SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 19 de abril de 2011

A PÁSCOA DO RAULZITO

Quando eu era menino, no Sertão alagoano e sei que por aqui era a mesma coisa, na Semana Santa era proibido até tomar banho. Mamãe não deixava, eu fingia desagrado e na verdade adorava. Quem já viu menino gostar de chuveiro frio? Pra dizer a verdade não tinha chuveiro, era na cuia mesmo. E quase todo dia, naquele lugar sagrado eu fazia minhas orações, pensando numas santas que tinha na minha cidade natal. Outro dia, lembrando essas coisas com a Viviane, levei um beliscão que quase arranca um pedaço do coro.
- Cabra sem vergonha -  ainda levei essa da ciumenta.
Nos rádios só tocava música fúnebre, no máximo Vicente Celestino com sua Porta Aberta e Augusto Calheiros com uma música que falava da hora da Ave Maria.

Esse é um pequeno trecho da Páscoa do Raulzito, texto escrito especialmente para a Semana Santa. Confira no Blog do Raul, na relação dos preferidos, do lado direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário