SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

FILMES INESQUECÍVEIS XLV

A QUEDA - AS ÚLTIMAS HORAS DE HITLER

A loucura nazista foi responsável pela morte de mais de 50 milhões de pessoas, na segunda guerra mundial. Adolf Hitler, o ditador alemão, que levou o mundo à barbárie, perseguiu e matou deficientes mentais, idosos, homossexuais e outros que não se enquadravam no conceito de raça pura, ariana. Seres normais, superiores, tinham direito de sobreviver e os outros, como insetos, podiam eliminados. O nazismo também assassinou no campos da concentração, seis milhões de judeus.

Todo esse horror rendeu livros magníficos e mais de uma centena de filmes, alguns verdadeiras obras primas da sétima arte. Nenhum deles, naturalmente, faz apologia do regime alemão. Na verdade se preocupam em denunciar, investigar, desvendar e escancarar os diversos aspectos da aventura de Hitler e seu sonho maluco de conquistar o mundo.

Fuga  de Sobibor retrata o sofrimento num campo de concentração da Polônia Registra o heroísmo dos que conseguiram escapar do cativeiro. É um filme que emociona. Soldado Laranja mostra a presença dos nazistas na Holanda, um dos países europeus afetados pelo avanço dos nazistas. A Escolha de Sofia é tocante: uma mãe polonesa, presa num campo de concentração, tem de escolher um dos dois filhos para morrer. Se ela não indicar um, os alemães matam os dois. O Diário de Anne Frank, baseado no livro escrito pela adolescente, conta  o drama de uma família escondida numa casa em Amsterdam, rodeadas o tempo todo pelo perigo, encarnado nos homens da Gestapo alemã.

Temos ainda, na lista de grandes filmes sobre o tema, A vida é Bela, uma diferenciada produção italiana em que o pai de uma criança, num campo de concentração, inventa história para que seu filho não perceba o horror que está se passando. O Pianista, de Polanski, deu ao cineasta polonês o Oscar de Melhor Filme e Diretor., feito conseguido também por Steven Spielberg com A Lista de Shindler. O Julgamento de Nuremberg, excelente filme, exibe os carrascos nazistas com a guerra já terminada. Eles estão no tribunal e vão ser condenados pelos seus crimes. Operação Valkiria, com o astro Tom Cruise, retrata uma das muitas tentativas de assassinar o führer.

Dos últimos que assisti com essa temática, gostei muito de O Menino do Pijama Listrado, baseado num livro homônimo. Mesmo que não esteja no mesmo patamar de outros citados acima, chama a atenção por envolver duas crianças, uma delas um judeu num campo de concentração e a outra filho de um oficial nazista. A amizade que nasce fruto da inocência leva a uma tragédia. E o inquietante Bastardos Inglórios, do criativo Tarantino, que fez ficção com a História e mandou Hitler a a cúpula nazista pelos ares, com a explosão de várias bombas dentro de um cinema.

Acredito que qualquer um desses longas poderia figurar na série Filmes Inesquecíveis. E é possível que algum deles ainda venha a ser comentado neste espaço. Mas no momento escolhi A Queda – As Últimas Horas de Hitler para resenhar, por deixar as lentes bem perto de Adolf Hitler, nos passar uma boa idéia do que foi a figura do líder fascista e retratar seus últimos momentos dentro do bunker, cercado por fanáticos que simplesmente o idolatravam.

A QUEDA – A maioria das produções sobre o nazismo tem origem americana, britânica, francesa ou italiana. Os alemães justificadamente sentem vergonha de tratar desse tema tão delicado. Muitos que moram naquele país europeu, hoje, não conseguem entender como uma nação tão civilizada perpetrou tantas selvagerias em pleno século 20. A Queda – As Últimas Horas de Hitler, contudo, é um filme alemão, dirigido Oliver Hirschbiege e interpretado por atores também germânicos em sua maioria. O destaque fica para Bruno Ganz, numa caracterização impressionante de um Hitler alquebrado, sofrendo do mal de parkinson e com acessos de cólera que faziam balançar as paredes revestidas de aço do QG nazista.

