Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

sábado, 27 de abril de 2013

A TRAJETÓRIA DE EDUARDO CAMPOS

Eduardo Campos, de certa maneira, repete a trajetória de Fernando Collor de Melo em 1989. O ex-presidente era governador de Alagoas, jovem e com rosto de galã de novela. A população brasileira estava cansada da turbulência do Governo Sarney, das velhas estruturas e viu naquele “caçador de marajás” o novo, a esperança de alguma coisa diferente. Do mesmo jeito o neto de Arraes comanda os destinos de um Estado nordestino, encanta o eleitorado feminino com seus olhos verdes e está com um discurso afiado, explorando as contradições do PT e tentando convencer os brasileiros que se pode ir além com o PSB no Palácio do Planalto.

As semelhanças param por aí porque Collor sempre esteve ligado às oligarquias nordestinas, representou um projeto da direita, além de não ter o equilíbrio necessário para exercer um cargo tão importante quanto à presidência da República. Eduardo sempre militou no campo da esquerda, ao lado do seu avô Miguel Arraes, de Jarbas, de Lula e de outros líderes que mais na frente, com a redemocratização, tomaram caminhos diferentes.
É evidente que o governador de Pernambuco é mais pragmático, mas preparado e mais confiável do que o hoje senador alagoano.
Talvez os dois políticos tenham em comum também a determinação. Ambos são persistentes, quando botam uma ideia na cabeça parecem ser capazes de tudo para viabilizá-la.
Collor enfrentou um governo impopular e o discurso anti-Sarney lhe rendeu milhões de votos. Eduardo irá ter pela frente uma presidente com altos índices de aprovação, sua aliada nas eleições passadas. Inteligente, o socialista já contornou essa situação nas articulações políticas e no discurso e dificilmente poderá ser chamado de traidor.
Eduardo é candidatíssimo. No programa nacional do PSB, que foi ao ar na quinta-feira, avançou ainda mais em seu projeto político e caprichou no visual. Tanto que o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) comparou-o na telinha ao ator Rodrigo Lombardi.
O posicionamento do governador de Pernambuco incomoda a presidente Dilma e os petistas. Já se discute claramente em Brasília a demissão dos socialistas da Administração Federal.
Em 2014 teremos três ou quatro candidaturas competitivas: Dilma (PT), Aécio (PSDB), Eduardo (PSB) e Marina (Rede).
Dos quatro Eduardo Campos é o que lembra mais a trajetória de Fernando Collor. As diferenças entre os dois, porém, são maiores do que as semelhanças. Não há o que temer. O pernambucano no governo federal não sairia fazendo loucuras por aí e poderia quem sabe avançar mais em relação ao PT.
Interessante é se a disputa de 2014 se der entre duas lideranças mais à esquerda: Dilma e Eduardo. Com o detalhe de que o socialista para chegar num eventual segundo turno, superando Aécio, terá de conquistar amplos setores da direita.
Mesmo assim, não há perigo, Eduardo Campos nunca será um Collor de Melo.

9 comentários:

