SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

TV POR ASSINATURA PODE CHEGAR A 22 MILHÕES DE PESSOAS

O governo estima que o número de assinantes de TV por assinatura vai dobrar, passando dos atuais 11 milhões para 22 milhões, pelo aumento da concorrência e consequente redução nos preços.

A projeção se deve à sanção pela presidenta Dilma Rousseff da lei que abre o mercado de TV a cabo para empresas de telecomunicações nacionais e estrangeiras e define cotas nacionais de programação.

O governo conta também com o aumento do serviço de internet por banda larga no país com a nova legislação.

A equipe de Dilma entendeu que as regras que limitavam a oferta de TV a cabo desencorajavam investimento em redes de fibra óptica. As empresas de telefonia fixa poderão vender os chamados "combos" de TV paga, telefone e banda larga.

A TV POR ASSINATURA E A TV ABERTA

Embora a TV Aberta seja mais popular, com suas novelas e programas de entretenimento, tendo ainda a vantagem de ter ampla produção nacional (representa mais a cultura do país e gera empregos), não há dúvida de que deixa muito a desejar. Existe muito lixo, muita porcaria, alguns apresentadores chegam a fazer mal à população com suas apelações. As novelas repetem velhos clichês, os telejornais omitem muito da verdade e programas de melhor qualidade são jogados para horários, depois das 23h. Como é uma concessão pública, a TV Comercial devia ter um mínimo de compromisso com a educação e a cultura do Brasil.

A TV por assinatura ainda é cara, mas o preço vem caindo e pode diminuir ainda mais com a concorrência. Quem tiver um mínimo de condições pode fazer um bom pacote e ter centenas de alternativas. Existem 40 ou 50 canais só de filmes, alguns muito bons: é o caso do Max, que exibe produções de muitos países da Europa, América Latina e até da Ásia e Oriente Médio. O Tele Cine Cult apresenta sempre grandes clássicos da sétima arte, enquanto o Tele Cine Touch centra mais nos dramas e romances. Temos ainda canais de filmes de ações, comédias, infantis...Quem é apaixonado por cinema não tem do que reclamar.

A TV paga oferece ainda canais de notícias, culturais,  documentários, eróticos, esportivos, musicais, desenhos animados... Enfim, existem cerca de 500 opções, inclusive algumas emissoras de outros países. Para quem fala inglês ou espanhol é uma beleza.

É possível, com o tempo, o aumento do número de assinantes, que a TV por assinatura também se aproxime mais da realidade da população sem perder a qualidade.

E quanto tivermos pelo menos 30 milhões de brasileiros com acesso à TV paga a TV aberta também será forçada a oferecer mais qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário