ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sábado, 21 de abril de 2012

UMA SUGESTÃO INTERESSANTE CONTRA A DENGUE

Add caption
A população de Garanhuns vem sofrendo muito com o mosquito da dengue, assim sugiro ao Município fomentar a plantação de uma planta de origem indiana, pois além de medicinal, ela combate mais de 400 pragas, inclusive o mosquito da dengue pois ela é repelente. Na minha cidade Caicó (RN), o prefeito implantou uma sementeira, e encheu a cidade de NIM, e ela como é uma planta que cresce muito, além de criar muita sombra, a cidade tem registrado muito pouca a incidência da dengue. Em Petrolina também a prefeitura vem incentivando a plantação do NIM, e a cidade está ficando linda, já que a referida planta é verde o tempo todo. Não tenho esta informação, mas acho que ela (Petrolina) vem também registrando poucos casos de dengue. Aqui vai a minha sugestão. Garanhuns tem sementeira muito boa, por que a prefeitura não segue o exemplo das cidades acima citadas? Não mais com o prefeito atual, pois ele é um homem de pouca visão, mas quem sabe para o futuro prefeito? Desta forma seria uma grande oportunidade de incentivar o povo a combater também o mosquito da dengue, ajudando ao poder público nesta grande luta, até porque estamos na iminência de sermos derrotados pelo mosquito!!! Na minha casa já tenho esta planta na frente de casa, como vários amigos meus, pois todas as vezes que tenho ido a Caicó tenho trazido mudas desta planta (José Sales/Criança).

Um comentário:

  1. Sales, em São Bento do Una o vereador Washington Cadete, é defensor do plantio do Nin, ele distribuiu mais de mil mudas e vem orientando produtores rurais a plantar o Nin intercalado na palma forrageira para combater a cohinilha do carmosin que vem dizimando a palma forrageira em vários municípios de Pernambuco. O homem é fera mesmo, enquanto a sua adversária vai ao cabeleireiro ele trabalha, vem lutando junto ao Governo Federal, pela implantação de um posto de pesquisas da EMBRAPA na região, principalmente para desenvolver pesquisas na mandioca, defende que a mandioca pode substituir,parte da farinha de trigo no pão e o farelo de algodão para a alimentação bovina. Ainda orienta que a folha da mandioca é riquíssima em ferra e serve para combater a anemia, diz que em um programa de alimentação bem orientado pode ajudar muito. Diz o vereador que há variedades de mandioca, desenvolvida pela EMBRAPA que vem produzindo quarenta toneladas por hectare, enquanto em nossa região no máximo temos vinte mil quilos por hectare. Com Washington ganha S.Bento e o Agreste.O homem é FERA mesmo.

    ResponderExcluir