ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

O SALVADOR DA PÁTRIA


Quando Fernando Campos e Bastinho abandonaram o barco do Governo Municipal escrevi no blog um artigo intitulado “Para onde vai o Governo de Luiz?”. A saída desses auxiliares certamente foi traumática, tanto que depois disso o prefeito assumiu uma postura ainda mais discreta do que a costumeira. E os seus auxiliares o acompanharam na Lei do Silêncio e até o Secretário de Comunicação, que em tese devia levar as informações da gestão à imprensa e ao povo tem feito isso em doses homeopáticas. O fato é que o dirigente enfrentou e enfrenta problemas de toda ordem e tendo perdido dois secretários em quem apostou alto está fazendo as coisas com muito cuidado, de modo a evitar novas frustrações.


Os fatos envolvendo o deputado Izaías Régis ajudaram a imprensa local a “esquecer” o prefeito e só agora, nos últimos dias do ano, a discussão é retomada em torno da permuta de secretários. Mas o prefeito de Garanhuns já trocou tantos auxiliares, nos dois mandatos, que essas mudanças não representam nenhuma novidade. Entram com toda pompa, currículos profissionais emoldurados pela bela locução e com pouco tempo se vê que se está diante de uma nova nulidade ou de alguém competente e bem intencionado, porém sem condições de levar à frente planos e sonhos acalentados.


Quem será o Salvador da Pátria? O capitão Udson Moura, com sua áurea de herói militar, capaz de sair-se bem no complicadíssimo Hospital Regional? Uma vez, dois ou três meses atrás, alguém ligado ao governante perguntou qual minha opinião em relação ao ingresso de Udson na equipe, mais especificamente na Secretaria de Saúde. Não sou prefeito nem entendo de administrar Garanhuns, contudo como fui consultado disse o que pensava: “Acho um bom nome. Mas na Saúde considero um risco. E se não der certo mais uma vez? Acredito que seria melhor no setor de obras, que tem sido um calo na administração. A saúde ficaria melhor nas mãos de um médico, capaz de administrar a burocracia do SUS e da própria secretaria e tendo o conhecimento das necessidades dos médicos e pacientes. Só conheço uma pessoa com credenciais para esse cargo e em condições de levantar essa área: Dr. Alcindo Menezes. O problema é que ele sempre foi um crítico da gestão...”


Os dias passaram, Fernando e Bastinho que estavam altamente prestigiados e costurando a “reforma” saíram por não aceitar Andréia Oliveira interferindo na Secretaria de Finanças e confesso ter também “mergulhado” em relação a esses assuntos paroquiais. Se preocupar para quê? Se no final das contas não chegamos a lugar algum...


Aí vem de novo a conversa: O capitão Udson, José Henrique (que Silvino não aproveitou no segundo mandato por ter considerado fraco seu desempenho), Edilene, Gabriela acumulando duas secretarias...


Ora, desse time aí só o militar pode vestir o uniforme de Salvador da Pátria, porque os outros não representam nenhum avanço em relação ao que já temos. A diferença entre Gabriela e dona Ivone Lara, digo Silva, é que a primeira parece ser uma moça educada e a segunda nem essa qualidade possui, é movida pela arrogância e desprezo pelas coisas de “cidade pequena”.


Então, sinceramente, embora eu torça muito por seu Luiz, goste do seu jeito sério e reconheça suas boas intenções, não dá para acreditar que vá mudar muita coisa. O que pode mudar mesmo a face de Garanhuns e da atual administração é em 2010 o Governo Federal começar a enviar caminhões de dinheiro - e obras, muitas obras – começarem a ser realizadas em Garanhuns. Aí o prefeito irá melhorar sua imagem, o povo esquecerá os buracos e os rombos e quem sabe Izaías, apoiado pelo atual governante, será em 2012 o seu sucessor.


Ou teremos isso ou a oposição com o nome de Silvino assumirá o poder e aí não teremos mudança nenhuma, será a volta do gênio da “casa arrumada”, calçamentos, praças, asfalto e a cidade com um aspecto melhor, pelo menos mais limpa.


Pobre Garanhuns! Quando a gente pensa que José Queiroz sem receber um centavo do Governo Lula, porque pegou a prefeitura no SPC, já pintou miséria em Caruaru, em termos de ações administrativas...


Mas vamos ser otimistas. Quem sabe teremos um Salvador da Pátria e nos outros três anos de administração seu Luiz Carlos vai dar um verdadeiro show e sairá da prefeitura consagrado. E ninguém mais terá saudades de Silvino, Bartolomeu, Ivo Amaral, José Inácio, Amílcar Valença, Souto Dourado...

Um comentário: