ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sábado, 27 de dezembro de 2014

OPOSIÇÃO QUESTIONA O PACTO PELA VIDA

Os crimes violentos em Pernambuco aumentaram 8,73%. Os números assustaram e levaram a bancada de oposição na Assembleia Legislativa a questionar o Pacto pela Vida, criado pelo ex-governador Eduardo Campos.

Segue a nota assinada pelos deputados da oposição:

Os números apresentados hoje pelo Governo do Estado, registrando um aumento de 8,73% de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em 2014, em Pernambuco, trazem à tona a necessidade de uma repactuação do Pacto pela Vida, questão que já vinha sendo alertada publicamente pela bancada de oposição na Assembleia Legislativa e que também foi vocalizada pelo então candidato ao Governo do Estado, senador Armando Monteiro, ao longo de toda a campanha eleitoral.

 Este índice, que torna oficial o clima de insegurança experimentado por toda a sociedade pernambucana, seja no interior ou na Região Metropolitana do Recife, mostra que o Pacto pela Vida necessita ser urgentemente requalificado e aperfeiçoado, ampliando inclusive seu raio de alcance para outras modalidades de crimes, a exemplo do combate às drogas e a violência contra as mulheres.

Vale lembrar que quando foi lançado pelo então governador Eduardo Campos, em 2007, o Pacto pela Vida tinha uma meta de 12% ao ano na redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais. Esta meta só foi atingida nos anos de 2009 e 2010. Em 2014, o programa dá claros sinais de que precisa ser rediscutido, com a ampliação no aumento da criminalidade.

As justificativas apresentadas pelo Governo não explicam objetivamente o que houve para um crescimento tão significativo da violência. É por isto que, na volta do recesso parlamentar, a bancada de oposição na Assembleia Legislativa convocará uma audiência pública para que o Governo do Estado apresente um balanço dos oito anos do programa e que a sociedade pernambucana seja devidamente informada das causas que têm comprometido a eficácia do Pacto pela Vida e levado a este aumento da criminalidade.

3 comentários:

  1. Que essa audiência pública não fique apenas na capital, venha também para o interior. O pacto pela vida foi e é uma balela. Não precisa ser perito em segurança pública pra ver que isso não presta, só serve pra desviar o pouco recurso da segurança pública para interesses particulares. Não se dá segurança ao povo sem efetivo nas ruas. O Sr. Eduardo Campos, que Deus o tenha, era considerado por muitos bajuladores de plantão como um gênio político e, até mesmo administrador, mas siquer conseguio copiar o avô em termo de segurança pública e, vou dá o exemplo: antigamente você via nas ruas do Recife, de Garanhuns ou em qualquer outras cidades os famosos Cosmes e Damiãos nas ruas, era os polícias militares fazendo ronda ostensiva o dia todo no centro das cidades, nos bairros os postos fixos com dois ou três policias. Aqui mesmo em Garanhuns, no bairro de Manoel Cheu tinha um posto fixo. A presença do policial nas ruas intimida qualquer intenção de pratica delituosa por parte de quem quer que seja, até briga de amigo ou familiares e, pode ter certeza se o governo voltar essa forma de segurança vai dar certo, porque essa forma é adotada em alguns estados do Brasil, quando o Exército é chamado para fazer algum tipo de segurança urbana pode ver que eles agem dessa forma. Repito, Postos Fixos com Policias; Policiamento Ostensivo e as viaturas fazendo as rondas normais e ligando os postos fixos, o resto, foi invenção do Sr. Eduardo Campos, porque não queria gastar com segurança pública e não queria fazer contratação de novos policias, era o maior sacrifício pra ele fazer concursos, e, quando fazia era em números muito reduzidos e, assim mesmo pra chamar era a maior ladainha; a fronta de viaturas até hoje não pertence a fazenda estadual e, sim de empresas privadas, ou seja, locadas, e de suspeita duvidosa, comentários existia e existem até hoje de que essas empresas pertençam a parentes do ex governador ou de amigos, com objetivo claro de desviar dinheiro para campanhas politicas, que é o mal que está corroendo o Brasil hoje. O exemplo que esse tal Pacto pela vida não presta é, quando esse modelo foi oferecido ao governo federal eles não quiseram, porque se fosse essa obra prima teria sido adotado no brasil todo, até porque sua excelência, o ex-governador fazia parte da base do governo federal. Henrique - Boa Vista - Garanunhns

    ResponderExcluir
  2. PAULO CAMELO, E SUAS CONSIDERAÇÕES:

    1 - Quem são os parlamentares de oposição. Será que a autrora oposição virou situação e quem era situação virou oposição?
    2 - A Polícia Militar se encontra sem infra-estrutura em todos os aspectos;
    3 - É preciso melhor os salários das Policias Civil e Militar;
    4 - Faz-se necessário reformar, ampliar e modernizar os prédios dos Batalhões das PM;
    5 - É preciso que se tenha uma política social e de emprego em nosso Estado;
    6 - Dizem que o Estado se desenvolveu, mas como explicar o aumento da criminalidade?
    TENHO DITO

    ResponderExcluir
  3. PAULO CAMELO E SUA ERRATA:

    Onde se lê "autrora", leia-se: "outrora"

    ResponderExcluir