ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sexta-feira, 19 de abril de 2013

ALCINDO COBRA O FIM DA POLUIÇÃO SONORA

O vereador Alcindo Correia (PRB) em mais uma Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Garanhuns protocolou requerimento pedindo que seja formada uma equipe e adquirido equipamentos para o cumprimento da Lei 3694/2009 (LEI QUE DISCIPLINA A EMISSÃO DE POLUIÇÃO SONORA) produzida por estabelecimentos comerciais e veículos móveis com equipamentos sonoros. A Lei Municipal proíbe a emissão de ruídos sonoros, barulhos e rumores nas proximidades de repartições públicas, escolas, hospitais, casas de saúde, teatros, cinemas, tribunais e igrejas, em seus horários de funcionamento, respeitando o limite de 300 metros de distância. A proibição é permanente com relação aos hospitais e casas de saúde, independente do horário. 

Carros-de-som só poderão circular das 8 às 20 horas, de segunda a sábado, e nos domingos das 9 às 14 horas. No centro da cidade.

A normatização também proíbe, em lugares públicos, anúncios ou propagandas comerciais por meio de instalação de equipamentos ou amplificadores de som, tais como: apitos, buzinas, cornetas, auto-falantes, caixas de som, tambores, bandas e conjuntos musicais, entre outros, por parte de estabelecimentos comerciais ou ambulantes. Na proibição também se inclui a emissão de ruídos no interior dos estabelecimentos, que sejam ouvidos na parte exterior.  

Ruído com intensidade de até 55 decibéis não provoca nenhum problema à saúde humana. Sons de 56 a 75 decibéis podem incomodar, embora sem causar malefícios. Já o volume entre 76 a 85 decibéis pode afetar a saúde. Acima dos 85 decibéis a saúde será afetada, a depender do tempo da exposição. Uma pessoa que trabalha oito horas por dia com ruídos de 85 decibéis terá problemas auditivos.

Ao justificar seu pedido, Alcindo declarou que essa Lei foi regulamentada desde  dezembro de 2009 e que precisa ser colocada em prática,  ressaltou ainda  que tem sido procurado por moradores com reclamações sobre o som alto proveniente de bares, e principalmente carros estacionados nas vias públicas e até mesmo nas calçadas. Segundo o parlamentar, o problema vem perturbando o sossego dos moradores, principalmente no período da noite, e nos fins de semana.

3 comentários:

  1. E NA FRENTE DAS LOJAS DEVERIAM SER PROÍBIDO TAMBÉM, TEM UM A LOJA NO CENTRO QUE ACHOU POUCO COLOCOU DUAS CAIXAS DE SOM EM ALTISSIMO VOLUME, SERÁ QUE O VEREADOR NÃO VIU AINDA.

    ResponderExcluir
  2. TAVA NA HORA DE COMEÇAR A RESOLVER ESSE PROBLEMA.
    AINDA BEM QUE TEM GENTE PRA VER O QUE É MELHOR PARA NOSSA POPULAÇÃO.

    ANDRÉ - HELIÓPOLIS

    ResponderExcluir
  3. É realmente tem que ver isto mais com cuidado para não prejudicar aqueles que trabalham com propaganda,com responssabilidade e seriedade.

    ResponderExcluir