ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

A DOENÇA DE LUIZ CARLOS

Sei dos problemas de saúde do prefeito Luiz Carlos há um bom tempo. Nunca, no entanto, quis divulgar nenhuma informação sobre isso, seja através da rádio, no Correio Sete Colinas ou no blog. Agora, no entanto, que o Jeitoso Cientista tocou o dedo na ferida, sinto-me na obrigação de escrever alguma coisa a respeito do assunto.



Através de pessoas da família e de um secretário do município, há meses fui informado que Luiz Carlos de Oliveira estava com câncer de próstata. O mesmo problema que vitimou seu irmão anteriormente, o médico José Couto. O prefeito esteve em São Paulo fazendo tratamento e mais recentemente foi operado no Recife. A doença é séria, mas com tratamento adequado, no início, pode ser totalmente extirpada. A pessoa tem chanches, portanto, de ficar 100% curada.




Todos esses problemas que têm acontecido na administração municipal, certamente influem na vida pessoal do prefeito. Há uma somatização e a doença, mesmo que haja predisposição genética, pode vir antes ou ser agravada pelo emocional. Os médicos estão convencidos há muito tempo que qualquer doença pode trazer um componente psicológico. Eu mesmo quando estava com um tumor na cabeça, esperando a cirurgia, perguntei ao médico se existia uma causa para um negócio daqueles. Resposta: "pode ter a ver com o stress, a carga genética, a somatização das preocupações...".




Sinceramente, torço pela recuperação do prefeito. Só quem viveu uma grave doença, como eu, pode sentir o drama de toda a família, quando aparece uma coisa dessas. Embora não seja muito bom de reza, faço minhas orações para que Luiz Carlos fique totalmente recuperado do seu problema de saúde. Depois, quando ele estiver de volta à ativa, que faça as mexidas necessárias na sua equipe, de modo a evitar as pixotadas dos assessores comprometendo sua administração. O homem ainda tem mais de três anos de Governo pela frente e se ele der a volta por cima quem ganha é o município, a população. Se todo o segundo mandato for assim, como nesses primeiros 10 meses, o maior prejudicado é o cidadão de Garanhuns.




Nenhum comentário:

Postar um comentário