SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

GARANHUNS É MAIOR QUE A FAMEG

Lembremos que um simples homem do povo foi capaz de construir um Castelo
Nós fomos dos primeiros a noticiar o surgimento da Faculdade de Medicina de Garanhuns e acompanhamos todo o processo inicial, publicando diversas matérias que estão arquivadas no jornal Correio Sete Colinas. Dr. Márcio é testemunha desse apoio e chegou a me convidar para uma assessoria, pelo menos informal, à FAMEG, quando tudo estivesse legalizado. Infelizmente, o Curso de Medicina da cidade, mesmo sendo de uma instituição privada que cobrava uma mensalidade bastante salgada, durou por pouco tempo. Erros foram cometidos, faltou o apoio político necessário e empresários e parlamentares de outros centros tiveram mais força. Caberia uma análise longa, que não vamos fazer. Apenas queremos lamentar o fato, nos solidarizar com Márcio Quirino e todos que lutaram por esse sonho. Dito isto, cabe colocar que a perda da Faculdade de Medicina não deve nos abater. Pelo contrário, devemos também ter a consciência que a FAMEG embora importante não era e não é a redenção de Garanhuns. Temos (a imprensa, os políticos, os empresários, os educadores, a sociedade) de continuar lutando por novas conquistas. Novos cursos na UPE e na UFRPE, o fortalecimento dos cursos da AESGA, a atração de indústrias para o município, um incremento do comércio, enfim, muita coisa que ainda está faltando à cidade. Uma derrota, às vezes, serve para que se levante a cabeça, se faça uma autocrítica e se parta com mais determinação em busca de uma série de vitórias. Garanhuns é maior que suas faculdades, que determinada casa comercial, mesmo a mais poderosa, é maior que a atual classe dirigente e política. O povo de Garanhuns, que tantas lições tem dado nas urnas, principalmente nas eleições estaduais e federais, só prccisa canalizar mais as suas forças, ter líderes dispostos a atuar nessa canalização, para que abandonemos o derrotismo, o marasmo, o denuncismo, o teatro dos salvadores da pátria, a demagogia e o populismo de outros. Márcio Quirino, Alexandre Bezerra, Ielma Lucena, Kitty Lopes, Padre Carlos, Dr. Alcindo Menezes, Marcos Cardoso, Fernando Rodolfo, Gérson Lima, Eduardo Peixoto, Pereira Filho, Gláucio Costa, Sivaldo Albino, Marcelo Marçal, Silvio Sabino, Marinho, Albérico Fernandes, Maria Almeida, Alexandre Marinho, Eliane Simões, Udson Moura, Adolfo Lopes, são apenas alguns exemplos de personalidades que têm todas as condições de contribuir mais e mais por uma Garanhuns mais forte e mais punjante. De propósito não citei o nome do deputado, do atual prefeito e dos ex-prefeitos. É que acho melhor, no momento, procurar novos caminhos, ares diferentes, o cheiro de mudança. Para que Garanhuns um dia possa ocupar o seu devido lugar na geografia e na história de Pernambuco.

PARABÉNS AOS QUE LUTARAM DE VERDADE PELA FAMEG!

Um comentário:

  1. Parabéns pelo comentário inteligente sobre a FAMEG, concordo com seu pensamento e deixo aqui minha admiração pelo lutador que foi e com certeza continuará sendo o povo de Garanhuns, em especial o Dr. Márcio Quirino. Ainda não foi dessa vez que a nossa faculdade de medicina tornou-se realidade, porém acredito na força do nosso povo e e numa futura conquista de um curso de medicina para nossa cidade.

    Maria Almeida

    ResponderExcluir