domingo, 22 de setembro de 2013

PADRE ALDO MOSTRA O QUE PAGOU EM SÃO BENTO

Recebemos de Ana Flávia Cavalcante, que trabalhou na gestão do prefeito Aldo Mariano, na área de Finanças, os seguintes esclarecimentos:

Ao londo de oito anos o Governo de Pe. Aldo pagou diversas dívidas. Algumas delas já haviam sido transformadas em precatórios. Com outras foram feitas acordos judiciais, para que no futuro não fossem transformadas em precatórios também.

Dentre as muitas dívidas, a gestão de Aldo Mariano pagou R$ 2 milhões de precatórios do TRT, do ano de 1992; R$ 1.080.000 referente a folha de pagamento do mês de dezembro e 13º salário do ano de 2004; R$ 550 mil referente a acordo judicial do 13º salário e terços de férias do ano de 1996.

Quando o padre assumiu o governo esses precatórios, que estão em questão atualmente, somavam R$ 9 milhões. A gestão trabalhou e conseguiu reduzir o débito à metade. Em julho de 2012 o prefeito Aldo Mariano esteve no Tribunal de Justiça e fez acordo para pagamento desses precatórios, depositando três parcelas no valor de R$ 36 mil. E mesmo assim o Governo foi vítima de um "sequestro" dos recursos no valor de R$ 373,186,52, referentes a dois precatórios.


"Governar um município é cuidar das coisas boas, mas também enfrentar as dificuldades. Em oito anos não geramos nenhuma dívida trabalhista. Queria esclarecer esses pontos que não ficaram muito claros na matéria", comentou Ana Flávia, ex-tesoureira e ex-secretária de finanças de São Bento do Una.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário