ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 17 de maio de 2011

PRETA GIL ATACA JAIR BOLSONARO

A cantora Preta Gil disse nesta terça-feira, durante um seminário da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT na Câmara dos Deputados, que "vai lutar" para que o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) não seja reeleito no Rio de Janeiro. A cantora está no centro da polêmica envolvendo o parlamentar. "Fui atacada injustamente. Infelizmente, o Congresso também tem uma banda podre, como esse deputado que não quero e não vou citar o nome porque ele não merece", afirmou para a plateia, que lotava o auditório da Câmara dos Deputados. A cantora criticou a homofobia e disse que é vítima de preconceito. “Eu sou negra, sou bissexual e sou gordinha. Ou seja, sou atacada por todos os lados”, afirmou. (Fonte: Poder Online).

7 comentários:

  1. Como disse um comentarista da FOIA:
    - eles deveriam entrar em acordo,ela deixaria de ser cantora e ele deixaria de ser político.
    Essa foi uma boa tirada hein!.
    Paulo Tarso/Garanhuns

    ResponderExcluir
  2. O que eu acho é que o governo junto com a PL122, está querendo é criminalizar qualquer pessoa que não concorde com a pratica homossexual, tirando os direitos que as pessoas tem garantido na constituição federal no art. 5º em que é livre a expressão de pensamento.

    Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

    Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.

    ResponderExcluir
  3. A bíblia foi escrita há milênios que SEGUNDO DIZEM FORAM ESCRITOS POR VÁRIAS PESSOAS, MAS FOI INSPIRADA UNICAMENTE POR DEUS. O Pai usou de pessoas como instrumentos seus para transmitir a sua mensagem. ENTÃO SENDO ASSIM ISTO É MEDIUNIDADE. E os espíritos que redigiram eram tão imperfeitos que atraíram espíritos ainda em evolução.
    Sua linguagem era utilizada de forma rudimentar já que muitas pessoas não tinham instrução adequada e usava-se de símbolos para que pudessem entender o que se dizia. Após milênios então e o povo continua burro? Ou será tudo alfabetizado funcional? Lê mas não entende o que Jesus pregou? Amar a todos sem distinção. Na própria bíblia vemos casos de personagens bíblicos homossexuais. Temos os indícios em:
    Ruth e Noemi:
    Em Rute 1:14 está a expressão "Rute se apegou a ela", aqui a palavra original hebraica utilizada para "apegou" é a mesma que é utilizada no casamento heterossexual em Genesis 2:24 - "Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.".
    Davi e Jonatas.
    "E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma. (1 Samuel 18:1)
    "E falou Saul a Jônatas, seu filho, e a todos os seus servos, para que matassem a Davi. Porém Jônatas, filho de Saul, estava mui afeiçoado a Davi."(1 Samuel 19:1)

    As coisas ainda ficam mais evidentes nas passagens seguintes I Samuel 18:4: E Jonatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.
    II Samuel 1:26
    Angustiado estou por ti, meu irmão Jonatas; quao amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.

    João e Gaio.
    "O presbítero ao amado Gaio, a quem em verdade eu amo". (3 João 1:1)
    "Tinha muito que escrever, mas não quero escrever-te com tinta e pena.
    Espero, porém, ver-te brevemente, e falaremos de face a face." (3 João 1:13,14)

    Tércio, Eustáquio e Epêneto (tinha até triângulo amoroso!)
    Saudai a Urbano, nosso cooperador em Cristo, e a Estáquis, meu amado.
    Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado... (Romanos. 16: 5 e 9)
    E finalmente Paulo confessa:
    Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; (1 Coríntios 7:1)
    Respeito religiões e religiosos, desde que estes não interfiram na vida alheia, impondo seus costumes e crenças de forma errada, com profundo fanatismo e violência contra o próximo. Se tudo na Bíblia é o correto, nós devemos dizer a estes fanáticos que eles devem apedrejar os adúlteros, escravizarem suas filhas, defender a escravidão humana, matar todos que trabalham no dia de sábado e ainda expulsar de suas igrejas os deficientes físicos. Sim, tudo isso “está escrito” no livro sagrado.

