Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Festival de Inverno

Alepe

Alepe
Alepe

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Por conta do Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira (20), o Governo Municipal de Garanhuns realiza um dia diferenciado para os beneficiários da comunidade quilombola Estivas, na sede da associação do local.

A data é marcada pela sensibilização nacional para conquista de direitos e de valorização da cultura. O objetivo da iniciativa é mostrar que a luta por igualdade não acabou e que é preciso, além de tudo, promover a consciência humana para que, de fato, prevaleça uma sociedade igualitária, sem preconceitos.

Os grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) estão realizando oficinas de conscientização para abordar assuntos relacionados ao Dia da Consciência Negra. “Precisamos mostrar a todos a influência que os negros possuem na cultura e na sociedade brasileira, povo esse que ainda é alvo de preconceito”, pontuou a secretária de Assistência Social, Célia Sobral, à frente da organização do evento.

Apresentações de coral, de dança e xaxado acontecerão amanhã, a partir das 9h, e todos os usuários poderão participar.


Texto: Luanny Porto/SECOM

3 comentários:

  1. É uma vergonha para a humanidade e principalmente para o povo brasileiro, que si diz não racista. Em pleno século XXI ainda estar apelando pra esse tipo reconhecimento. Parabéns para o prefeito e sua equipe, como gestor e homem público, está fazendo sua parte, sua obrigação, cabe aos menos civilizados abrirem mais suas mentes, corações, e acolherem ou pelo menos conviverem com os diferentes, sem agressão e sem distinção. Um negro que sobrevive com a dor da discriminação, e sofre com o desprezo da natureza. O resto, é enganar-se ou enganação. Abraço a todos! VIVA ZUMBI DOS PALMARES!

    ResponderExcluir
  2. Por mais cota, privilégio, benefício e arrumadinho que se dê alguém só fica preparado, estudando e não choramingando.

    Alguém tem dúvida que o aluno que passou 16 horas estudando todos os dias tem muito mais capacidade do que o que passa duas horas dormindo em cima do livro?

    Se os negros quiserem igualdade REAL vão ter que fazer muito mais do que ganhar dinheiro e cotas.

    ResponderExcluir
  3. Aliás se um jovem negro quiser ter chance de alcançar uma universidade, comece saindo da escola pública e se enfurnando dentro de casa para estudar por conta própria. Faça supletivo do ensino fundamental, depois do ensino médio, somente estudando em casa e pela internet, você saberá 100X mais do que qualquer JUMENTINHO que termina o 3º ano.

    ResponderExcluir