Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

A UNIVERSIDADE E O MUNDO REAL

Uma universidade do porte da UFRPE é quase uma pequena cidade dentro de Garanhuns. Mesmo no Recife, que é uma metrópole, tanto a Rural quanto à Federal são instituições com estruturas enormes, com número de salas, professores, alunos, que somados superam o contingente de pequenos municípios do Estado. E um velho defeito da Universidade Brasileira é estar distante da comunidade, da realidade das ruas. É como, na maioria das vezes, se "os acadêmicos" vivesses num mundo à parte, desvinculados da vida prática do homem comum, sempre cercado de problemas banais. Acordar cedo, trabalhar ou tentar arranjar emprego, pagar as contas, fazer feira, pegar o ônibus, consertar o carro, assistir o futebol ou a novela, arrumar a casa... Enfim, uma infinidade de coisas, cá fora, que lá no campus é muito mais (ou é só) teoria.
A Universidade, no entanto, é importantíssima na vida de uma comunidade. Garanhuns ganhou muito com a istalação na cidade de um campus da UFRPE. Este cresce a cada ano, vai cada vez mais se tornando uma "cidadezinha dentro da outra". Não podemos ignorá-la, porque ela é importante para o município, a região e o próprio Estado. E ela também devia estar mais atenta ao que acontece do lado de cá, para não ficar alienada, como muitas vezes acontece nos grandes centros. Um passo importante está sendo dado para que a Unidade Acadêmica de Garanhuns esteja mais próxima da comunidade. É a iniciativa do radialista e aluno do Curso de Letras da Rural, Geraldo Mouret, que a partir da próxima edição do Correio Sete Colinas produzirá uma página inteira a partir do Mundo da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Será uma aproximação boa para o jornal, a instituição de ensino superior e principalmente para a cidade, que poderá acompanhar o crescimento, os fatos, a produção de conhecimento e inovações vindas dos acadêmicos. Será uma parceria. E tem tudo para render bons frutos. (Na foto à esquerda a Universidade Federal Rural de Pernambuco, que está sempre em processo de expansão).

Um comentário:

  1. Acho muito relativa toda essa conversa mole de cursos universitários trazem desenvolvimento para determinada localidade. Aliás, o Brasil tem universidade demais(haja saco de tantos médicos, advogados e dentistas!!!). Na verdade, o que se precisa nesse país, em caráter de urgência urgentíssima é de escolas do ensino fundamental. Afinal, é fundamental num país de crianças e adolescentes fundamentalmente analfabetos. O país é carente de ESCOLAS e CADEIAS. Não é à toa que, a bandidagem é formada de jovens que sequer frequentaram 2 ou 3 anos do ensino fundamental. Daí, precisamos mesmo é de ESCOLAS e CADEIAS e não de universidades!!!

    Altamir Pinheiro - Garanhuns - PE.

    ResponderExcluir