SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quinta-feira, 19 de junho de 2014

O SUCESSO DA COPA

New York Times elogia a Copa no Brasil

O clima de “fim de mundo” criado às vésperas da Copa do Mundo acabou tão logo a bola começou a rolar nos estádios. Estes ficaram prontos a tempo e estão atendendo bem os torcedores brasileiros e estrangeiros, os aeroportos estão tranqüilos e não se tem notícia de assaltos, homicídios ou estupros contra os visitantes dos países ditos civilizados.

A Copa até agora está sendo um sucesso, o que é reconhecido tanto pela Rede Globo, Jornal Folha de São Paulo, e New York Times, considerado o periódico mais respeitado do mundo.

O jornal americano publicou uma reportagem elogiando o Brasil como sede do torneio mundial de futebol, reconhecendo que os problemas que apareceram até agora podem acontecer em qualquer lugar.

Para premiar as notícias boas nesta área, ao Campeonato tem tido jogos de muita qualidade e o melhor saldo de gols desde a distante Copa de 1958, na Suécia.

Brasileiro que gosta do seu país com certeza torce para que permaneça assim até a final.

E o melhor mesmo é a seleção nacional ficar com o hexa, apesar das limitações do time de Felipão.

4 comentários:

  1. NY Times não é aquele jornal que AMA o Lula e o PT? Desde que Lula e PT surgiram que o NY Times elogia o PT e suas façanhas.

    Claro que devem elogiar, o PT ajuda a manter o Brasil como um país de merda, tudo o que os Gringos Americanos querem!

    Enquanto o Povo brasileiro for Burro, Estúpido, Analfabeto, e só quiser viver de Bolsas sem ter capacidade de produzir nada que preste os Estados Unidos nunca terão um concorrente à altura no continente Americano.

    ResponderExcluir
  2. Desde 2007, quando o Brasil foi anunciado como país-sede, venderam-nos gato por lebre. À época, o então ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou: “Os estádios para a Copa serão construídos com dinheiro privado. Não haverá um centavo de dinheiro público.” Na mesma linha, o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira disse: “Faço questão absoluta de garantir que será uma Copa em que o poder público nada gastará em atividades desportivas.” O ex-presidente Lula confirmou: “Tudo será bancado pela iniciativa privada.”

    Outro sofisma é a comparação entre o custo dos estádios em 12 cidades e os gastos integrais em Saúde e Educação, efetuados pela União, pelos estados e por todos os municípios brasileiros, de 2010 a 2013. Com a intenção de tornar irrelevantes os investimentos nas arenas, a presidente Dilma, às vésperas da Copa, apresentou soma de R$ 1,7 trilhão, segundo ela “investida” em Saúde e Educação, incluindo no montante, de forma inadequada, itens de custeio, como vigilância, limpeza, salários, luz e água, entre outros. Na realidade, o custo dos estádios equivale a dois anos de investimentos federais em Saúde ou à instalação de 2.263 escolas.

    Em contrapartida, boa parte das reformas dos aeroportos e do legado de mobilidade ainda está pelo caminho. Para atenuar o caos urbano chegaram a ser previstos R$ 12,4 bilhões. No entanto, cerca de R$ 4 bilhões simplesmente sumiram da Matriz de Responsabilidades, visto que as obras não ficariam prontas a tempo do Mundial. Das que restaram, apenas 43% foram concluídas, segundo o TCU. Dessa forma, chegamos ao Mundial com o ônus dos elefantes brancos e sem o bônus dos legados.

    Enfim, a Copa 2014 será marcada por falta de planejamento, má gestão, obras inacabadas, excessivas cidades-sede, desperdícios evitados pelo TCU (R$ 700 milhões), denúncia de superfaturamento do “Mané Garrincha” (R$ 431 milhões), arenas entre as mais caras do mundo e repulsa à Fifa, entidade que merece um “chute no traseiro”.

    E a enganação continua com a tentativa de aproveitar politicamente a não existência de uma catástrofe nos estádios (até agora), como se o governo tivesse planejado tudo. Ora, isto é um embuste para estrangeiro ver. O Lula conseguiu o quase impossível, pela sua história. Não fazer com que sua criatura, a Dilma, satisfaça nem os ricos (porque não conseguem comer e beber bem nos estádios) e nem os pobres (porque gostariam de estar lá dentro junto dos ricos). Isto é o que as pesquisas mostram em relação à rejeição de sua candidata. E vem por aí, ainda, o que os brasileiros ainda não enxergaram, que é o volume de corrupção envolvido nesta Copa. Será visto brevemente, que nem tudo são flores.

    ResponderExcluir
  3. E ainda o lula deu de mão beijada um estadio o corintians com nosso dinheiro é mole. Cícero Garanhuns.

    ResponderExcluir
  4. A miopia dos que conseguem enxergar muito pouco é muito grande. Esses caras veem somente o lado negativo.Quando o Lula assumiu existia apenas 7.000 homens da polícia federal e hoje são mais de 15.000.Todas as 16 CPIs foram engavetadas por FHC.

    O Sociólogo não conseguiu durante 8 anos construir nenhuma Universidade.Enquanto que Lula e Dilma construiram 16 Universidade Federais e forma de 100 expansões das Universidades para que o filho do pobre pudesse sonhar em chegar a cursar um curso superior.

    O Dólar chegou a R$ 3,90 e hoje vale menos de R$ 2,70.As reservas cambiais em 2002 eram de US$ 57 bilhões e hoje ultrapassam os US$ 374 bilhões.

    O Professor primário incluindo as aposentadas ganhavam um salário de fome e hoje estão ganhando o PISO.

    O Estudante pobre não andava de ônibus para ir a Escola e hoje estão todos andando de ônibus amarelinhos.

    O Pronaf na gestão de FHC foi de 3,5 bilhões e nos governos do Lula e Dilma ultrapassaram mais de 12 bilhões.O Crédito amigo e o Agroamigo cobram hoje juros de 2% enquanto que na era do sociólogo chegou a mais de 5%. a . m.

    A pobreza deste país sabe quem realmente lhes defendeu desde 2002!!!!!!!!!. Visite a casa dos pobres aonde uma pobre mãe não tinha um pão, um ovo, um litro de leite e um pedaço de carne por semana para comer quanto custa isto?

    O meu e o teu Deputado Federal e Estadual podem ganhar R$ 26.000,0 e 20.000,00 mensal, mas o pobre não pode ganhar uma merreca de R$ 150,00 mensal para matar a fome?....?????????????????????????????

    ResponderExcluir