chorava feito criança. Ele não revelou os motivos de sua dor, mas os próprios católicos comentavam que a causa era sua futura transferência para outra paróquia.

Já o padre Edson Viana não esconde sua alegria ao voltar às suas raízes. Ele passou duas mensagem para o jornalista através da internet e confessou sua felicidade em estar novamente perto de Garanhuns.

O pai de Edson, conhecido por todos como Tatá, foi um dos maiores jogadores de futebol de Capoeiras e do Agreste, atuando sempre na defesa. Sua mãe, Socorro, é uma pessoa muito querida na minha terra natal e em toda região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário