SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

O CASO PALLOCI

Muita gente se mete a escrever e opinar sobre o que não entende e termina por produzir  pouco ou muita besteira,  sem utilidade numa discussão política séria. Quando o assunto é demais para mim e envolve interesses político-partidários, prefiro ir com cuidado. É o caso que atinge neste momento o ministro Antônio Palloci (foto), que já esteve envolvido em trapalhadas quando era do primeiro time do presidente Lula. Como esse caso de agora é muito sério, prefiro a opinião de um especialista, um cientista político desvinculado do PSDB e do PT, com acesso a informações de Brasília e com credibilidade nas áreas do jornalismo, da política e da economia. O artigo que segue, com todos os dados necessários a estudar melhor a questão, é de José Roberto Toledo:

DÚVIDAS E OPORTUNIDADES CRIADAS POR PALLOCI


A polêmica em torno do enriquecimento de Antonio Palocci nos últimos quatro anos abre uma interessante discussão sobre as relações entre público e privado. Há uma certa confusão no ar sobre o que é lícito e ilícito e mesmo se há ou não o que discutir. Paixões partidárias de lado, vamos tentar isolar as partes do problema para avançar no debate.

O que se sabe:
1) Antonio Palocci foi ministro da Fazenda do primeiro governo Lula, um cargo cujas decisões têm implicação fundamental sobre o faturamento de praticamente todas as grandes empresas nacionais e multinacionais atuantes no Brasil. Saiu após ser acusado, e mais tarde absolvido pela Justiça, de ordenar a violação do sigilo da conta bancária de um caseiro.
2) Eleito deputado federal em 2006, Palocci, sabe-se agora, abriu uma empresa de consultoria e ganhou alguns milhões de reais. Não se sabe o quanto, mas o suficiente para ele comprar imóveis cujos valores somados implicam um aumento de 20 vezes o seu patrimônio declarado em 2006.
3) Em 2010, Palocci se torna um dos coordenadores da campanha presidencial vitoriosa de Dilma Roussef, um dos responsáveis por traçar a estratégia eleitoral, fazer contatos e articulações.
4) Palocci volta ao governo como ministro da Casa Civil de Dilma, cargo mais importante do Palácio do Planalto depois do dela. Pelas mãos do ministro passam todas as principais decisões de governo. Ele acompanha o dia-a-dia da administração e articula as relações com o Congresso.
5) Para evitar acusações de conflito de interesse e tráfico de influência, Palocci muda o objeto social de sua empresa, que deixa de ser uma consultoria e passa a ser uma administradora de seus novos bens.
6) O enriquecimento vem a público e Palocci defende-se em nota a parlamentares dizendo que não fez nada de errado e comparando-se a outras figuras públicas que enriqueceram antes e depois de serem ministros ou presidentes do Banco Central ou do BNDES.

O que não se sabe:
1) Quem foram os clientes atendidos por Palocci em seus serviços de consultoria?
2) Quando cada um desses contratos/serviços começou e acabou?
3) Quanto cada um pagou e por qual tipo de consultoria?
4) Esses ex-clientes ainda têm acesso ao redivivo ministro?
5) Algum dos ex-clientes tentou aproveitar a boa relação com o ministro para fazer lobby no atual governo, seja através dele ou usando seu nome?

