ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

LAJEDO DISCUTE O PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Discutir as oito primeiras metas do Plano Municipal de Educação (PME), principalmente, as estratégias traçadas para execução delas até 2016. Assim, foi a reunião formada pelo Fórum Municipal da Educação (FME), no Centro de Treinamento - Lajedo, no início desta semana.

A coordenadora do plano, Ana Lúcia de Melo, conduziu a reunião, acompanhada da secretária Neide Félix e pela assessora Josevalda Cavalcante. Participaram representantes das entidades do Fórum e sociedade civil. Estiveram presentes professores da rede municipal, estadual, pais, alunos, Conselho Tutelar e membros da Secretaria de Assistência Social.

Como bem se sabe o PME  é baseado no Plano Nacional de Educação, cujas demandas reais formam as metas adequadas à realidade do Plano Municipal. Isto posto, há metas que precisam ser cumpridas até 2016, apesar do Plano ser decenal. A primeira delas compreende a universalização das crianças de 4 a 5 anos na escola.

Para alcançar essa meta, as estratégias elaboradas pela equipe técnica da Secretaria de Educação, em parceria com o Fórum Municipal de Educação, englobam: uma campanha no município, até 30 de janeiro/2016, busca ativa, divulgação através das mídias e o porta-a-porta.

O Fórum também discutiu outras metas e suas estratégias, a exemplo daquelas que englobam os anos iniciais, finais, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e o Ensino Médio; como também a criação de um turno diurno da EJA, de forma a garantir o direito dos alunos, com 15 anos ou mais, que ainda não concluíram o 9º Ano do Ensino Fundamental.

De acordo com a coordenadora do Plano Municipal, Ana Lúcia, a principal meta é que todas as crianças da educação infantil estejam na escola e o governo municipal, através da Secretaria de Educação, está trabalhando para garantir esse direito. Entretanto, lembra que, o pai que não colocar o filho na escola será penalizado judicialmente, visto que a o Plano Municipal de Educação em Lajedo é Lei desde junho/2015, assim como acontece em todo Brasil. (Da Assessoria de Imprensa).

Nenhum comentário:

Postar um comentário