  1. Tem carisma, é bonito sou homem mais nem por isso me abstenho de afirmar,é inteligente, fez um discurso ambíguo,ora batia ora soprava, tem liderança e essa liderança vem crescendo no Brasil em todos seus recantos, principalmente no Sul e Sudeste, são fatos e fatores incontestáveis, isso posto, somado aos outros candidatos a Presidente, poderá levar sem dúvida a próxima eleição para o segundo turno.Porém ao meu ver, existem dois fatores ou dois obstáculos como queiram, que precisam ser tranponíveis à sua subida a rampa do Planalto, uma é Lula e não Dilma, quem promove Dilma é Lula, que já deve estar uma fera com Eduardo e não se pode negar suas razões,e também que o homem barbudo tem voto e não é pouco não.O outro fator é a desencompatibilização do poder em março de 2014, essa com certeza irá pesar muito contra nosso Governador e poderá fazer muitos estragos, os motivos são óbvios.Teremos um novo Governador,com mandato tampão, que já afirmou que quer ser também candidato a Governador e estará no cargo de Governador durante as eleições,outro, seu antigo amigo e (não sei se existem amigos na política) aliado, Fernando Bezerra Coelho, que quer porque quer ser governador, agora com apoio de Dilma e Lula além de Armando Monteiro Neto que já está em campanha faz tempo, isso dentro do nosso Estado, sem falar nos percalços dos outros candidatos a Presidente pela oposição, e não são poucos. É uma luta dantesca e leonina. Acho eu que, por tudo que já vem acontecendo, não tem mais volta, para nosso Governador, é tudo ou nada, pelo que vejo nele não é homem de desistir.Ia me esquecendo de falar nos irmãos Ferreira Gomes no Ceará, que é um aliado incondicional do Planalto. O dinheiro já escasseia em Pernambuco, enquanto o Ceará, se deleita nas transferências bilionárias de Brasília. Só o tempo, senhor da razão nos dirá quem realmente está, ou estava certo.

    ResponderExcluir
  2. DR. ROBERTO MAGALHÃES CHEGOU A DIZER EM PÚBLICO " AOS AMIGOS TUDO, MAS AO INIMIGO A LEI".

    QUANDO O EX-PRESIDENTE LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA CHEGOU A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA PROCUROU TRATAR A TODOS INDISTINTAMENTE.SUBIU NO PALANQUE DE TODOS OS PARTIDOS E MANDOU DINHEIRO PARA TODAS AS PREFEITURAS DO PAÍS.

    RECEBEU TODOS OS QUE ONTEM ELE MESMO BATEU,CHAMOU TODO MUNDO PARA TRABALHAR PELO BRASIL.CRIOU TODAS AS CONDIÇÕES PARA QUE OS ÓRGÃOS DE FISCALIZAÇÃO PUDESSE ATUAR FREQUENTEMNTE ATRAVÉS DOS TCE E CGU JUNTAMENTE COM O MINISTÉRIO PÚBLICO GUARDIÃO DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

    TODAS AS POLÍTICAS PÚBLICAS FORAM IMPLEMENTADAS,TODAS AS POLÍTICAS PÚBLICAS DEIXADAS POR FHC FORAM AMPLIADAS,ESTA A DIFERENÇA ENTRE LULA E FHC,A POLÍTICA DE JUROS ALTÍSSIMOS FOI TRAZIDO PARA PATAMARES CIVILIZADOS ( TAXA SELIC CHEGOU A 26% A.M) ENQUANTO EM SEU GOVERNO ELA BAIXOU PARA MENOS DE 8% UMA QUEDA DE MAIS DE 100%. O HOMEM FOI O CARA.

    AS POLÍTICAS DE CRÉDITOS FORAM AMPLIADAS E O POBRE TEVE VEZ.QUASE TODO MUNDO PODE COMPRAR UMA MOTA, UM CARRO, UMA GELADEIRA, UMA TELEVISÃO,UM COMPUTDOR E GRANDE PARTE PODE SE CONECTAR COM O MUNDO.

    A EDUCAÇÃO DEU UM SALTO DE QUALIDADE. ENQUANTO QUE FHC E JOSÉ JORGE DE VASCONCELOS TIVERAM MEDO DE CRIAR O PISO NACIONAL DE SALÁRIOS, O LULA SANCIONOU O PISO NACIONAL DE SALÁRIOS DO MAGISTÉRIO.

    A EXPANSÃO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS E DAS ESCOLAS TÉCNICAS FEDERAIS BENEFICIOU MILHARES DE PROFESSORES E ESTUDANTES POBRES QUE JAMAIS SONHARIAM EM CHEGAR A UNIVERSIDADE.

    O AGRONEGÓCIO AUMENTOU CONSIDERAVELENTE.A TRANSNORDESTINA, A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO E A REFINARIA DE PETRÓLEO ABRREU E LIMA ESTÁ COM MAIS DE 70% CONCLUÍDA EM PERNAMBUCO.

    O COMPLEXO PORTUÁRIO DE SUAPRE RECEBEU BILHÕES E AS INDÚSTRIAS EM SEU ENTORNO É UMA REALIDADE GRAÇAS AO PERNAMBUCANO.QUERER NEGAR ESTAS E OUTRAS REALIDADES É QUERER IR DE ENCONTRO A MARÉ LÁ DE OLINDA E RECIFE.


    EM TODOS AS CIDADES HAVERÁ SIM A DIVISÃO ENTRE SOCIALISTAS E PETISTAS COM AMPLA VANTAGEM DO SEGUNDO POR REPRESENTAR O SEGMENTO QUE MAIS RECEBEU DINHEIRO DAS TRANSFERÊNCIAS DIRETAS A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA QUE É O BOLSA FAMILIA,TÃO CRITICADO POR MUITOS,MAS QUE AJUDA A DIMINUIR O DESEMPREGO E A FOME.

    É ESSE O CENÁRIO QUE O GOVERNADOR DE PERNAMBUCO ENFRENTARÁ PELA FRENTE EM TODO O ESTADO DE PERNAMBUCO, NO NORDESTE E NO BRASIL INTEIRO.O TEMPO DIRÁ SE O MELHOR PARA DAR SEQUÊNCIA AS MUDANÇAS FEITAS PELO LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA SERÁ A DILMA ROUSSEFF OU EDUARDO CAMPPOS.

    PELO QUE EU SINTO JÁ NAS BASES O POVO NÃO QUER MUDAR NEM TÃO CEDO DE FORMA ALGUMA.NÃO QUER TROCAR O "CERTO PELO DUVIDOSO' JÁ.

    ResponderExcluir
  3. Eduardo Campos jamais conseguirá bater os 79% de aprovação do Governo Dilma, mesmo com o apoio de Aércio e Marina ou Serra, ele não terá chance alguma, devido a abrangência dos programas sociais (moradias, bolsa escola, etc.) que será lançado no próximo ano.
    A respeito da sua sucessão no estado, O PT tem chance de fazer um governador (Fernando bezzera, Humberto costa, Fernando ferro, talvez Armando Monteiro, caso o Eduardo não o apoie, o João lyra e jarbas é que poderá ser a "surpresa" de Eduardo.
    Em cidades como: Recife, Goiana, Caruaru, Nazaré da Mata, Cabo, onde foram bastante beneficiados com indústrias, montadoras, arena da copa, etc. concerteza ele obterá uma votação maciça. Agora as outras como Serra talhada, Arcoverde, Petrolina, Salgueiro e Garanhuns que é totalmente esquecida, concerteza a influência de LULA, será mais forte. pois a maioria dos prefeitos dessa região apelaram e brigaram na justiça pelo direitode usar a foto do mesmo, para conseguir votos e ser eleito.
    Francisco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O POVO EM SUA MAIORIA SABE DISTINGUIR O BEM DO MAL,O CERTO DO ERRADO,O QUE PRESTA E DO QUE NÃO PRESTA.

      O GOVERNADOR DE PERNAMBUCO DESAGREGOU MUITA GENTE,SUBIU NO PALANQUE DOS INIMIGOS E AGORA ESTÁ SE JUNTANDO A TUDO O QUE NÃO PRESTAVA PARA ELE ONTEM,SIMPLESMENTE PARA DIZER AO POVO QUE O BOM É ELE E QUE O LULA E A DILMA NÃO PRESTAM MAIS.SERÁ QUE O POVO VAI ACREDITAR?

      EM 2002 O PERNAMBUCANO ELEGEU O JARBAS, O LULA E O PREFEITO DO SEU LUGAR.EM 2006 O POVO ELEGEU O GOVERNADOR, REELEGEU O LULA .EM 2010 O POVO ELEGEU A DILMA,REELEGEU O GOVERNADOR E EM 2014 VAI FAZER O QUÊ?