Sobre a defesa de Palocci:
1) É fato que houve e há uma relação íntima, talvez até demais, entre público e privado no Brasil. Muitas pessoas que ocuparam cargos públicos em governos anteriores obtiveram lucros após saírem para a iniciativa privada, porque, como escreve o ministro, a passagem por esses cargos “proporciona uma experiência única que dá enorme valor a estes profissionais no mercado”.
Alguns, como o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, na função de consultores, outros, como o ex-ministro Pedro Malan, na de membro de conselhos de empresas, ou ainda na de sócio de instituição financeira, como Pérsio Arida e André Lara Resende.
Isso não torna a prática nem mais nem menos correta. Só porque há precedente não significa que seja o melhor a fazer.
2) Palocci cita em sua defesa pessoas que enriqueceram após sair do governo (o seu caso) e pessoas que já ganhavam bem na iniciativa privada ou eram empresários quando ocuparam pela primeira vez cargos de primeiro escalão na adminsitração pública federal (nada a ver com o seu caso).
No primeiro grupo, comparável a ele, se enquadram Maílson e Malan. A diferença, porém, é que nenhum dos dois voltou ao governo depois de ganharem dinheiro dando conselhos a empresários. Pode-se argumentar que não tiveram a oportunidade de voltar porque são opositores do governo do PT. Mas, voluntariamente ou não, jamais voltaram a ocupar um cargo público que os colocasse na berlinda novamente.
No segundo grupo estão Armínio Fraga, Henrique Meirelles e Alcides Tápias. Ele poderia ter citado muitos outros nomes, inclusive do atual governo e do governo Lula, mas a grande diferença desses casos em relação ao de Palocci é que as empresas e interesses que esses ministros representam eram conhecidos. Essa informação torna possível monitorar, mesmo que parcialmente, o comportamento deles nos cargos públicos que ocuparam e ver se há relação com as empresas onde atuaram antes.
Num terceiro grupo, mais parecido com o caso de Palocci, estão Arida e Lara Resende. Ambos tiveram carreiras entremeadas entre funções públicas (nos governos Sarney e Fernando Henrique) e no mercado financeiro, como banqueiros/investidores. E sofreram com isso a suspeição de ter um pé em cada canoa. Passaram por desgaste semelhante ao enfrentado agora por Palocci.

Conclusão:
O problema não está na ida para o governo, mas na ida e volta, que realimenta a interação entre os interesses públicos e privados. Mais do que isso não se pode concluir, apenas especular. Tudo depende de haver respostas às questões formuladas acima.
Em tese, só Palocci (ou seus clientes) pode dar as respostas às quatro primeiras perguntas. Para responder a quinta é preciso saber a resposta da primeira. O ministro não tem obrigação legal de dar essas informações. Pode alegar sigilo comercial para não fazê-lo. Respondê-las também não garante que a crise vá embora, mas seria bom para a transparência da atual gestão.
O caso mostra também que os avanços ocorridos nos últimos tempos, como a quarentena imposta a quem deixa o governo, são ainda insuficientes para resolver dilemas como o de Palocci. É uma oportunidade de discutir o assunto, mas que, pelo andar da carruagem, deve ser gasta na eterna disputa partidária entre PT e PSDB.

31 comentários:

  1. Caro Roberto,

    Hoje não vim fazer nenhuma crítica. E não pergunte se estou com febre. Vim fazer uma propaganda de um artigo de uma estudante de jornalismo do Rio Grande do Sul. Pois, não é que ela descobriu o Blog da CIT?!

    Mas não foi só o blog da CIT que ela descobriu, foi nossa região em geral e Bom Conselho em particular. Peço a você que publique esta nota como comentário, sem sê-lo, mais pelo texto da futura jornalista, do que pela região. Como sei que você é do ramo, se tiver tempo dê uma passada no Blog da CIT (pode clicar no link acima, se você publicar o comentário é claro), e comente o texto de sua colega. Se gostar divulgue e Bom Conselho agradece. Eu então!!!

    Sobre o assunto da postagem, hum, deixa prá lá, por hoje... Obrigada

    Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

    ResponderExcluir
  2. Já pensou se esse escandalo fosse com outro governo. O que não estaria fazendo os XIITAS do PT? E o collor que fui xutado no trazero só porque ganhou um FIAT ELBA?

    ResponderExcluir
  3. Com pouco mais de 100 dias, já pipoca um afano desse. Eu morro de pena deste pais com uma presidenta dessa. Tá tudo dominado!

    ResponderExcluir
  4. Frederico Jorge Caldas20 de maio de 2011 12:50

    É triste o cenário. veja a frase de Paulo Maluf sobre a Dilma: "eles agora estão fazendo tudo aquilo que pensavam que nós fazíamos. Quem tá certo? Maluf ou Lula!

    ResponderExcluir
  5. O PT é um partido sociopata, comprovadamente!

    ResponderExcluir
  6. O bolo de feira que está a venda em Brasília é que essa grana violenta é sobra de campanha em que o Ministro era o arrecadador.

    ResponderExcluir
  7. Nunca, na história petista, tão muitos e não poucos, roubaram tanto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. A bancada da bichona Kassab ”estreia” salvando Palocci. Proibiu a prefeitura de São Paulo informar quanto o Ministro larápio pagou de ISS, durante esses 4 anos. A que nível chegou o PT! A Dilma! O Lula! O troço é grave...........

