SIVALDO ALBINO LAMENTA A PERDA DO IRMÃO DO CORAÇÃO IVAILTON AREIAS


Candidato a prefeito da Frente Popular de Garanhuns, Sivaldo Albino, como muitos na cidade ficou abalado com a morte repentina de Ivailton Areias, a quem considerava como irmão de coração. Nas redes sociais, o deputado divulgou o seguinte texto a respeito da perda inesperada do amigo:

 

Querido amigo de todas as horas e meu irmão de coração, Ivailton Areias,

 

Quem diria que depois de 36 anos de uma longa e verdadeira amizade, hoje eu ficaria impossibilitado de abraçá-lo e de me despedir de você, ainda em vida, meu irmão, tendo em vista sua partida tão fulminante. Por isso, não encontrei outra forma de expressar minha gratidão e o enorme apreço que tenho por você, senão escrevendo estas breves palavras.

 

Você partiu de repente e deixou a mim, à minha família e aos inúmeros amigos que você tem, completamente desolados. Não será fácil continuarmos nessa batalha sem o seu apoio, sem a sua ajuda, sem a sua companhia, sem o seu abraço e sem o seu sorriso sempre tão fraterno e cordial.

 

Grande empresário, pai de família carinhoso, filho exemplar, amigo leal, cidadão cumpridor dos deveres, apaixonado por Garanhuns e com tantos sonhos ainda pela frente, saiba que você partiu, mas toda sua geração de amigos continuará muito orgulhosa dessa sua passagem tão marcante entre nós.

 

À sua amada esposa Laerte e às suas filhas Isabelly e Laryssa, minhas sobrinhas queridas, assim como aos seus pais e irmãos, saiba que não faltarão o apoio que eles precisarem nesse momento tão difícil.

 

Segue em paz, amigo querido, pois se o bom Deus te chamou é porque também haverá de providenciar o devido conforto a todos nós que, a partir de agora, teremos que aprender a conviver com a eterna saudade e lembrança da tua amizade e da agradável companhia que sempre cultivaste entre nós.

 

Abraço bem forte, meu irmão, e que o bom Deus te reserve uma nova morada, à altura da presença afetuosa e amiga que deixaste plantada no coração de cada um de nós.

 

Do teu irmão,

 

Sivaldo Albino

2 comentários: