sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A BIOGRAFIA DE PADRE CÍCERO

O jornalista cearense Lira Neto, autor de biografias de Maysa, José de Alencar e Castelo Branco, escreveu um livro importante contando a vida do Padre Cícero. Mais do que desvendar o mito, o autor registra um capítulo notável da História do Brasil. Com um texto leve, objetivo, o profissional de imprensa e escritor mostra o poder dos coroneis do Sertão, o fanatismo religioso nascido da ignorância e, talvez pior do que este, a intolerância da Igreja Católica, por parte de padres, bispos e papas. Pe. Cícero poder ter sido um oportunista que ficou milionário à custa dos romeiros do Juazeiro. Parecia, no entanto, ter uma fé autêntica e não abria mão dos seus princípios. Muitos dentro da própria Igreja o invejavam. Por isso o delataram, perseguiram, fazendo-o sofrer. Viveu, porém, 90 anos, vendo partir antes deles todos os inimigos.

Rebelde e conservador, um santo ou embuste, a verdade é que Cícero Romão criou uma cidade, foi prefeito por 18 anos, vice-presidente do Estado e deputado federal. Proibido de rezar missas, proscrito e excomungado por decisão do Santo Ofício, o Padim poder ser reabilitado e canonizado pela mesma Igreja que o puniu. Contemporâneo de Prestes, Lampião, Getúlio e muitas outras lideranças políticas do Ceará e do Brasil, o beato do Juazeiro já não incomoda. Neste momento serve à causa dos católicos, é um "santo remédio contra o avanço das seitas evangélicas".

Recomendo aos leitores do blog o belo livro "Padre Cícero - Poder, Fé e Guerra no Sertão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário