SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 15 de julho de 2009

SOBRE O LULISMO

O professor Rafael Brasil, citado no blog, elogia o novo espaço criado a serviço do Agreste, mas critica meu "lulismo". Deve ser por conta da nota que escrevi considerando o petista melhor presidente de que FHC, Sarney, Collor, os gorilas militares e outros que os antecederam. Mas tenho visão crítica a respeito de Luiz Inácio. Basta ler a nota SARNEY E O JUIZ PEDÓFILO. Só que ele acertou mais do que os doutores que vieram antes dele, tem mais sensibilidade ou esperteza e colocou tucanos, democratas, professores universitários, teóricos e mais meio mundo de gente no bolso. Discordo do aparelhamento da máquina pública, do fisiologismo, da concessão a figuras como Renan Calheiros e de outras coisas do atual governo. Isso, porém, não apaga as coisas boas que foram feitas. FHC teve coisas boas também, inclusive com a criação do Real da época do Itamar. Mas Lula o superou até na política internacional e até ele sabe disso. E não consegue aceitar que um pau de arara que mal sabia ler assuma ares de estadista. A história lembrará muito mais de Lula de que de Fernando Henrique, não tenho nenhuma dúvida disso. Aliás, o governador José Roberto Arruda (DEM), filiado a um partido que faz oposição cerrada ao presidente define muito bem o petista na entrevista que deu a Veja desta semana. É ler e conferir.

Um comentário:

  1. Anigo Roberto: A respeito da política internacional lulista, ou petista, ou seja lá o que for, seria interesante você ler em meu blog, e quem sabe publicar no sete colinas, o meu peqyeno artigo sobre o Brasil e os BRIcs. Também , não deixo de ressaltar a esperteza de Lula em manter os fundamentos do real, que ele não avançou, mas não ter mudado foi sua grande jogada. Sobretudo nas esquerdas tradicionais, estas historicamente burras de doer. Mas a história é implacavel meu amigo. Destaca-se quem foi o responsável pelas mudanças, ou seja, quem fez reformas institucionais, mudando, mesmo que aos poucos, o carpater e a cultura de um país. E este cidadão não foi Lula. Quanto a historia de eu ter preconceito, Faz muito tempo que Lula pertence às elites deste país. Desde o início do malfadado e corrupto movomento sindical, todos sabem disso. O mito fica para o povão, que tamvez precise disso. Para mim o que precisamos mesmo é de instituições fortes, ou seja, o império da lei, e da ordem democrática, e não de heróis, geralmente inventados e amados ou odiados pelo povão, dependendo da opcasião. Como vês estou acompanhando seu blog, que está muito bom. Já o coloquei na lista de favoritos, como você sabe, sempre serei seu fã, além de seu grande e velho amigo. Mas dê uma olhadinha no meu blog, e depois voltamos a conversa, pois, como sabes, adoro polêmicas. Um grande abraço do velho amigo e admirador, Faé.

    ResponderExcluir