SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 25 de agosto de 2009

PRAÇA E IGREJA

Toda cidadezinha do interior tem uma praça e uma igreja. Isso é do conhecimento de todos. Pode ser um município atrasado, de baixíssimo IDH, porém não abre mão de uma pracinha bonitinha e de uma igrejinha idem para receber os fieis, principalmente aos domingos.
Agora, em Garanhuns, existem muitas cidadezinhas sem praças e até sem igrejas. Já escrevi aqui sobre a realidade da Cohab II. Mas não é só por lá. No Parque Fênix, Novo Mundaú, Novo Heliópolis, em Manoel Chéu, na Várzea, na Brahma e em outros lugares da cidade também não tem uma pequena área de lazer, com bancos para sentar e jogar conversa fora. Não é à toa que a meninada se reúne pelos lugares escuros, à noite, para beber ou fumar maconha. Se não oferecem aos jovens da periferia uma mísera praça, que tem de sobra no centro-cartão postal, o que eles podem fazer da vida?

Nenhum comentário:

Postar um comentário