SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sábado, 24 de maio de 2014

XUXA CONTRA A INTOLERÂNCIA

Sempre tive um sentimento crítico em relação à apresentadora Xuxa Meneghel. Os adultos apontavam uma postura estudada e artificial na sua relação com as crianças, mas há de se reconhecer que ela exercia enorme fascínio nas crianças, desde quando começou, na antiga Manchete, até virar celebridade na TV Globo.

Xuxa ficou conhecida graças ao namoro com Pelé, participou de um filme erótico de Walter Hugo Khouri, mas depois que se tornou estrela procurou preservar sua imagem. Foi à Justiça para proibir o longa - que hoje só se consegue assistir na internet - e adotou uma postura correta de vida a partir de então, já que se transformou na “rainha dos baixinhos”.

A apresentadora passa a impressão de ser um pouco fútil e até inocente, apesar de ter sido acusada muitas vezes de incentivar precocemente a sexualidade da meninada.

Quando teve sua filha Shasha sem ser casada as críticas aumentaram e disseram que ela era um mau exemplo para a sociedade. Mas quantas mulheres antes e depois da Xuxa foram mães solteiras?

Recordando toda a trajetória de Xuxa, que pouco tempo atrás deu um depoimento corajoso na televisão, revelando ter sido abusada sexualmente na infância, chego à conclusão que ela nunca foi uma figura nociva aos pequenos, como acreditam alguns. Acredito até que ela fez bem a muitas crianças que se criaram assistindo seus programas na TV e cantando suas músicas de conteúdo infantil.

No momento, Xuxa é notícia por ser a favor da chamada Lei da Palmada, que proíbe castigos físicos aos menores. E por conta da intolerância do pastor Eurico (PSB), que em recente reunião, na Câmara Federal, agrediu verbalmente a apresentadora, ao condená-la pelos “erros do passado”

Por conta de sua atitude, o parlamentar evangélico foi destituído da Comissão de Justiça da Câmara dos Deputados pelo líder dos socialistas na Casa, deputado Beto Albuquerque.

Os evangélicos para serem levados a sério precisam se livrar da ignorância de figuras como Marcos Feliciano e Eurico. Querem ver o mundo com as lentes do obscurantismo e não como ele é. Não enxergam ou se recusam aceitar as mudanças no campo social, sexual e as evidências da ciência.

Xuxa, mesmo que seja alienada e tenha precisado usar o corpo no início da carreira para vencer, é uma revolucionária quando comparada a este pastor Eurico, sinônimo de atraso e intolerância.

Embora nunca tenha sido um fã da Xuxa Meneghel fico ao seu lado neste momento. E a melhor lembrança que tenho dela não é ela nua na Playboy ou fazendo sexo com uma criança no filme “Amor Estranho Amor”.

A grande lembrança que carrego da Xuxa foi quando a vi pela primeira e única vez pessoalmente. A estrela tinha 19 anos e foi a mulher mais bonita que tive a oportunidade de ver, bem de perto. Foi no Clube Português e eu estava acompanhado de meus filhos Roberta e Lulinha, os dois com menos de 10 anos. Os olhos dos meus filhos brilhavam de pura felicidade e todas as crianças presentes estavam deslumbradas. A artista parecia uma figura irreal ou uma Barbie em carne e osso, uma deusa, capaz de seduzir com sua beleza angelical igualmente adultos e crianças.

Xuxa não é mais essa. Já passou dos 50 anos e perdeu muito da beleza. Também não faz mais tanto sucesso na TV, no cinema ou na música. Seu tempo está passando.

Mas daí a ser desrespeitada e chamada de pedófila por um trabalho realizado mais de 30 anos atrás...

Não tenho a menor dúvida de que falsos profetas como Feliciano e Eurico fazem muito mais mal aos Brasil do que a Xuxa, que proporcionou muita alegria a milhões de crianças durante décadas. Esses caras só usam o nome de Deus para assustar, ganhar dinheiro, se eleger deputados e aparecer na mídia com suas ideias esdrúxulas.

9 comentários:

  1. O Fascínio que a Xuxa e suas paquitas provocava nas crianças era o sexual. Eu aprendi a me masturbar vendo o programa da Xuxa

    ResponderExcluir
  2. Para mim isso e mais uma tentativa desesperada de chamar atenção, concordo com o pastor Eurico em partes pois Deus diz que se haver arrependimento sincero o seu erro será apagado pelo próprio Deus, e no caso de xuxa não e novidade que ela gastou um bom dinheiro tentando apagar esse mal passo. Pois bem fica a pergunta então quem somos nós para jogar ? Não sou fã destes pastores sensacionalistas.
    Edcleison albino

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião xuxa nunca foi exemplo a ser seguido.

    ResponderExcluir
  4. Eu já vi um programa da Xuxa onde ela entrevistava o Vampeta quando ele posou para uma revista gay e perguntando tudo sobre os Bastidores e Makingoff das fotos.

    Aí me diga qual era o objetivo dela ao apresentar um programa infantil no horário da manhã falando abertamente de putaria se não era estimular a depravação nas mentes das crianças e dos adolescentes?

    ResponderExcluir
  5. Segundo esse texto o negócio para os esquerdistas é o seguinte:

    Quando ela haje como empresária de sucesso e ganha muito dinheiro, ela é uma desgraçada que merece ser criticada e crucificada.

    Mas quando ela faz um vídeo semi-pornográfico onde faz sexo com um menino de 12 anos. Ha isso faz parte da liberdade artística e ela deve ser elogiada.

    Ou seja: o crime é ganhar dinheiro, e não estimular a pedofilia.

    PROCUREM SOBRE MARXISMO CULTURAL

    LEIA O LIVRO MAQUIAVEL PEDAGOGO E O MINISTÉRIO DA REFORMA PSICOLÓGICA DE PASCAL BERNADIN

    VERÃO POR QUE A ESQUERDA BRASILEIRA GOSTA TANTO DE DEFENDER A PUTARIA GENERALIZADA.

    ResponderExcluir
  6. Para quem nunca prezou pelos bons costumes, pela ética e pela moral, Xuxa é e sempre foi um bom prato, alguém que se refere a Deus como "o cara lá de cima" como se ele fosse um qualquer; como é o caso dessa cidadã, já diz que o respeito para com os outros semelhantes se resume apenas a negócio. Se ela se refere ao Criador dessa forma, imagine em se tratando de pobres pessoas comuns.

    ResponderExcluir
  7. Xuxa não é e nunca será um exemplo a ser seguido ... totalmente ao contrário

    ResponderExcluir
  8. Esse "rostinho" e o "dengo" da Xuxa (ou Xuxinha... ? ou Xuxuzinha...?) é uma tentação ao que chamam de pecado; é um exemplo do que poderia ser um clube do "viva a orgia e a depravação". (Sessão da tarde, para crianças). O pastor está certo.

    ResponderExcluir
  9. Sou cristã, mas não concordo com a atitude desse pastor, pois quem julga é Deus e quem acusa de nossos erros é o próprio Diabo! Aquele que não tem pecado que atire a primeira pedra...

    ResponderExcluir