ALEPE

ALEPE
ALEPE

quinta-feira, 23 de maio de 2013

ACADEMIA PRESERVA HISTÓRIA DE GARANHUNS

A Academia de Letras de Garanhuns (ALG) está fazendo uma série de reuniões com o objetivo de discutir a história da cidade. A ideia é incentivar o debate e sensibilizar a sociedade, valorizando a memória, personalidades e fatos de relevância ocorridos na “Terra de Simoa Gomes”

No próximo sábado, dia 25, às 20h30, na sede da Academia, as discussões em torno da história de Garanhuns vão continuar. Participarão da reunião o poeta João Marques,  o professor Manoel Neto Teixeira e o escritor José Cláudio Gonçalves de Lima. Na ocasião eles irão falar sobre os 10 maiores acontecimentos e as 10 maiores personalidades de Garanhuns, em suas opiniões.

A ALG convida os interessados para participar dessas discussões que pretendem manter vivas a história e a cultura de Garanhuns. (Na foto o prédio da Academia de Letras de Garanhuns, na Rua XV de Novembro).

5 comentários:

  1. Caro Roberto, gostaria que o senhor publicasse esta crítica em um post. Como não consegui seu e-mail estou me comunicando por aqui mesmo. Sou um leitor seu há bastante tempo e sei de seu compromisso com seu trabalho. Obrigado.
    Prezado Roberto Almeida,
    estou enviando esse pequeno texto para que a população de Garanhuns possa refletir sobre algumas coisas que estão acontecendo na educação de nossa cidade.
    Venho através deste e-mail questionar o porquê de nossa secretaria de Educação não querer contratar professores formados, não dando espaço para os mesmos trabalharem na cidade, preferindo contratar apenas estagiários, portanto ainda estudantes. Cabe salientar que hoje um professor estagiário recebe R$ 545,00, quando é bolsa integral!
    Façamos uma breve análise matemática do caso: Enquanto um professor contratado deve ganhar o mesmo que um efetivo, por volta de R$1200,00, um estagiário recebe R$ 545,00 pela mesma carga horária. Não precisa dizer o que é mais plausível para nossas autoridades. No entanto, é notório o discurso de nossas autoridades de que querem construir uma educação de qualidade em nossa cidade, tendo até inclusive já uma Escola Municipal em tempo integral. Como teremos uma educação de qualidade se não investem no quadro docente? Por acaso a educação no nosso país será de qualidade se não tivermos bons professores?
    Não estou aqui para criticar os estagiários, que desempenham um papel único nas escolas de nosso município, mas para que realmente haja uma valorização do professor.É justo um estagiário receber apenas isso? Recaio mais uma vez na necessidade da Secretaria Municipal de Educação de Garanhuns investir em recursos humanos, ou abrindo concurso público ou contratações. Hoje, se os professores estagiários pararem boa parte das escolas param. Há escolas que tem mais estagiários do que efetivos( falo isso porque já fui estagiário). Vale ressaltar também que garanhuns é a única cidade do Agreste Meridional que não contrata professores, preferindo os estagiários, que "estão mais em conta". Claro que nosso prefeito quer cortar os gastos da administração pública, o que é louvável, mas sabemos que neste caso a regra não se aplica â situação, em vista de que a educação deve estar na primazia das ações governamentais.
    Aproveitando o espaço que hoje a mídia digital tem, e o prestígio de seu blog, gostaria de um posicionamento das autoridades competentes, como também uma pressão da população em vista dessa situação.

    ResponderExcluir
  2. O DESENROLAR DO ANÔNIMO ACIMA TEM UM BOM FUNDO DE VERDADE. PARA COLOCAR MAIS TERRA NO SEU COMENTÁRIO, EU TENHO UM XUMBREGO COM UMA QUENGUINHA LÁ DO BAIRRO DA BRASÍLIA E, POR SER UMA "PROFESSORA" CONTRATADA, QUASE SEMPRE, ELA ME PEDE PARA EU ACESSAR A INTERNET E PREPARAR UMA AULA DE DETERMINADO ASSUNTO. AO ENTREGAR O MATERIAL PEDIDO POR ELA, GERALMENTE EU FAÇO UM COMENTÁRIO JOCOSO: FULANA, VOCÊ NÃO TEM CONDIÇÃO DE SER NEM ALUNA DA CLASSE QUE VOCÊ ENSINA, SEQUER PROFESSORA...

    ResponderExcluir
  3. Na fachada desse prédio histórico, deveria ter pelo menos uma placa, algo que indicasse que ali funciona a ACADEMIA DE LETRAS DE GARANHUNS, será que é tão caro assim fazer uma placa?.
    Maicon

    ResponderExcluir
  4. Acho válido ser divigulgado a todos os habitantes de Garanhuns fatos voltados a sua história, mas que isto seja realizado em uma sessão especial, e não em todas as reuniões da Academia de Letras, fato este que fere prontamente a finalidade pela qual a mesma foi criada, ou seja, trabalhar com a arte da Literatura propriamente dita, coisa que nunca mais aconteceu. Ela, a Academia, já perdeu as suas origens, e por que não dizer, as suas finalidades específicas? O que aconteceu, ou está acontecendo? Que responda o seu presidente. Ele, com toda certeza, saberá dar esta resposta.

    ResponderExcluir
  5. Educação de qualidade com professores estagiários??? Complicado!!

    ResponderExcluir