    ResponderExcluir
  9. Minino Presepeiro20 de maio de 2011 13:35

    Zé Dirceu perdeu a patente para Palocci. Hoje, o Ministro de Dilma é um “arquivo vivo das falcatruas petistas”.

    ResponderExcluir
  10. Este sem duvida é o País que todos merecem uma nova oportunidade...
    E viva os escandâlos...

    ResponderExcluir
  11. O povo tem o governo que merece, foi eleitor de Lula, e simpatizante do PT, mais depois dos primeiros escândalos cai fora. Enquanto eu me lembrar do que aconteceu com Dirceu, Jenuino, Delubio e o próprio Palocci não votei na Dilma e nunca mais PT na minha frente, PT Partido dos Traíras, Sem falar da festa que fizerem para receber o Delúbio, talvez dizendo sentimos a sua falta, pois vc é muito importante para lados das falcatruas, dos roubos, da falta de ética e da moral.

    ResponderExcluir
  12. NUNCANAHISTÓRIADESSEPAIZSEROUBOUTANTO!!!

    ResponderExcluir
  13. Pra variar, mais um escândalo desse esculhambado governo da Dilma Mudinha. Tá uma verdadeira frouxidão moral nesse governo da desfaçatez, do protecionismo político, da blindagem e da ladroagem.

    ResponderExcluir
  14. Com mais um episódio do Palocci Não sei onde nem quando li por aí que esses elementos do PT são como mulheres de programas, pois todos sabemos o que fazem, a questão é só acertar o preço.

    ResponderExcluir
  15. PASSADO COMPROMETIDO20 de maio de 2011 17:27

    Nem bem começou o governo e o roubo já tomou de conta. Lula faz parte de um passado muito presente e com muitas consequências ruins.

    ResponderExcluir
  16. O merdeiro tá boiando em Brasília com as acusações ao poderoso Antonio Palocci, da Casa Civil. Hoje, quem teve no palácio, com a Dilma, foi Franklin Martins o Terrorista Bombeiro e levantador de falso. TUDO INDICA QUE VEM CPI POR AÍ. Ih!Ih!Ih!Ih!Ih!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. É horrível, é uma pena, um povo que vive com tanta roubalheira no seu dia a dia e não vai a rua nem as urnas reagir. Dos 15 comentários postados no blog do Roberto, sequer tem algum defendendo essa turma. O QUE ESTÁ HAVENDO DE ERRADO? e do certo? Do correto? Do legal?

    ResponderExcluir
  18. Zé do Candeeiro20 de maio de 2011 19:46

    Palocci tornou-se na “luz” que ilumina as cabeças (algumas raspadas) de energúmenos petistas.

    ResponderExcluir
  19. É verdade Veras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    É fundo do poço!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  20. PROFESSOR DE HISTÓRIA20 de maio de 2011 22:38

    Independente do que acontecer o Palocci já causou um mal a presidente Dilma do tamanho do Himalaia!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  21. Esse Ministro reincidente em falcatruas pode se livrar da degola, mas da opinião pública, nunca!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Quem tem um ministro desse no governo não precisa de oposição. É melhor que palocci peça pra sair...… senão será a Dilma, quem pedirá para cair.

    ResponderExcluir
  23. Quanto ao PT, mudam-se as coleiras e os cachorros continuam os mesmos.

    ResponderExcluir
  24. Vai demorar muito para sair a noticia que parte dessa grana é de sobra de campanha da rainha muda? Acho que esse mandato presidencial vai ser mais curto que o do Collor

    ResponderExcluir
  25. Diante de tanta roubalheira em qualquer país do mundo estaríamos em guerra civil, morte aos petralhas imundos e fuzilamento para a Dilma.

    ResponderExcluir
  26. No governo de FHC existia corrupção, mas ela vinha em dose homeopática. Nos governis do Lula e da Dilma elas vêm em doses cavalares.

    ResponderExcluir
  27. PAULO CAMELO, COMENTA: Caro conterrâneo Roberto Almeida, O caseiro Francelino Pereira foi obrigado a explicar a origem do depósito em sua conta bancária, mas Palocci não precisa explicar nada. Seria muito importante que nós, garanhuenses, soubéssemos quais dos Parlamentares que foram bem votados em Garanhuns e eleitos, participaram da "Blindagem a Palocci", impedindo-o de dar explicação no Congresso Nacional sobre seu acúmulo de riqueza. É muito cômodo o Parlamentar pousar de "bonzinho" em Garanhuns e votar contra os interesses da população em Brasília. Qual a opinião desses Parlamentares, Fernando Ferro (que algumas pessoas tanto admiram e não procuram saber a sua posição política em Brasília), Ana Arraes (o que é que essa senhora diz na Câmara dos Deputados?), Maurício Rands, Inocêncio Oliveira, Cadoca, Armando Monteiro (bem votado em Garanhuns, mas faz o povo de bobo com sua "Ação Global"), Humberto Costa e outros, sobre o Código Florestal e o Escândalo Palocci? Os nossos Parlamentares do PSOL (os deputados federais Chico Alencar, Ivan Valente e o senador Randolfe, este último natural de Garanhuns) pensam diferente dos Parlamentares ora citados, os quais levaram milhares de votos da nossa sofrida e esquecida Garanhuns. Acesse nosso sítio na internet, www.psol50.org.br e conheça a opinião dos nossos Parlamentares. ACORDA CONTERRÂNEOS, POIS ENQUANTO VOCÊS DORMEM A POLÍTICA ACONTECE.

    ResponderExcluir
  28. Eu tenho um CD de repentistas nordestinos. Um defende Lula e outro Ataca.

    Eles falam da corrupção, do mensalão, de quem ver roubo e não pune o corrupto é o mesmo ladrão.De que Lula passou a mão na cabeça dos corruptos.

    Depois de tudo o que aconteceu quando Lula disse na televisão que teria sido "covardemente traído pelos próprios amigos" e quem assume seu lugar "a Dilma" não tem a menor visão do passado tão recente?

    É bastante estarrecedor, lamentável e deplorável!

    Caiu José Dirceu, Genuino, Pallocci, Delúbio Soares, Silvinho Pereira; Lula vai a televisão e pede desculpas a Nação Brasileira, enfim, tudo de ruim aconteceu neste país e esses homens não aprenderam a lição de casa, é por demais chocante e estupêndido o fato.

    O PT , O PMDB , O PSB, O PTB, os partidos do governo vieram com tanta sede no pote que deram um golpe rasteiro e corvade na coitada da Dilma quando aprovaram um Projeto de Resolução proporcionando o maior aumento na História política deste país privilegiando todos os políticos brasileiros de vereador a prefeito, de governador e deputado estadual e federal, de presidente a senador, de juízes a desembargador , de chefes a ministros e secretários e o povão, que se dane com o aumento de 6,86% e eles 61,83%, isto é, de ///////////r4 35,00 e R$ 10.000,00 respectivamente.

    Ainda vem na televisão e dizer que vai combater a pobreza extrema do Brasil.

    PACIÊNCIA, MEUS DEUS TEM LIMITE!

    Tudo o que vier ocorrer com a DILMA o culptado, chama-se o PT e o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva que ficou igualzinho a COLLOR, MALUF,SARNEY, RENAM CALHEIROS e os outros tantos.

    Palavra de um mestre.

    ResponderExcluir
  29. Fui eu um grande admirador do Presidente Lula que, na verdade, mudou este país, não tenha a menor dúvida.

    Votei 2 vezes no FHC.Foi fraco quando não teve a coragem de acompanhar os preços e transformá-los em verdadeiros reais assim que implementou o Plano real.

    Foi fraco quando privatizou R$ 70 bilhões e deixou o Brasil quebrar em 2002 tomando emprestado US$ 30 bilhões ao FMI.( Fundo Monetário Internacional) e não investiu na Transposição do Rio São Francisco e na Transnordestina, em SUAPE e Refinaria Abreu e Lima.

    Votei em Lula 3 vezes para moralizar este país.Nunca fui PT e gostaria muito de terminar meus anos de vida como filiado do PARTIDO.Entretanto, com a conivência e a subserviência do PT e PMDB concordando em dar uma aumentdo a classe mais privilegiada do país em detrimento de um pobre que não tem saúde, trabalho, nem leitura para ler os nossos blogs, o que me resta na caminhada da vida é olhar para todos os lados e dizer, é melhor ser um democratas verdadeiro que ser um petista falso e fraco.

