ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 30 de maio de 2014

MISSA ENCERRA PROGRAMAÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO COLÉGIO SANTA JOANA D´ARC

O Colégio Santa Joana D´Arc encerrou a programação de aniversário com uma belíssima missa envolvendo os alunos, professores, diretores, familiares dos estudantes e toda a comunidade do Conjunto Francisco Figueira e loteamentos em volta.

O Santa Joana prioriza a formação cristã e desenvolve projetos educacionais formando para Deus e para a vida. Na missa pelo aniversário, os alunos juntamente e os professores foram responsáveis pela leitura, homenagens especiais, ofertório, coral, juntamente com o pároco da comunidade Roberto Júnior.
       
São 29 anos de muita dedicação, luta, compromisso e crescimento na educação de Garanhuns e região.
       
A diretora do colégio professora Maria Almeida agradeceu a toda a comunidade e falou da imensa gratidão que tem por todos.

Maria Almeida também agradeceu aos pais de alunos, e toda a comunidade, funcionários, imprensa falada e escrita e as instâncias religiosas pela confiança no trabalho desenvolvido divulgando tão bem a marca educacional do Colégio.

SANTA JOANA – Hoje, 30 de maio, é o Dia de Santa Joana D’Arc. Ela nasceu na França, no ano de 1412, num lugarejo chamado Domrémy.

Joana, quando era criança, divertia-se normalmente, brincava, mas tinha responsabilidade sobre outros afazeres: tomava conta do rebanho de carneiros, costurava e cuidava dos serviços domésticos. A religiosidade era outra característica presente na vida de Joana D’Arc, tanto é que, aos 12 anos de idade, conta-se que a menina afirmou ter ouvido vozes vindas do céu que lhe diziam para salvar a França e coroar o rei.

Um dia, , Joana escreveu ao rei uma carta, pedindo conselhos, e o rei aceitou recebê-la (os motivos da concordância do rei são desconhecidos). Dessa maneira, Joana D’Arc partiu para a corte no dia 13 de fevereiro de 1429 e chegou ao Castelo de Chinon, residência do rei Carlos VII (filho de Carlos VI. É interessante ressaltar que a Inglaterra não reconhecia a legitimidade do governo de Carlos VII), no dia 23 de fevereiro. As primeiras palavras de Joana para o rei foram em relação à visão que havia tido.

Entretanto, o rei somente acreditou em Joana quando ela falou sobre os vários pedidos que ele fizera a Deus, enquanto rezava solitário na Igreja. Após ser testada também por teólogos, Joana D’Arc recebeu do rei uma espada, um estandarte e o comando geral dos exércitos franceses.

Joana queria atacar a região de Orleans sob o comando dos ingleses, por isso enviou um aviso a eles: “A vós, ingleses, que não tendes nenhum direito neste Reino de França, o Rei dos Céus vos ordena, e manda, por mim, Joana, a Donzela, que deixeis vossas fortalezas e retorneis para vosso país, caso contrário farei grande barulho”.

O então Papa Bento XVI registrou que Santa Joana D'Arc viveu num período conturbado da história da Igreja e da França: ela nasceu em 1412, quando existia um Papa e dois anti-papa. Junto com este cisma na Igreja, aconteciam contínuas guerras entre as nações cristãs da Europa. A mais dramática delas foi a "Guerra dos Cem Anos", entre França e Inglaterra. (Com informações do Blog do Colégio Santa Joana).

Nenhum comentário:

Postar um comentário