SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

SAMU DE GARANHUNS PODE FUNCIONAR EM OUTUBRO

O SAMU em Garanhuns pode começar a funcionar no mês de outubro próximo. O médico Elenilson Liberato, diretor da 5ª Região de Saúde, vai promover uma reunião, na segunda-feira, dia 26, para acertar os detalhes para início das atividades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência na cidade. “A satisfação pela conquista do SAMU é proporcional aos benefícios que a unidade trará para toda sociedade de Garanhuns”, comemorou Elenilson.

O SAMU é um serviço de saúde que atua em parceria com o Ministério da Saúde e as Secretarias Municipais de Saúde do Estado de Pernambuco. Esse serviço é responsável pelo componente Regulação dos Atendimentos de Urgência, pelo Atendimento Móvel de Urgência da Região e pelas transferências de pacientes graves da região. Faz parte do sistema regionalizado e hierarquizado, capaz de atender, dentro da região de abrangência, todo enfermo, ferido ou parturiente em situação de urgência ou emergência, e transportá-los com segurança e acompanhamento de profissionais da saúde até o nível hospitalar do sistema.   

É usado ainda para intermediar - através da central de regulação médica das urgências -, as transferências inter-hospitalares de pacientes graves, promovendo a ativação das equipes apropriadas e a transferência do paciente. Tendo como sede o município de Caruaru, a atuação local do SAMU será centrado na 5ª Gerência Regional de Saúde - GERES - em parceria com a Prefeitura de Garanhuns. Esta última será a responsável pela contratação de profissionais que trabalharão na duas ambulâncias, dotadas de UTI.

3 comentários:

  1. êita até que emfim o SAMU esta chegandoa terra do ex-presidente Lula,Parabéns pela aquisição...
    Agora duas ambulâncias é muito pouco para uma cidade do porte de Garanhuns...

    ResponderExcluir
  2. Tá mais atrazado do que o trem das 11.

    ResponderExcluir
  3. Roberto, tudo que vier para Garanhuns em benefício do povo terá o nosso aplauso, embora outras cidades do interior de Pernambuco já tenham várias unidades do samu. Já não era sem tempo que também as autoridades nos enxergassem como parte integrante de povo necessitado. De qualquer forma que venha o samu.

    ResponderExcluir