    ResponderExcluir
  4. Homofobia é uma forma de pré-conceito e segundo a constituição “Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I – Construir uma sociedade livre, justa e solidária; II – Garantir o desenvolvimento nacional; III – Erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV – Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”. Ou seja, o artigo terceiro da nossa constituição federal prevê uma sociedade sem preconceitos.
    E discriminar um grupo de pessoas que tem ORIENTAÇÃO SEXUAL diferente é preconceito. E se Bolsonaro como deputado não deveria, pelo menos, respeitar a constituição?
    Quanto à liberdade de expressão e pensamento e a homofobia. ENTENDA. constituição também prevê a liberdade de expressão. incitar qualquer tipo de preconceito, violência ou até confrontamento está além de ser chamado de liberdade de expressão.Segundo o artigo quinto todo cidadão tem “o direito a livre manifestação do pensamento, DESDE QUE NÃO INTERFIRA NA ESFERA DE PROTEÇÃO DA HONRA ALHEIA E LIMITAÇÕES LEGAIS QUE EXISTEM PARA POSSIBILITAR O EQUILÍBRIO SOCIAL E PACIFICAÇÃO ENTRE AS PESSOAS.”
    A lei PLC 122 não se aplicará a templos religiosos, pregações ou quaisquer outros itens ligados a fé, desde que não incitem a violência: “Eu tenho também que proteger essa liberdade deles de poderem falar dentro de um templo”, afirma a Senadora Marta Suplicy. O novo texto agora inclui o parágrafo: “O disposto no caput deste artigo não se aplica à manifestação pacífica de pensamento fundada na liberdade de consciência e de crença de que trata o inciso 6° do artigo 5° (da Constituição)”.
    Porém, o novo texto, segundo a própria Senadora, exclui a mídia eletrônica dessa “liberdade de consciência”: “tomei o cuidado de que em mídia eletrônica não pode fazer isso. Mas, dentro de um templo, se não incitar a violência, for alguma pregação religiosa, de culto, de dogma, de fé…”, afirmou. Nesses termos, com o texto aprovado, portais gospel, sites de igrejas, pregações de pastores postadas em blogs ou páginas na internet que discordarem da prática homossexual podem ser criminalizados pela lei como homofóbicos e seus respectivos autores presos por até 3 anos, além de obrigados a pagar multa.
    Mas enquanto a impunidade e violência contra os homossexuais continuam, infelizmente ainda veremos pessoas que usam o ato de violência em nome de liberdade de expressão e pensamento e que continuam impunes continuando assim a vivermos num país intolerante como esse.

    ResponderExcluir
  5. Essa PL 122 é mais uma vergonha que o congresso ira inevitávelmente aprovar, Na contra mão da baixaria a lista de progetos realmente inportantes continuan parados, A lista de matérias esquecidas conta até com sugestões adotadas por CPIs já extintas. Nesta situação está o Projeto de Lei 226, elaborado pela CPI dos Correios, em 2006, que qualifica como crime “fazer afirmação falsa ou negar a verdade, na condição de indiciado ou acusado, em inquéritos, processos ou CPIs”.
    Esse é o caso, por exemplo, de um conjunto de projetos que tratam da redução da idade penal de 18 para 16 anos. A proposta foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em 2007. Desde 2008, está na pauta para ser apreciada. Isso que querem aprovar , como bem finalizou nosso amigo Anonimo acima (não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.
    TENHO DITO

    ResponderExcluir
  6. Dois comentários perfeitos, principalmente esse mais longo, do jeito que a coisa vai se os heterossexuais não forem para as ruas se defender tambem e exigir os seu direitos eles estão lascados, na Bahia os homossexual processaram uma cantoura porque ela disse que gostaria que o filho não fosse guei (gay), então la tem que nascer obrigatoriamente? e a onde fica o direito dos heteros.

    ResponderExcluir
  7. A unica maneira que ele encontrou de continuar na midia foi apoia os homossexual... Ela não tem moral pra nada.....

    ResponderExcluir