SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sábado, 23 de novembro de 2013

CÂMARA MUNICIPAL RESGATA HISTÓRIA DE GARANHUNS

Em Reunião Ordinária realizada nesta sexta-feira, 22, a Câmara de Vereadores de Garanhuns aprovou em segunda votação, o projeto de lei de autoria do Poder Executivo, com substitutivo dos vereadores Sílvio Sabino, líder do governo, e Audálio Ramos Filho, presidente da Casa Legislativa, e ainda com sub-emenda do vereador Gersinho Filho, que trata do Dia de Garanhuns, voltando a ser comemorado em 10 de março, conforme registros históricos descobertos recentemente, dentre eles a Carta Régia, criando o Município, assinada pelo Príncipe Regente em 10 de março de 1811. O trabalho de pesquisa foi feito por membros do recém criado Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns - Instituto Garanhuns, que abrange também outros documentos, inclusive das décadas de 50 e 60. 

Em consonância com o pedido da população, inclusive pelos meios de comunicação, a Câmara Municipal aprovou a sub-emenda do vereador Gersinho Filho, que excluía do texto a comemoração do "Dia de Garanhuns" no segundo domingo do mês, fixando agora em 10 de março de cada ano, evitando que a data ficasse móvel. O texto do projeto também obriga o município a comemorar com dignidade e altivez a Data Magna da criação de Garanhuns. 

"É uma questão de resgate histórico. Garanhuns estava com sua data equivocada desde 1975, quando foi preparada a festa para o centenário de elevação à cidade que seria em 1979, entretanto se apagou a história anterior aqueles dias. Nosso município sempre comemorou o dia 10 de março como real momento de criação de Garanhuns. Conforme os documentos apresentados" - afirmou o presidente do legislativo, Audálio Ramos Filho. 

Posto em votação, o projeto contou com dez votos favoráveis, três a mais do que precisava, e somente dois contrários. O dia 10 de março não será feriado, pois Garanhuns já conta com os quatro feriados municipais de acordo com a legislação federal; Dia de Santo Antônio (Padroeiro da Cidade), Corpus Christi, Dia de São João e Sexta-feira Santa. 

"A legislação colonial da época entendia que as vilas tinham independência, tanto é que Garanhuns era sede de uma comarca. Assim como Recife e Olinda comemoram suas Datas Magnas desde o momento em que foram transformadas em vilas. Garanhuns faz uma correção de sua história, sem desmerecer a importância do dia 04 de fevereiro de 1879, quando por solicitação do Barão de Nazaré, foi elevada de vila à cidade" - encerra o presidente da Casa Raimundo de Morais. 

TÍTULO DE CIDADÃO - Na mesma reunião, um momento emocionante marcou a sessão. Através do Projeto de Resolução de autoria do vereador Zaqueu Lins, recebeu o Título de Cidadão Honorário de Garanhuns, o sr. José Mário Rodrigues. Nascido em Flores, no Sertão do Estado, mas vindo para Garanhuns aos 10 anos, para ser aluno do Colégio Diocesano. José Mário, advogado, é um dos mais importantes poetas e cronistas de Pernambuco, contribuindo com grandes jornais da capital e do interior. Em Garanhuns, foi sempre um fiel colaborador de O Monitor. 

No Gigante da Praça da Bandeira, José Mário Rodrigues destacou ensinamentos de professores como Mário Matos, Luzinete Laporte e Erasmo Bernardino Vilela. Recebeu apoio do Bispo Diocesano de Garanhuns, Dom José Avelino. Seus ideais o levaram à prisão durante o golpe, mas não ficou nem 24 horas preso, contou com D. José Avelino para que intercedesse junto aos militares. Logo depois estava na capital, onde o mundo das letras continuaria seduzindo o sertanejo. Escrevia sistematicamente enquanto aprofundava os estudos. Conheceu ídolos como Gilberto Freyre e terminou Ciências Jurídicas e Sociais, sendo depois professor na Faculdade de Direito de Caruaru. 

 Em seu retorno nesta manhã a esta cidade, refletiu: "Em Flores nasci. Em Garanhuns renasci", e finalizou com um trecho de um dos seus poemas: "Aqui é Meu Universo!". (Texto de Ronaldo César, da Assessoria de Imprensa da Câmara).

Nenhum comentário:

Postar um comentário