    O País elege uma mulher pela primeira vez e eles, os elitizados, traem essa mulher com uns e dentes. Foram covardes e mesquinhos.

    Que paguem pelos seus erros e saibam que o povo brasileiro está esperto e bastante conhecedor dos fatos.

    Vamos ver o que vai dar isto tudo! Basta de tanta roubalheira dos prefeitos, governadores, deputados, senadores, ministros , secretários, lobistas, empresários, etc.

    Povo sofredor, o brasileiro!

    ResponderExcluir
  30. Qual é a moral que esses políticos têm, pra botar polícia na rua e prender alguem por roubo, estelionato,trabalhadores em grve por condições de trabalho e salário digno. O governador de Pernambuco que apoia a presidente e consequentimente as malandragem de Palloci, diz que não tem condições de dá um reajusto digno para o servidor público estadual, oferecu 4%, mas esta pagando uma furtuna para empresa tercerizada pra encapar(legitimar os contratados sem concurso, deixando de cumprir as constituições federal e estadual).

    ResponderExcluir
  31. A política é uma arte já dizia, Aristóteles que ao lado de Sócrates e Platão formam uma tríade literária.Eu li em grande parte a bibliografia desses grandes homens que fizeram e ainda hoje fazem a nossa História literária e cultural.

    Todo esse mar de lama que norteia a política brasileira é fruto dos compromissos públicos assumidos pelo PT de Lula durante 30 anos de Brasil.

    Pregar uma coisa durante 30 anos e quando se chega ao governo se faz outra totalmente diferente, é por demais frustrante para uma população que envelheceu e chega aos 50 anos vendo os erros se sucederem numa escala de progressão geométrica extraordinária, isto é, crescente.

    Quando somos pego por erros cometidos e somos questionados moralmente, qual procedimento adotar, tomar medidas sérias para evitar a sangria.

    Não foi o que aconteceu com o PT e com o EX-PRESIDENTE LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA.

    Teria chamado toda essa tropa e teria dito a verdade.Vou sair do Governo, porém todos vocês terão que zelar pelo patrimônio público e não devem e não podem sob hipótese nenhuma se envolver com qualquer maracutaia daqui pra frente, basta dos escândalos que aconteceram anteriormente.

    Quando na televisão eu assisti o Lula dizer " deram aumento para vocês e bateu no bolso dizendo, quanto ao Lulinha vocês não deram aumento, ai eu dissera a mim mesmo, o Lula realmente não sabe de nada, pois foram 34 deputados PT que concordaram para eleger o Maia Presidente da Câmara dos Deputados.

    O que vemos diariamente pela imprensa escrita, falada e televisionada é um escândalo atrás do outro.

    Repito mais uma vez, o maior erro do ex-presidente Lula foi afirmar categoricamente pelos jornais de que "o mensalão não existiu e que iria andar por todo canto para esclarecer ao povo a verdade".

    Ora, dizer uma besteira desta em pleno século vinte e um ( XX I) é de uma ingenuidade fora do comum.

    Parece que ele perdeu a razão das faculdades mentais.O mensalão existiu, existe e existirá.Isto acontece em Garanhuns, em Caetés, em Lagoa do Ouro, em São João, Águas Belas, Bom Conselho, Iati, Correntes, Itaiba, Canhotinho, Angelim, Recife, Caruaru, Brasília, Minas Gerais, Paraná, enfim, uns mais outros menos.

    Quando um cabo eleitoral, um prefeito e um vereador dá R$ 50,00;R$ 100,00 de casa em casa para o eleitor votar nele, isso é mensalão, vampiro, sanguessuga,é verdadeiramente a compra do voto pura e simples que eu costumo chamar "praga do voto comprado".

    Finalmente, com que cara o jovem de hoje vai as ruas pregar a bandeira dizendo " não venda seu voto, o voto não tem preço tem conseqüências" e quando passa a eleição ta lá o padre celebrando a missa para os corruptos e compradores de votos com a maior cara de pau. Quer dizer durante a campanha vale tudo ( mentir, roubar, ameaçar, levantar falso testemunho, humilhar, irmão contra irmão, filho contra pai) , etc.

    É mole ou quer mais.

    Por hoje é só. Palavra de um mestre.

    ResponderExcluir