SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PSB PODE FICAR EM CIMA DO MURO

A ala do PSB pernambucano, que é bastante forte no Diretório Nacional, defende uma posição de independência em relação ao Governo Federal. Em outras palavras não vai continuar junto do PSDB nem fazer oposição a Dilma. Ficará olhando para onde os ventos sopram e se a coisa der certo volta pra os braços do PT. O prefeito Geraldo Júlio e o governador Paulo Câmara, agora as duas maiores estrelas do socialismo no Estado, sabem que as coisas não estão muito fáceis e estão de olho nas verbas de Brasília.

Nem todo mundo nasceu pra Miguel Arraes. O ex-governador, quando os militares foram expulsá-lo do Palácio das Princesas, em 1964, pressionaram pela renúncia. Ele preferiu ser preso a envergonhar os filhos e lembrou que o seu mandato tinha sido dado pelo povo. Em 1986 voltou pela porta que saiu, nos braços da população de Pernambuco.

Hoje não se vê mais político assim.  Vereador, prefeito, deputado, governador... Ninguém quer saber de oposição. A vantagem mesmo, o bem bom, é ser governo. (Foto: Blog do Magno Malta).

2 comentários:

  1. Nós tivemos políticos seríssimos como Milton Campos em Minas Gerais, em Minas ainda José de Alencar, em Pernambuco Miguel Arraes, Rui Barbosa quando cita que "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer as injustiças, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a disanimar-se da virtude, a rir-se da honra e até ter vergonha de ser honesto" Fui citado por uma pessoa não identificada em 26 de nov. de 2014 às 11:49, eu gostaria de dizer a essa pessoa que a vingança na política existe. Aqui em Garanhuns mesmo, antes do nosso prefeito atual, que trabalha como um trator, tem gente que ainda fala mal dele, o anterior, não se deu bem com o Governador Eduardo Campos, ou Eduardo não gostava dele ou as duas coisas, ao ponto de Eduardo escolher para Prefeito um cidadão forasteiro, que chegou falando mal da nossa sociedade de nossos médicos etc. enquanto muitos se escondiam eu mostrei a cara para bater, por isso digo sou de Recife, porém muito mais garanhuense do que muitos que nasceram aqui. Fui para o Blog e o Face book e soltei os cachorros, não me arrependo de uma vírgula do que disse, fui procurado para dar uma entrevista e dei, foi confeccionado um CD e está gravado lá o que eu disse, muitos se levantaram outros não, até me diziam na minha casa, " meu amigo" você foi duro, e eu fui. Hoje Garanhuns está em outra situação, muito melhor que os anos de inércia, só espero e tenho certeza que traidores existem, cabe ao chefe identificá-los e um tcau e bença tá bom demais. " Antes de me chamarem de omisso, me chamem de radical que fico lisonjeado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos começar falando da nossa casa.O prefeito Izaías Régis apoiou Dr. Armando Monteiro para governador o que foi natural.A diferença foi de poucos manos de 4.000 votos.Imagine se ele dissesse agora, eu somente vou governar para os que votaram em mim.Isto seria um absurdo.

      O governador de Pernambuco é Paulo Câmara. Teve mais de 3.000.000 votos. Imagine se ele dissesse agora, somente vou governar para os que votarem em mim. Seria a maior traição ao maior GOVERNADOR DE PERNAMBUCO, Dr. EDUARDO CAMPOS que governou para todos os pernambucanos.

      A Presidenta Dilma Rousseff ganhou por menos de 4.000.000 de votos. Imagine se ela fosse a televisão e disse o seguinte: somente os prefeitos e os governadores que votaram em mim terão acesso as verbas extra orçamentária. No outro dia o Lula chegaria para ela e diria, mulher tais doida!

      Um Congresso Nacional que ganha uma fortuna dos cofres públicos brasileiro para votar ou deixar de votar ainda tenha que sangrar esses cofres públicos para votar um PROJETO DE LEI tenha que exigir toda espécie de falcatruas do governante, isto é um absurdo!

      O bom mesmo é ser independente.Deixar sua base votar consciente a favor do Brasil. Erros todos cometeram em excesso.

      E o Brasil não está bem melhor porque os partidos grandes fazem política pequena e mesquinha.Deveriam, PSDB-PMDB-PT-PP-PSB-PTB-PR-PDT formarem um BLOCO de vergonha na cara e aprovar uma REFORMA POLÍTICA para deixar de sangrar,roubar o dinheiro público para se gastar bilhões e bilhões dos cofres públicos, dos cofres privados para comprar o povo pobre deste país e depois, dar o troco como está acontecendo agora quando aumentarão os seus salários em mais de 33. 000,00 quando o trabalhador vive com um salário de R$ 780,00 e dá graças a Deus.

      Para mim a minha maior decepção são os nossos DEPUTADOS FEDERAIS que aprovam os maiores assaltos aos cofres públicos, os seus salários altíssimos e cheio de mordomias.

      Excluir