ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

HONDURAS É AQUI


Nas décadas de 60 e 70, ditaduras tenebrosas tomaram conta da América do Sul e América Latina. Uruguai, Paraguai, Argentina, Chile, Brasil, Cuba, Nicarágua...


Sequestraram, torturaram e mataram em todos esses países e outros da vizinhança. No auge da guerra fria, com o apoio dos Estados Unidos, em qualquer nação da nossa américa se derrubava facilmente um governo eleito democraticamente. Um golpe de Estado, em países como a Bolívia, por exemplo, era tão normal quanto uma partida de futebol.


Hoje quase todos no Continente vivem regimes democráticos, à exceção dos menores, como Honduras, onde ocorreu há pouco esse golpe de Estado que está chamando a atenção internacional e envolvendo o Brasil diretamente, por conta do presidente deposto estar na embaixada brasileira. É uma encrenca e tanto, chegando perto da gente, podendo elevar mais ainda a popularidade de Lula, mas também servir para desgastá-lo.


Os Estados Unidos, que sempre tiveram em Honduras governantes servis aos seus interesses, estão lavando as mãos, principalmente porque Zelaya estava contrariando interesses dos gringos, com medidas mais à esquerda. No fundo, Obama atende aos interesses do sistema que conduz e prefere os golpistas.


As últimas notícias de Honduras dão conta do seguinte: o governo interino fechou uma emissora de rádio e outra de televisão, porque contrariavam seus interesses. Uma boa ditadura começa logo a calar a imprensa. Essa discussão nos interessa muito, porque a coisa muitas vezes tem início pequeno, os grandes não dão a menor atenção e vira bola de neve. Quem levou Hitler a sério no começo? Nem os Estados Unidos, nem a França, nem a Inglaterra ou a Rússia, que eram as potências da época. E aí deu naquele horror que envergonha a humanidade e os próprios alemães.


O presidente Lula tem tido uma posição de macho, neste caso, porém se as grandes potências permitirem a vitória do golpe ele (Lula) será enfraquecido, inclusive com o apoio de certos setores da imprensa brasileira. A Veja e a Folha de São Paulo mesmo vão adorar. (Na foto acima, soldados do governo golpista hondurenho fechando uma rádio no país).

Nenhum comentário:

Postar um comentário