SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

RÁDIO DIFUSORA FAZ 60 ANOS

A Rádio Difusora de Garanhuns, fundada no dia 26 de maio de 1951, faz 60 anos na próxima quinta-feira. Vai comemorar o aniversário com uma programação especial, apresentação do poeta Jessiê Quirino e a presença nos estúdios das estrelas do Recife, como Geraldo Freire e Graça Araújo. Foi a primeira emissora do interior pernambucano. O prefeito do município era Celso Galvão, que hoje dá nome ao Palácio do Governo, na Avenida Santo Antônio, e Pernambuco era administrado por Agamenon Magalhães, que morreria meses depois. À inauguração da rádio estiveram presentes as autoridades da época, o próprio Pessoa de Queiroz, Alberedes Nicéias (primeiro gerente), Maurício Acioly (pai do Maurício do laboratório) e Erasmo Soares, dentre outros que foram os primeiros locutores. Augusto Calheiros, já famoso, morando no Rio de Janeiro, também veio, juntamente com um time de artistas de várias cidades importantes. Na Rádio Difusora - que passou a se chamar Rádio Jornal Garanhuns a partir do final da década de 80, quando foi comprada pelo empresário João Carlos Paes Mendonça - já passaram grandes nomes da radiofonia local e estadual. Podemos citar alguns que marcaram época: Ivo de Souza, Solon Gomes, Rossini Moura, José Inácio Rodrigues,  Aguinaldo Barros, Rosa Maria, José Marcos Leite, Aldo Vilela,  Jonas Lira, Gerson Lima, Humberto de Morais e Aluízio Alves. Hoje fazem os programas mais ouvidos da emissora jovens como Eduardo Peixoto e Ariston Brito, além do veterano Roberto Sampaio, meu colega de colégio no Diocesano de Garanhuns. Esses e outros que não citei por esquecimento ou desconhecimento fizeram e fazem a história da rádio do Sistema JC. A presença de Graça e Geraldo, com quem trabalhei na Rádio Clube, nos anos 80, é importante. Mas a festa, a meu ver, é sobretudo dos profissionais de Garanhuns que atuaram e atuam no velho prédio da Avenida Rui Barbosa. A antiga Difusora, sessentona, antes de ser um patrimônio de João Carlos é um patrimônio da cidade, do Agreste e de Pernambuco. Não se sabe porque um vereador ou o deputado da cidade já não fizeram um projeto pedindo o tombamento do imóvel que abriga a emissora. Se tivessem feito isso o índiozinho não iria estar ausente da festa de aniversário. Parabéns a todos os que fazem a Rádio Jornal de Garanhuns!

Um comentário:

  1. Meu caro Roberto, o nome correto do Niceias, é Abérides. Tive o privilégio de ser seu pupilo na então Radio Difusora de Caruaru no final da década de 50 para início dos anos 60.
    Um abraço do companheiro
    José Torres

    ResponderExcluir