SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

O FILHO DE EDUARDO CAMPOS

O nascimento do quinto filho do governador Eduardo Campos foi notícia nos principais sites, jornais e telejornais do país. O paizão aparece nas fotos orgulhoso, segurando o recém nascido nos braços.

O nome do menino é de chamar a atenção: Miguel! O mesmo do avô, que foi governador de Pernambuco três vezes e ensinou o neto a ser o político matreiro que é.

Miguel Arraes teve 10 filhos e Eduardo Campos já é pai de cinco. Antigamente era normal ter uma prole imensa: 10, 20 e até 30 e ninguém se assombrava. Atualmente quando o casal tem mais de três já ficam fazendo piadas sem graça, chamando o pai de maluco ou achando que a mãe perdeu a razão.

Com Dudu Campos não chegam a tanto. Afinal de contas é governador de Estado, candidato a presidente e tem condições de criar bem seus cinco filhos.

Além de ser neto de Arraes, de homenagear o avô ao escolher o nome de Miguel para o novo integrante da família, Eduardo se prepara para um gesto de grande simbolismo fazendo uma ponte com o passado e com o ex-governador.

Eduardo pode renunciar o mandato no dia 1º de abril de 2014. É a mesma data em que Miguel Arraes foi deposto pelos militares, em 1964.

A data vai dar o que falar, irá render mídia e Dudu Campos persegue o mesmo sonho do avô: ser presidente da República do Brasil.

Arraes teve os planos atrapalhados pelos militares. Voltou a governar Pernambuco duas vezes, já com a idade avançada e deixou a disputa da presidência para os mais moços, como Lula e Collor.

Caso renuncie mesmo quando se completam 50 anos do golpe militar, Eduardo estará homenageando o avô, dando uma paulada no regime que perseguiu sua família e passando um recado para o Brasil de que sua candidatura é pra valer.

Eduardo poderá entrar na campanha de 2014 impulsionado pela herança de Arraes e a graça do novo Miguel, todos com o mesmo sangue, provavelmente o mesmo sonho de fazer a diferença neste imenso país chamado Brasil.

8 comentários:

  1. Parabéns, Governador, pela benção que Deus lhe concedeu no nascimento do seu filhinho.

    ResponderExcluir
  2. O Governador deve tá preocupado com o leite e as fraldas, né!!!!

    ResponderExcluir
  3. E o povo que se exploda com a ganância desse cadadão.

    ResponderExcluir
  4. Usou a máquina do Estado para divulgar o nascimento do filho a denúncia ta na Folha de São Paulo.

    Eliel

    ResponderExcluir
  5. ESSE É NOSSO PRESIDENTE E O BOI NAO LAMBE

    ResponderExcluir
  6. José Fernandes Costa29 de janeiro de 2014 19:15

    Eduardo Campos não precisa usar recursos do estado para divulgar o nascimento do seu filho. - Porque a própria imprensa corre em cima para noticiar. Se a Folha de São Paulo noticiou isso, é porque a Folha continua com saudade dos milicos de 1º de abril de 1964. - A Folha, naquela época, era sócia dos cascas-grossas das três Forças Armadas e do assassino confesso Sérgio Paranhos Fleury. - Por isso, que essa Folha sabuja pode ter plantado uma denúncia contra Eduardo. - Possivelmente, a Veja dos cretinos Civitas, também vai trazer denúncias falsas sobre o nascimento do Miguel. - O interesse dessa imprensa de cínicos é agradar ao PSDB, ao DEMO e a outros iguais. - Por que essa imprensa vendida não dá destaque aos escândalos do PSDB paulista e mineiro?? – Por que não cobra o julgamento do mensalão do PSDB de Minas, cujos crimes estão prescrevendo um a um?? – Os escândalos do Sistema de São Paulo só são noticiados pela Revista ISTOÉ./.

    ResponderExcluir
  7. Direta ou indiretamente usou recursos do estado, sim. Para essa e outras promoções pessoais; o que não é novidade nesses "poderosos".

    ResponderExcluir
  8. José Fernandes Costa30 de janeiro de 2014 21:06

    Reafirmo tudo quanto disse acima. - E faço uma ERRATA: - Onde se lê "Os escândalos do Sistema de São Paulo...", leia-se: - Os escândalos do Sistema de TRANSPORTE de São Paulo... - OBRIGADO. /.

    ResponderExcluir