O Filme é baseado em livros de Joachim Fest, um especialista em Hitler e Nazismo, além das memórias de Traudl Junge, que foi secretária do chanceler alemão. No início, em tom documental, temos uma velha senhora falando, justamente a auxiliar de Hitler, que sobreviveu a guerra, fazendo a meã culpa por ter participado do governo dos nazistas.

Em seguida um grupo de mocinhas é conduzido ao bunker do ditador e Junge é escolhida pelo próprio Adolf para ser sua secretária.

A partir daí quase tudo se passa dentro do QG nazista. Hitler e seus oficiais recebendo as notícias da ofensiva russa, que estão as portas de Berlim e não iriam demorar a chegar no local em que está o alto comando do regime.

Hitler, o monstro, o homem doente que levou os alemães e outros povos a tantos atos indignos, às vezes surpreende com gestos de carinho. Trata bem as mulheres, faz um carinho nas crianças, em determinados instantes se comporta como um velho e bom pai ou avô.

Na maioria das vezes, porém, está irritado, nervoso, colérico. Grita e chama seus homens de traidores, de covardes; delira e ainda prevê uma reviravolta e a vitória dos alemães quando tudo está perdido.

Mesmo num estado evidente de desequilíbrio, não é contestado pelos generais e outros oficiais nazistas. Eva Braun, sua companheira, que está ao seu lado nessas últimas horas, parece deslumbrada, sem o senso da realidade, o tempo todo sorrindo e rodando como se estivesse num baile. Joseph Goebbels, o homem responsável pela incrível máquina de propaganda nazista, é um dos personagens que ama o führer e não passa pela sua cabeça abandona-lo em nenhum momento. Ele e a mulher compartilham a idéia de que viver sem Hitler e o nacional socialismo não faz sentido.

Neste filme, ao contrário dos outros citados no início da matéria, não temos uma visão dos soldados invadindo a Áustria, a Polônia, a França e outros países. Nem os campos de concentração. Os judeus não aparecem, nem os heróis que lutaram contra os tiranos. O personagem principal é o próprio Hitler e depois Eva, com quem casa antes da chegada dos russos, dentro do bunker, Goebbels, Speer, a secretária Junge e outros participantes da aventura nazista.

Diante da derrota inevitável, Hitler legaliza a sua situação com Eva e os dois resolvem se matar. Não permitiria que se repetisse com ele o mesmo que foi feito com Mussolini, seu aliado italiano. Este foi assassinado e seu corpo ou pedaços dele exibido como troféu pelos vencedores. A ordem do ditador: depois de morto o seu corpo e o da senhora Braun devem ser incendiados com litros e litros de gasolina para que nada mais reste quando os russos chegarem.

A morte de Adolf e Eva, já esperada, não choca ninguém. É de se lamentar, apenas, que não tenham pegado ele vivo, para leva-lo a um Tribunal e ver como se comportava como prisioneiro e diante de um júri. O mais impressionante é a decisão do Sr. e Sra. Goebbels, que contrariando o führer decidem também se suicidar,antes disso eliminando friamente todos os filhos, me parece que cinco ou seis.

Magda Goebbels obriga suas crianças a tomarem uma bebida que os faz dormir. Depois ela mesmo, com os pequenos inconscientes coloca na boca de cada um uma espécie de ampola de um veneno muito forte, que mata as crianças em questões de segundo. Você parar e pensar que não está diante da ficção, que uma mãe realmente praticou um crime desses contra os próprios filhos é de revirar o estômago.

Não há como contestar que A Queda é um filme muito bem realizado, com um diretor que se preocupou em fazer tudo certo nos menores detalhes, teve um roteirista de primeira e um elenco em que ninguém derrapou. Pode não ser o melhor nem mais comovente drama sobre o nazismo. Mas tudo indica é o que focou mais de perto a figura de Hitler, de Eva Braun e de Goebbels, além de outros nazistas.

Certamente A Queda é um filme para ver, rever, comparar com outras obras e reter na memória. Como um documentário ou depoimento a respeito de um psicopata que esteve perto de dominar o mundo.

Um comentário:

  1. Todos os filmes citados no post, são bons. Recomendo o Menino de Pijama Listrado, na minha opinião, o melhor de todos. É um filme pra você ter em casa sempre, para partilhar com sua Família e Amigos.

    Roberto Brito
    Paranatama-PE

    ResponderExcluir