      A RESPOSTA SERÁ DADO NAS URNAS EM 2014! O POVO SABE QUEM FEZ AS COISAS ONTEM, HOJE E QUEM AINDA PODERÁ FAZER APÓS 2014.

      Excluir
  4. ROBERTO EU ACHO QUE Á POPULAÇÃO DE PERNAMBUCO E PRINCIPALMENTE DE GARANHUNS TEM QUE DAR UMA RESPOSTA Á ESSE TRAIDOR E INGRATO EDUARDO CAMPOS.TUDO QUE PERNAMBUCO TEM HOJE E CONSEGUIU ATE AGORA SE DEVE Á O EXS.PRESIDENTE LULA E Á ATUAL PRESIDENTE DILMA.E AGORA VEJO ESSE CIDADÃO PASSANDO POR SIMA DE TODO MUNDO QUERENDO SER PRESIDENTE.QUERENDO FAZER Á MESMA COISA QUE FEZ EM RECIFE QUANDO ELEGEU GERALDO JÚLIO PREFEITO,MAIS SÓ QUE AGORA O BURACO É MAIS EM BAIXO.EU QUERO VER COMO É QUE ESSE GOVERNADOR VAI VIM Á GARANHUNS PEDIR VOTO DEPOIS DE TODOS ESSES ESCANDALOS QUE ENVOLVE O HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA COM SUA MADRINHA EMÍLIA PESSOA.OUTRA COISA TODOS OS ORGÃOS DO ESTADO EM NOSSA CIDADE VÃO DE MAL Á PIOR.EXS.GRE QUE É DIRIGIDA POR ESSE INCOMPETENTE PAULO LINS QUE SÓ SABE FAZER POLITICAGEM O IPA OUTRA DESGRAÇA COM ESSA FÁTIMA QUE NÃO SBE DE NADA,O SASSEPE COM ESSE TAL DE LULA BARÃO É OUTRA VERGONHA NÃO SERVE DE NADA PARA FUNCIONARIO PÚBLICO,Á GERES É OUTRA VERGONHA QUE POR SINAL ESTÁ SENDO INVESTIGADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO E PELA CGU,O DER ESSE ACHO QUE SÓ EXISTE NO NOME AQUI EM GARANHUNS NÃO SERVE DE NADA,O DETRAN ESSE É UM VERDADEIRO INFERNO EM NOSSA CIDADE,ÁS NOSSAS DELEGACIAS TODAS SUCATEADAS,ESTÃO EU QUERO VER MESMO SE ESSE GOVERNADOR AINDA TEM CORAGEM DE VIR Á GARANHUNS PEDIR VOTO,SÓ SE Á POPULAÇÃO DE GARANHUNS NÃO TIVER VERGONHA NA CARA E AINDA VOTAR NESSE INGRATO.ACORDA GARANHUNS VAMOS NÓS OUNIRMOS E DA UMA RESPOSTA Á ESSE GOVERNADOR NA PRÓXIMA ELEIÇÃO DIZENDO NÃO Á EDUARDO E SIM Á DILMA.

    ResponderExcluir
  5. Edmar,

    Ainda bem que todo mundo de Garanhuns lhe conhece pessoalemnte, pois com uma declaração desta, iriam pensar besteira!

    ResponderExcluir
  6. Apenas para esclarecimento, ao anônimo acima, a famosa frase "Para os amigos tudo, para os inimigos a lei"é uma frase do tio de Roberto Magalhães,e não dele, chamava-se Agamenon Magalhães.

    ResponderExcluir
  7. com muita certeza eduardo jamais jamais ganharia de aercio

    ResponderExcluir
  8. Acho essa frase muito importante: "Mesmo assim, não há perigo, Eduardo Campos nunca será um Collor de Melo". Poderá ser bem pior, principalmente para o funcionalismo publico! ACOOOOOOOOOOOOORDA FUNCIONARIOS PUBLICOS DO PAIS. ELEGENDO ESTE CIDADÃO SEU SALARIO VAI FICAR MAIS MINIMO DO QUE TÁ!!!!!

    ResponderExcluir