SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

AESGA PARTICIPA DO PROJETO COLMEIA

Mais uma vez o Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade de Direito de Garanhuns – NPJ/FDG participa de uma ação de cunho social. Na oportunidade, a equipe marcou presença no Projeto Colmeia, promovido pelo Serviço Social do Comércio – SESC, na última quinta-feira, 22 de outubro.
Durante todo o Dia, mais de 50 tipos de serviços de saúde e cidadania foram oferecidos gratuitamente à população na Praça Cultural Mestre Dominguinhos, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida, unindo ações educativas e preventivas.
De acordo com informações da coordenadora do Núcleo, professora Fabiana Vilar Alves, 26 atendimentos jurídicos e sete acolhimentos de orientação psicológica forma prestados. “O nosso intuito está em oferecer serviços jurídicos e tentar de alguma forma facilitar a vida das pessoas. E a nossa participação em eventos como esse nos ajuda a estar ainda mais próximo da população”, esclareceu.
O NPJ esteve representado por um grupo de alunos do curso de Direto da FDG, coordenados pelos advogados Orlando Ferro e Bruna Jacques, além da psicóloga Rosa Falcão e da assistente administrativa Sônia Marguete.
O Núcleo - O Núcleo de Prática Jurídica da AESGA completa no próximo dia 7 de novembro, oito anos de funcionamento. Desde então, o NPJ vem oferecendo serviços de cidadania através do trabalho de professores e alunos da Faculdade de Direito de Garanhuns – FDG, nas áreas cíveis, família e criminal e nos delitos de menor potencial ofensivo.“Vale ressaltar que o atendimento jurídico é feito a pessoas hipossuficientes, que não têm condições de pagar advogado. Além disso, também prestamos assistência psicológica, que não é clínica, mas de apoio ao assistido, em momentos de conflito”, detalhou.


Os atendimentos e acompanhamentos são feitos por advogados, inscritos no quadro da OAB/PE e os casos são analisados juntamente com estagiários do curso de direito, matriculados do 8º aos 10ºperíodos da FDG. As pessoas têm acesso ao serviço prestado diariamente, no horário das 8 às 11 horas e das 14 às 17 horas, sem limite diário. As ações consistem em atuação em audiências e sessões, redação de peças processuais, visita a órgãos judiciários, prestação de serviços jurídicos e técnicas de negociação coletivas, arbitragens e conciliação. (Texto da jornalista Ilana Dias/Aesga).

Nenhum comentário:

Postar um comentário