segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O SUSPEITO EDUARDO CUNHA

Eduardo Cunha (PMDB), candidato à presidência da Câmara Federal, participou recentemente de uma entrevista no programa Canal Livre, da Rede Bandeirantes. Na oportunidade, considerou inevitável a abertura de uma CPI, em 2015, para apurar os desdobramentos da Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Posando de parlamentar sério, Cunha tem, contudo, um passado nebuloso. Foi presidente da Companhia Estadual de Habitação (Cehab) (que controla as verbas destinadas à construção de casas populares), durante o governo Garotinho, e saiu acusado de favorecer a empreiteira vencedora de concorrências consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE).

Eduardo Cunha tem uma penca de processos contra ele no Tribunal de Contas do seu Estado, mas é apresentado de modo simpático pela mídia por dois motivos: é um peemedebista que gosta de dar dores de cabeça ao Governo Federal e "fecha" com os barões da Grande Imprensa. É radicalmente contra qualquer projeto de regulamentação ou democratização da mídia nacional.

De um deputado que saiu como gatuno de um governo como o de Anthony Garotinho pode-se esperar qualquer coisa.

Um comentário:

  1. Todo mundo, na oposição "tem uma penca de processos contra eles", aliás isso é estratégia PETISTA, o "assédio jurídico" contra todo mundo que é contra eles.

    Entram com 500 processos que nunca darão em nada contra os opositores e depois ficam falando que tem "uma penca de processos contra eles".

    Essa ladainha não cola mais meu filho!! O PT desvirtuou tudo, ninguém acredita em CPIs, em investigações e muito menos em PENCAS de processos movidos por PETRALHAS. Nós só acreditamos em CONDENAÇÕES, e CASSAÇÕES, E PRISÕES!

    E curiosamente a cúpula do PT não tem, apenas uma PENCA de processos contra eles, mas estão todos, julgados, cassados e condenados.

    CHOREM PETRALHAS!

    Só desacerebrados engolem essa ladainha hoje em dia. Mudem o discurso que esse não cola mais!

    ResponderExcluir