SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

JOAQUIM BARBOSA CHAMA JORNALISTAS DE CANALHAS

O ministro Joaquim Barbosa, que assumiu a presidência do Supremo Tribunal Federal, nesta quinta-feira, chamou jornalistas de Brasília de “canalhas”. A agressão verbal do dirigente do STF à imprensa se deu por conta do vazamento de uma informação dada por ele a alguns repórteres, em off e publicada no blog de Ricardo Noblat.

Segundo o jornalista pernambucano, que atua na capital federal, Joaquim Barbosa costuma ser antipático com repórteres, embora seja paparicado por eles.

"Quando se digna a dizer alguma coisa aos que cobrem rotineiramente as atividades do tribunal, quase sempre se despede com a advertência:

- É "off".

"Quer dizer: se publicarem o que ele disse não podem lhe atribuir nada.

"Dessa vez não foi assim", escreveu o jornalista. 

O mesmo Ricardo Noblat publicou uma nota elogiando o comportamento do ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do STF que, curiosamente, tem sido alvo de ataques da imprensa.
O ministro Joaquim Barbosa riscou da sua lista de convidados os jornalistas que costumam cobrir as atividades do Supremo Tribunal Federal. Não quis tê-los em sua posse, esta tarde. Muito menos na festa que três associações de magistrados lhe oferecem neste momento no Espaço Porto Vitória”, publicou o blogueiro.

Segundo Noblat “Os jornalistas foram se queixar ao ministro Ricardo Lewandoswki, que assumiu a vice-presidência do tribunal e que, como Joaquim, está sendo festejado pelos magistrados. Lewandowski convidou os rejeitados por Joaquim. Logo Lewandowski, o saco de pancadas de estimação dos jornalistas.”

UM MILHÃO DE ACESSOS - Se o leitor der uma olhada no nosso contador de visitas perceberá que o blog ultrapassou 1 milhão de acessos em 3 anos e meio de trabalho. Isso não significa que já fomos vistos por 1 milhão de pessoas, pois os internautas se repetem muito a cada dia. Mas que muita gente já deu uma espiadinha por aqui desde julho de 2009, disto não temos a menor dúvida. O primeiro blog a chegar a essa marca em Garanhuns foi o Aqui na Cozinha, da companheira Patty Martins.

10 comentários:

  1. Com todo respeito ao Mnistro, acho que ele fo muito duro com os jornalista e fugiu da liturgia do cargo.

    ResponderExcluir
  2. José Fernandes Costa23 de novembro de 2012 19:46

    Não sei se os jornalistas de Brasília são canalhas. Mas esse Ricardo Noblat é, de fato e de direito, um GRANDE CANALHA. - Eu o considero mau caráter mesmo./.

    ResponderExcluir
  3. Nunca nosso país será justo com os injustiçados se , ao invés de usar a lei a favor dos injustiçados ,tentar ignorar a imprensa. Noblat cumpriu a função lícita de um repórter , já Barbosa feriu a Carta Magma ao ignorar a liberdade das informações.
    Parece que querem trazer a repressão venezuelana para o Brasil.

    IMPRENSA , SINÔNIMO DE LIBERDADE.

    Pedro Valdiperes-Jucati-Pe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, meu amigo
      Precisamos também ser conscientes que a imprensa no Brasil está passando dos limites, manipulam tudo, defendem liberdade, democracia e quando são criticados se ofedem. cadê a democracia?
      Eles também tem que terem limites.

      Prof. Gercilio Melo

      Excluir
  4. No Brasil criou-se esta de Imprensa Livre, etc. Realmente a imprensa deve ser livre, mas com RESPONSABILIDADE! Há muitos que se dizem profissionais que não têm ética (aliás, nem sabem o significado etmológico desta palavra!). Falam o que querem, plantam notícias mentirosas, alarmantes, etc, e não há nenhuma fiscalização. E este Ricardo Noblat é mais do que canalha, é cupincha dos petralhas! Viva Joaquim Barbosa!

    ResponderExcluir
  5. José Fernandes Costa24 de novembro de 2012 10:11

    Pelo que andei lendo, só esse mau caráter Noblat publicou essa história dos CANALHAS da imprensa. É preciso que vocês saibam que há grandes canalhas na imprensa. Aliás, em todos os poderes, há canalhas. Por que seria diferente na imprensa? - Falo dos poderes institucionais, assim como dos outros poderes, como o poder econômico, o poder imprensa (econômico, também). - Ou alguém imagina que só existem pulhas e bandidos no meio dos narcotraficantes?/.

    ResponderExcluir
  6. Todo o brasileiro está fazendo muita fé no Ministro Joaquim. Ele demonstrou muita coragem e independência ao condenar os mensaleiros. Só não entendo como ele defendeu em seu discurso uma justiça célere, no entanto faço parte de um processo que espera julgamento há 18 anos. Vamos ver ele agora ele como presidente, muda pelo menos a morosidade e descaso como são tratados a quem depende do judiciário.

    ResponderExcluir
  7. José Fernandes Costa24 de novembro de 2012 11:22

    Falei dos poderes não institucionais, mas esqueci um dos principais: é o poder das igrejas. Lá, nas igrejas, também a coisa é terrível, nos desvirtuamentos dos fins para que elas foram feitas./.

    ResponderExcluir
  8. Ué,ochente, então agora a imprensa pode fazer o que quer, manipular a política, a justiça, as estatísticas, as religiões, pisando na consciência do povo, e quando escuta a verdade ficam ofendidos?
    Que democracia, que liberdade é essa?
    PARABÉNS AO MINISTRO, E FORA DIDATURA DA IMPRENSA

    TEM MUITA GENTE DE BEM NA IMPRENSA, MAS TEM MUITO CANALHA MESMO!
    E ISSO A JUSTIÇA TEM QUE ABRIR A BOCA. DEMOCRACIA

    ResponderExcluir
  9. Meu excelente Professor Gercílio de Melo você tem toda a razão, uma grande parte da imprensa brasileira usa seu poderio para fins pessoais,diga-se políticos e econômicos.
    Isso deve ser banido, talvez um conjunto de leis sobre o caso fosse a solução. Um abraço de seu aluno.

    Pedro Valdiperes de Noronha-Jucati-PE.

    ResponderExcluir