SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

domingo, 27 de novembro de 2011

PAULA TOLLER - GRANDES NOMES DA MPB - 85º

 Paula Toller quando estava com 40 anos

Os nomes de Paula Toller e do Kid Abelha se confundem. O grupo teve várias formações, desde que iniciou sua carreira, nos anos 80, mas não há dúvida de que a vocalista, com sua bonita voz, aliada ao carisma e simpatia deram a maior contribuição para o êxito da banda, que já vendeu mais de 10 milhões de disco até os dias atuais.

Paula Toller Amora nasceu no Rio de Janeiro, em 1962, e apesar dos seus 45 anos até há pouco tempo ainda tinha um jeito meio de menina levada.

A futura cantora e compositora foi criado pelos avós paternos, Renée e Paulo, este um cirurgião aposentado que trabalhou nos governo da antiga Guanabara e na assessoria da Presidência da República.

Na infância e adolescência a vocalista do Kid Abelha ouvia música clássica. Beethoven, Chopin, Bach, Mozart, além de óperas e outros compositores eruditos.

Os avós também fizeram com que a garota conhecesse um pouco de música popular, principalmente Carmen Miranda e Elis Regina. O único grupo de rock que conheceu na juventude foi Os Beatles, já que a banda inglesa recebia a aprovação do avô, juntamente com os outros artistas mais sofisticados.

Paula fazia os estudos normais e completava com aulas de balé e inglês. Sonhava até em se tornar professora do idioma de Shakespeare.

Adolescente, foi estudar Desenho Industrial e Comunicação Visual, na PUC do Rio de Janeiro, quando teve oportunidade também de aprender francês. Chegou a estagiar em escritório e trabalhou fazendo traduções de livros e teses para a faculdade.

E a música sempre achando uma porta de entrada.

Descobriu James Brown e Tim Maia. Nos discos das trilhas sonoras de novelas ouviu Stevie Wonder, Marco Valle, Paulo Sérgio Valle, Jackson Five, Janis Joplin, Rita Lee, Led Zeppelin, Pink Floyd, Michael Jackson e Billy Paul.

Abandonou a universidade em 1984, perto de se formar. Desde 82 se tornara a cantora do Kid Abelha e ao tomar gosto pela carreira artística estudou técnica vocal com a professora de canto lírico Vera Maria Mello. Com esta desenvolveu o prazer pelo idioma alemão.

Como se observa, Paula Toller teve desde o início um ambiente musical e cultural favorável, tendo oportunidade de conviver com os clássicos, bons intérpretes da MPB e nome da cena internacional.

A boa forma da artista talvez se explique pela sua preocupação em se manter bem física e mentalmente. Faz saúde preventiva com o uso da medicina ortomolecular e da acupuntura. Evita enlatados, não toma refrigerantes há muitos anos e dispensa completamente o açúcar.

Um de seus passatempos prediletos é passear sozinha de carro ouvindo música em alto volume. Dessa maneira surgem e já surgiram várias letras de música, que ela tenta escrever enquanto dirige. O banho também é uma das suas situações preferidas para ter ideias.

Desde 1987, é casada com o cineasta Lui Farias e tem um filho chamado Gabriel.

O KID ABELHA

O grupo surgiu no Rio de Janeiro em 1981 com o insólito nome Kid Abelha & Os Abóboras Selvagens. Começou a se tornar conhecido em 1982 a partir de uma fita demo com "Distração", executada pela Rádio Fluminense, emissora carioca especializada em rock.

Em seguida participaram de shows no Circo Voador e do LP "Rock Voador", uma coletânea de novos nomes do rock brasileiro. Em 1984 gravaram o primeiro LP, "Seu Espião". Desde então o grupo gravou vários outros discos, adquirindo uma roupagem mais pop do que rock.

Com sucessivas mudanças na formação, o nome da banda passou a ser apenas Kid Abelha e atualmente é um trio, formado por Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato. Entre os maiores sucessos estão a balada "Como Eu Quero", "Pintura Íntima", "Amanhã É 23", "Na Rua, na Chuva, na Fazenda" (regravação da música de Hyldon), "Lágrimas e Chuva" “Fixação”, Alice não me escreva aquela carta”, e "Tomate".

“Pega vida”, de 2005, é o primeiro álbum de músicas inéditas do Kid Abelha, em quatro anos, lançado após o CD “Acústico MTV”. Produzido pelo inglês Paul Ralphes, o álbum apresenta 12 faixas, assinadas por Paula Toller em parceria com Israel, com o estilo pop da banda há mais de duas décadas. A única regravação é "Será que Eu Pus um Grilo na Sua Cabeça?" de Guilherme Lamounier e Tibério Gaspar. 

Paula Toller lança seu segundo CD solo, Só Nós. O trabalho tem 14 canções inéditas, compostas por Caio Márcio e Coringa, Dado Villa-Lobos, Donavon Frankenreiter, Jesse Harris (autor de "Don't Know Why", de Norah Jones), Nenung (do grupo gaúcho Os The Darma Lóvers), Kevin Johansen, Paul Ralphes e Paula Toller. "All over" e "À noite sonhei contigo" seriam de uma vez as canções de divulgação do disco, mas por problemas com selos internacionais o primeiro single foi "Meu amor se mudou pra lua", lançado dia 22 de maio".

No final de 2008, Paula Toller lança em CD e DVD o trabalho Nosso, gravado ao vivo na turnê Só Nós. O disco faz uma mistura entre os dois trabalhos anteriores, trazendo também dois hits do Kid Abelha (Grand' Hotel e Nada por mim), as regravações de Saúde / Só love (Rita Lee / Claudinho e Buchecha) e Mamãe coragem (Caetano Veloso) e a versão original em Espanhol de À noite sonhei contigo, titulada Anoche soñé contigo. 

O fato é que o jeito simples, aliado a talento e charme fizeram de Paula uma das cantoras preferidas do público jovem brasileiro. Ela não é barulhenta ou irreverente como Rita Lee, majestosa como Maria Betânia, nem tem o porte de Simone ou a doçura de Gal. Foge ao rótulo de MPB como gênero, aparecendo mais como uma roqueira bem comportada, capaz de incorporar à música nacional um som pop bem original, fácil de cantar, bom de ouvir e gostoso de dançar.

Paula Toller Amora e os rapazes do Kid Abelha merecem sua inclusão dentre os grandes nomes da música popular e brasileira.
(Principais fontes de consulta: discografia da artista, letras.com.br, cliquemusic).

*Alguns nomes já publicados nesta série:

1. Vicente Celestino
2. Nélson Gonçalves
3. Eliseth Cardoso
4. Dolores Duran
5. Milton Nascimento
6. Ivan Lins
7. Ademilde Fonseca
8. Simone
9. Fagner
10. Belchior
11. Wanderléia
12. Ana Carolina
13. Zeca Baleiro
14. Renato Teixeira
15. Cazuza
16. Cássia Eller

Um comentário: